GNT | Making Of

28 ago

Texto e Entrevista: André Luiz Sens

Com seu novo slogan “Para todos os gostos, um único GNT”,  o canal da sistema Globosat destinado ao público feminino passou por uma repaginada, com novas vinhetas e algumas modificações em seu pacote videográfico.

refresh_gnt_2015_26

Um dos destaques desse refresh foi a tipografia manuscrita, que passou a protagonizar os interprogramas durante a programação. O trabalho foi de responsabilidade do argentino Andres Rossi e seu estúdio.

Screen Shot 2015-08-20 at 4.36.33 PM

O Blog Televisual entrevistou o designer para saber mais detalhes sobre excelente esse projeto:

Conte-nos como foi o contato do estúdio com o canal.
Andres Rossi – O canal entrou em contato conosco diretamente. Eles pensaram que seria uma boa escolha para trabalhar no projeto GNT depois de ver alguns de nossos trabalhos.

Quais foram as diretrizes conceituais que deveríam ser reforçadas nessa atualização?
Andres Rossi – Algumas das diretrizes eram tornar o canal um pouco mais vibrante, descontraído e amigável, enfatizar o empoderamento das mulheres e encontrar uma voz.

refresh_gnt_2015_16

O destaque dessa atualização é a tipografia. De onde surgiu a ideia de usar essas fontes manuscritas?
Andres Rossi – Este é um bom ponto. A imagem final do canal surgiu a partir da união da nossa proposta com outra interna do próprio canal. Nós fizemos vários testes com diferentes tipos de letra, mas não conseguimos com nenhum deles o tom que queríamos transmitir.

Na tentativa de descobrir a forma como o canal deveria falar, tendo em conta as diretrizes conceituais, partimos para uma opção manuscrita. Quero aproveitar para felicitar e agradecer o departamento de criação de GNT por tomar essa decisão. Acredito que foi muito bem sucedida e nos deu uma grande liberdade criativa.

refresh_gnt_2015_12

Como foi o processo de desenvolvimento destas fontes, criadas especificamente para o canal?
Andres Rossi – Foi um processo difícil, mas muito gratificante. Adicionamos à nossa equipe excelentes profissionais de lettering como Panco Sassano, Yanina Arabena e Guillermo Vizzari, com quem desenvolvemos quatro famílias de letras, cada uma transmitindo um tom diferente, para que nos ajudassem a segmentar um pouco a programação do canal. Buscamos desde variantes mais elegantes a outras bem dinâmicas, ampliando o espectro de possibilidades.

Todos os títulos e frases dos programas do canal que nos ajudavam na comunicação foram desenvolvidas a mão, com pinceis e nanquim. Assim, cada frase e palavra mostrada foi projetada especificamente levando em consideração pesos, kerning, ascendentes, descendentes, ligaduras, miscelâneas, etc.

Nós também desenvolvemos um manual para cada família, com 2 variantes por letra, de modo que quando o canal continue a comunicação, não se repitam as mesmas variantes em uma palavra.

Como as fontes eram tão protagonistas, apoiamo-nas em um projeto colorido, mais simples, para que o foco se mantivesse sobre os títulos. Mantendo também o recurso do “acetato” transparente da identidade anterior, mas usado de uma maneira nova.

Da mesma forma que o sistema gráfico foi desenvolvido com ênfase no desenvolvimento das letras manuais, buscamos também um sistema que reforçasse isso na animação. Para isso, imprimimos, filmamos e trackeamos os acetatos e papeis que realizamos as composições. Para que tudo ficasse consistente e desse uma sensação de movimento mais analógico e menos digital.

refresh_gnt_2015_03

No final das quatro fontes criadas, apenas uma foi usada no pacote gráfico final. A que deveu essa escolha?
Andres Rossi – Finalmente, por questões práticas, no intuito de manter uma comunicação coerente e duradoura, e para evitar que a diversidade dentro das variantes não causasse confusão ao longo dos anos, reduziu-se para duas famílias tipográficas, aos quais foram convertidas mais tarde pelo canal em fontes totalmente editáveis.

Making Of:

Ficha Técnica

Ano: 2015
Canal: GNT
Gerência de Criação: Marcio Pimenta
Direção de Criação: Leon Vilhena
Direção de Arte: Celina Arslanian, Monica Puga e Andres Rossi
Coordenação: Eugenia Laplace
Coordenação de Produção: Ricardo Leo
Atendimento Comunicação e Branding: Tatiana Fernandes e Gabriela Bonn
Produção: Patrícia Hermes da Fonseca, Elisa Levy, Cristiano Elias, Sandro Machado, Daniela Ferreira e Eduardo Quintanilha
Administração: Vanessa Rocha e Stefanie Kemmy
Estúdio de Design e Animação: Andres Rossi Studio
Design: Romina Giarri, Celina Arslanian, Monica Puga, Carla Dasso e Andres Rossi
Lettering: Panco Sassano, Yanina Arabena e Guillermo Vizzari.
Direção de Animação: Martin Muerza
Animação: Martin Muerza, Ezequiel Odone, Bruno Persico e Thiago Macedo
Sound Branding: Jonas Sá
Redação: Fernando Gamarano
Edição: Miguel Kruschewsky, Isadora Chamis e João Ribeiro
Atendimento: Alessandro Rios
Coordenação de Edição: Leandro Rial
Gerencia de Produção Audiovisual: Ronald Sidi
Diretor de Captação: Gustavo Tissot
Assistente de Direção: Guilherme Pierri

Texto e Entrevista: André Luiz Sens

Fonte: Blog Televisual

Blackmagic Design anuncia Fusion 8 para sistemas operacionais Mac OS X, Linux e Windows.

27 ago

Blackmagic Design anunciou hoje (27/08) que a nova versão do Fusion 8, o programa mais avançado do mercado em termos de visual effects e motion graphics está disponível agora para os sistemas operacionais Mac OS X e Linux. Anteriormente o programa só poderia ser executado em Windows, mas a versão 8 é compatível com todos os sistemas operacionais mais populares.

03

01
Em novembro do ano passado, a Blackmagic Design revolucionou a indústria de efeitos especiais com o lançamento do novo Fusion Studio por $ 995 e disponibilizando aos usuários uma versão gratuita para Windows. Anteriormente, o preço da ferramentas era extremamente alto, e com isso poucos usuários tinham acesso a ferramenta.

04

A disponibilidade do Fusion 8 para sistemas operacionais Mac e Linux abrirá uma porta para um número sem precedentes de designers gráficos, editores de vídeo e compositores de animações gráficas. O programa tem sido a ferramenta mais escolhida em Hollywood há mais de 25 anos e tem sido usado em milhares de filmes e projetos de televisão.02

Fusion 8 permite a criação de efeitos especiais mais sofisticados e detalhados com grande velocidade através da interface nodal inovador. Os nós são pequenos ícones que representam diferentes máscaras, filtros e outras funções relacionadas ao processamento da imagem. Estes podem ser ligados em qualquer ordem para criar um número ilimitado de efeitos e estão organizadas como um fluxograma para poupar aos utilizadores a necessidade de encontrar diferentes elementos de uma multiplicidade de camadas sobrepostas. Ao contrário de outras aplicações baseadas em linhas de tempo, o Fusion 8 permite ajustes fáceis a qualquer parte de um projeto, simplesmente clicando em um nó.

05

Graças à ampla variedade de ferramentas integradas, os usuários têm a capacidade de aplicar máscaras de rastrear objetos, usar técnicas rotoscópicas, animar títulos e criar efeitos surpreendentes com partículas em uma área de trabalho tridimensional. Fusion 8 também permite importar modelos 3D e diferentes planos ou cenas ainda totalmente tridimensionais a partir de outros programas como o Maya, o 3ds Max ou Lightwave.

729grantpetty_2012-620x349

Grant Petty – CEO da Blackmagic Design

“Temos trabalhado duro para desenvolver uma versão compatível com o Mac e estamos animados para demonstrar o seu desempenho”, disse Grant Petty, CEO, Blackmagic Design. “Estamos felizes com a quantidade de artistas que poderam usar as ferramentas do Fusion pela primeira vez e gostaria de ver o que eles serão capazes de alcançar. Como DaVinci Resolve, Fusion não irá exigir o pagamento de uma taxa anual ou de assinatura mensal, e nem deverá estar conectado à Internet para ampliar o seu potencial.”

Mais informações www.blackmagicdesign.com

Tradução: Melina R. Frazão – Oeditor.com

Screen Shot 2015-08-27 at 6.53.07 PM

Programa de Alfabetização Audiovisual aproxima comunidade escolar gaúcha e cinema

27 ago

Democratização e a qualificação da relação entre a escola básica e o audiovisual.  Foi com esse objetivo que, em 2008, foi criado o Programa de Alfabetização Visual (PAA) na Rede Pública de Ensino de Porto Alegre (RS).  O Programa é formado por ações realizadas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) em parceria com as Secretarias Municipais da Cultura e da Educação de Porto Alegre, financiadas pelo Ministério da Educação – Programa Mais Educação. A ideia é que ele seja trabalhado sobre a alfabetização em mídias, possibilitando o acesso, a reflexão e a produção sobre os conteúdos ao afirmar a importância da democratização do audiovisual e da sua inserção nos ambientes educacionais enquanto linguagem.

GLUND_20150818_2978

No primeiro ano, o PAA teve o nome de I Festival Escolar de Cinema Brasileiro, que contou com a participação do cineasta Giba Assis Brasil em uma programação destinada aos professores interessados no tema. No ano seguinte, o evento recebeu o nome de Festival Escolar de Cinema. Posteriormente, chegou aos moldes do que é atualmente e promove oficinas de Introdução à Realização Audiovisual e de Fotografia que proporcionam a experiência da produção de peças audiovisuais. Desde 2011, a programação conta com a  Mostra Olhares da Escola, quando professores e estudantes assistem, em sala de aula, os trabalhos realizados ao longo do ano letivo.

segunda sessão 004

De acordo com Maria Angélica Santos, coordenadora do PAA, as sete edições contabilizam um total de 30 mil pessoas, entre alunos e professores das redes de ensino públicas. Atualmente, participam cerca de 150 escolas, entre as municipais, estaduais e federais (Colégio de Aplicação, creche da Universidade). Questionada sobre os filmes que são exibidos no ambiente escolar, a escolha é por filmes que não sejam de fácil acesso. “O PAA, na programação do Festival Escolar de Cinema, busca apresentar filmes que, muito embora constitutivos da história do cinema mundial e nacional, não estão acessíveis nas janelas mais populares. O que vemos habitualmente é que os alunos da escola básica, notadamente os das classes populares, consomem muito audiovisual de qualidade discutível. O acesso ao patrimônio audiovisual da humanidade é um princípio norteador da programação, possibilitando aos alunos conhecer os clássicos, assistir às novas e importantes produções nacionais, conhecer curtas, médias e longas de diferentes países, assegurando o acesso à diversidade cinematográfica”, conta.

DSCN7646

O Programa de Alfabetização Visual tem um calendário bem diversificado. Uma das maneiras de proporcionar a aproximação da educação e cinema é por meio do Vagalume – Laboratório de Estudos em Audiovisual e Educação. Segundo Maria Angélica, é o espaço educativo da Cinemateca Capitólio, que através do desenvolvimento de um conjunto de cursos, oficinas, workshops para professores da educação básica e, posteriormente, alunos das redes públicas cria um lócus de reflexão sobre o audiovisual, sua diversidade, possibilidades de produção, e através da capilaridade das escolas, sua reinvenção. Quando o assunto é sobre desafio nessa área, a coordenadora é enfática. “O audiovisual, na sua dimensão de tecnologia, é um campo de domínio de jovens e adolescentes, muitas vezes, de forma mais intensa que os professores. Entretanto, a discussão sobre os recursos da linguagem colocam inúmeras questões sobre a leitura de mundo e sua relação com a identidade de quem relata. Além disso, o caráter coletivo da realização audiovisual insere as potencialidades dos alunos. Os que têm desejo de atuar, de filmar, de pensar os figurinos, de cuidar da produção, enfim, o desafio de trabalhar em grupo, exercer a tolerância, o respeito mútuo são ganhos que vão muito além do resultado. Garantem um processo pedagógico rico e inclusivo, revela.

Curso Oficial Avid Media Composer | ProClass

26 ago

Duas vezes ao ano, a ProClass oferece em São Paulo os treinamentos oficiais em Avid Media Composer em período integral, onde o aluno pode concluir a certificação e ser reconhecido pela Avid e homologado como um Avid Certified User.
É uma excelente oportunidade para quem tem agenda cheia, quem vem de cidades vizinhas ou quem precisa pedir dispensa do trabalho.

Um curso de imersão de 5 dias divididos em dois módulos: MC101 são 3 dias aplicados ao processo de edição e montagem de vídeo e áudio e o MC110 são 2 dias reservados ao recursos de efeitos.

Últimas vagas!
(21) 3942-3952 – (11) 3280-8321

Próxima turma em São Paulo:

21/9 a 25/9 – 10 às 18h

Próximas turmas no Rio de Janeiro:

14/9 a 25/9 – 19 às 22h (seg, ter, qui e sexta)

21/9 a 2/10 – 10 às 13h (seg, ter, qua e sexta)

26/9 a 3/10 – 10 às 18h (sábados)

Condições de pagamento:

Parcelamentos em até 12X vezes, 10% de desconto para pagamento com até 14 dias antes do início do curso.

Quer estudar a partir de já e conhecer a metodologia da ProClass?

Clique na figura para assistir o seminário online gratuito da Avid realizado em parceria com a ProClass!

Captura de Tela 2015-08-26 às 10.41.16

 

Mirror’s Edge na Vida Real

26 ago

Após o anúncio da EA na E3 de 2015 sobre o novo Mirror’s Edge Catalyst, o designer, diretor e praticante de freerunning Claudiu Voicu resolveu fazer uma versão real do jogo.

Screen Shot 2015-08-18 at 6.31.53 PM

Para quem não conhece o jogo, Mirror’s Edge(2009) é um jogo de ação e aventura com com foco em perseguição. O jogo ganhou muito destaque na época pelo fato da protagonista do jogo ser uma praticante de Parkour e Freerunning, então grande parte das cenas de perseguições do jogo são feitas em cima de prédios ou em lugares com bastante obstáculos para saltos e escaladas.

Caudiu Voicu explica que ele busca sempre algum desafio em seus projetos pessoais, já que o trabalho comercial não possibilita isso. Ele então resolveu juntar suas duas paixões (Filme e Freerunning) e fazer uma versão real do Mirror’s Edge Catalyst, e desafio nesse filme não faltou. Foram 5 freerunners escolhidos para escalar e pular os prédios da cinzenta Inglaterra, conseguir um clima bom e lugares secos foi outro desafio.

O diretor tenta ser o mais fiel possível ao jogo, trazendo quase todos os elementos da linguagem visual para o filme. Os figurino, correção de cor, elementos na tela e locações são todos bem parecidos com o que você vê no jogo, ele até construiu uma interface antes do filme começar.

Confira:

Making of:

Tudo foi captado com uma GoPro Hero 3 e 4 e usaram também um drone DJI Phanton 2. O filme foi totalmente feito no After Effects.

Texto:  Danilo Silveira
Fonte: Dope

Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo traz a capital paulista curtas sobre mobilidade urbana

25 ago

Em 2015, o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo completa o seu 26º aniversário, trazendo uma edição recheada de produções internacionais e promovendo um grande e rico intercambio entre curta-metragistas brasileiros e estrangeiros. Esse ano o tema escolhido para a mostra é “mobilidade urbana” e as atividades e sessões serão realizadas até o dia 30 de agosto.

Foi na década de noventa que o curta-metragem brasileiro começou a conquistar seu espaço no universo cinematográfico. Na época, o cinema brasileiro estava saindo de um momento de crise e os cineastas quase não produziam longa-metragens.

Captura de Tela 2015-08-24 às 14.17.19

Com o objetivo de estimular o intercâmbio do Brasil com outros países e abrir canais para a apresentação e distribuição de curtas, no ano de 1990. Dirigido por Zita Carvalhosa e organizado pela Associação Cultural Kinoforum, mostra nunca teve caráter competitivo e começou exibindo 80 filmes de 13 países. “Na época, eu sentia que a força do curta-metragem brasileiro era evidente. Quando houve o desmonte do cinema brasileiro, o Festival se tornou um espaço de resistência”, explicou Zita Carvalhosa em perfil realizado para o Portal sobre o evento.

Já neste ano, o Festival recebeu inscrição de 2700 títulos internacionais, 270 latinos e 604 brasileiros, dos quais foram selecionados 77 curtas internacionais, 29 latinos e 125 brasileiros.

Além dos filmes inscritos, o Festival conta também com a participação de filmes convidados, que nesta edição totalizam mais de 350 curtas-metragens.

A programação é totalmente gratuita e será realizada em salas de cinema do MIS, Espaço Itaú de Cinema – Augusta, CineSesc, Cinemateca, Cinusp, Centro Cultural São Paulo, Cine Olido, além de outras cinco salas do Circuito Municipal de Cultura, em Jaguaré, Jardim São Pedro,  Vila Nova Cachoeirinha, Itaim Paulista e Conj. Hab. Sítio Conceição.

Além das mostras tradicionais – Internacional, Latino-americana, Mostra Brasil, Panorama Paulista, Cinema em Curso e Oficinas Kinoforum -, o Festival conta com os Programas Especiais, que traz, entre outras mostras, a Contos de Mulheres, uma série de curtas dirigidos por algumas das diretoras mais singulares do cenário atual, como Massy Tadjedin, Hiam Abbass, Lucreia Martel, entre outras; e com diversas Atividades Paralelas, que trazem atividades infantojuvenis, debates sobre curta-metragem de animação, workshop de animação e ações em parceria com escolas.

Outro destaque das atividades realizadas paralelamente são as itinerâncias: todos os anos, o Festival leva programações especiais para outras cidades do Estado de São Paulo e para capitais de outros Estados. Em 2015 a programação continua em São José dos Campos (SP), Fortaleza (CE), Santo André (SP) e Ribeirão Preto (SP) e conta com o apoio de instituições locais.

Uma curiosidade especial para o cinéfilos é um recurso para salvar os filmes que a pessoa pretende assistir. Na descrição de cada filme, é possível escolher a opção “Incluir em meu programa” e, assim, criar uma lista personalizada para que a pessoa seja lembrada um dia antes, por e-mail, das sessões escolhidas. Clique aqui para saber como fazer parte.

Para acessar a programação completa do evento, acesse o site oficial do 26º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo.

Captura de Tela 2015-08-24 às 14.17.46

26º Festival Internacional De Curtas-Metragens De São Paulo

 (19 a 30 de agosto de 2015)

Locais: Museu da Imagem e do Som (MIS), CineSesc,  Espaço Itaú de Cinema – Augusta, Centro Cultural São Paulo (CCSP), Cinemateca Brasileira, Cine Olido, Cinusp e Circuito Municipal de Cultura

ExecTec na SET Expo 2015

24 ago

Visite a empresa com os melhores produtos do mundo e o melhor suporte do Brasil.

Captura de Tela 2015-08-24 às 10.43.19

SET | EXPO 2015 Congresso: 23 a 27/08 Feira: 25 a 27/08
Expo Center Norte | Pavilhão Vermelho – São Paulo – SP – Brasil

Captura de Tela 2015-08-24 às 10.43.30

O SET EXPO, uma realização da SET, é o principal evento de negócios e de tecnologia para broadcast e novas mídias da América Latina. Em 2015, sua 27ª edição acontecerá entre os dias 23 e 27 de agosto, em São Paulo, no Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte.

Dividido em uma grande Feira de negócios, equipamentos, produtos e serviços e um Congresso técnico-científico, o SET EXPO congrega tanto os principais fabricantes do mercado mundial, quanto os mais importantes especialistas do setor.

Mais de 200 expositores, representando mais de 400 marcas nacionais e internacionais, exibem as soluções mais inteligentes e sofisticadas em produção, distribuição e exibição de conteúdo multiplataforma.

O SET EXPO é uma experiência única que oferece aos seus visitantes não só uma visão sobre as novas tecnologias como também uma imersão nos debates sobre as principais tendências e perspectivas do broadcast em âmbito mundial.

“A importância do SET EXPO se dá pela capacidade do evento de agregar os principais interesses de toda a cadeia do broadcast. A Feira e o Congresso apresentam oportunidades de intercâmbio entre os profissionais que fazem parte do setor e criam possibilidades de realização de negócios no Brasil, na América Latina e no mundo”, explica Olímpio J. Franco, presidente e sócio fundador da SET.

captura-de-tela-2015-06-22-c3a0s-08-54-28

Acesse o site da ExecTec e garanta 25% de desconto nos produtos Autodesk na opção de aluguel por 2 anos.

ExecTec, soluções do começo ao fim
Telefone: (11) 5041-6966
Site: www.exectec.com.br
Facebook: www.facebook.com/ExecTechnology

Duplic Vídeo | Workshop

21 ago

No dia 09 de setembro será realizado um Workshop em Campinas/SP, com organização da Duplic Vídeo, no distrito de Souzas. O evento é gratuito, então não perca tempo e faça agora sua inscrição.Captura de Tela 2015-07-03 às 11.27.49
Captura de Tela 2015-08-21 às 10.37.27

“Não perca essa oportunidade de conhecer e trocar informações com os palestrantes e profissionais da área.” salienta Mauro Pereira diretor da Duplic Vídeo.

Captura de Tela 2015-08-21 às 10.37.07

VAGAS LIMITADAS
Inscrições: (19) 3238-6010 – vendas@duplicvideo.com.br

Duplic_final

Novidade na Duplic Vídeo!
Conheça toda linha de equipamentos para locação em forma de revista digital.
Clique aqui e confira.

Duplic Vídeo Campinas Ltda
Telefones: 19 3238-6010 / 3241-3319
Endereço: Rua Quatá, 52 – Jardim do Trevo, Campinas – SP
Site: www.duplicvideo.com.br
Facebook: www.facebook.com/duplicvideocampinas

Film4 | Making Of

21 ago

Texto: Natasha Batsi Leonello
02_OSP

Fundado em 1982 no Reino Unido, a marca Film4 é o canal de filmes do grupo Channel 4. É também responsável pela produção de títulos como Trainspotting, Paris, Texas, Fome e This Is England.stairwell_chaseNo final do ano passado o Film4 passou por um rebranding sob criação do estúdio londrino ManVsMachine e supervisão da 4Creative. A ideia, segundos os responsáveis, era deixar o canal com uma cara realmente cinematográfica, deixando pra trás as características de um canal televisivo “comum”. Além das cenas serem referências claras a grandes filmes, os diretores criativos utilizaram nas vinhetas e chamadas uma técnica de edição em live-action para conferir um aspecto de “quadro-a-quadro em movimento”, assim como uma película sendo projetada.grid_film4

Um projeto que deixa qualquer um de queixo caído!

Conheça todo o projeto:

Confira o Making Of:

Ficha Técnica

Ano: 2014
Canal: Film4
Design: ManvsMachine
Direção de criação: Dan Chase (4creative)
Produção: Liz Arnott (4creative)
DoP: Alex Barber
Direção de arte e design de set: Simon Davies (UK) e Max Orgell (US)
Pós-produção e efeitos visuais: Analog
Cor: Aubrey Woodwiss (ETC)
Off-line: Alex lea (Envy) e Nick Armstrong (Envy)
Música: Resonate

Texto: Natasha Batsi Leonello
Fonte: Blog Televisual

Interpretar o Texto | Má Âmbar

20 ago

O projeto Interpretar o Texto é uma realização do fotógrafo Má Âmbar, o objetivo é convidar um ator a interpretar um texto, a experiência é fotografada e gravada em vídeo.

Screen Shot 2015-08-20 at 6.55.52 PM

Foto: Má Âmbar

O resultado você confere abaixo:


XX – Vinte poemas de amor e uma canção desesperada
por Pablo Neruda
(Texto adaptado por Paulo Guilarducci)

Posso escrever os versos mais tristes esta noite
Escrever por exemplo: A noite está fria
E tiritam, azuis, os astros à distância, à distância
O vento da noite gira no céu e canta
Posso escrever os versos mais tristes esta noite
Eu a quis e as vezes ela também me quis
Em noites como esta, a tive em meus braços
A beijei tantas vezes sob o céu infinito
Ela me quis e às vezes eu também a quis
Como não ter amado seus grandes olhos fixos?
Posso escrever os versos mais lindos esta noite
Pensar que não a tenho. Sentir que já a perdi
Ouvir a noite imensa mais imensa sem ela
E o verso cai na alma como no pasto o orvalho
Que importa se o meu amor não pode guardá-la?
A noite está estrelada e ela não está comigo
Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe
Minha alma não se contenta em havê-la perdido
Para tê-la mais perto meu olhar a procura
Meu coração a procura, ela não está comigo
A mesma noite faz branquear as mesmas árvores
Nós, os de antes já não somos os mesmos
Já não a quero, é certo Porém quanto a quis!
A minha voz buscava o vento pra tocar seu ouvido
De outro. Será de outro. Como antes de meus beijos
Sua voz, seu corpo claro, seus olhos infinitos
Já não a quero, é certo, Porém talvez a queira
É tão curto o amor, tão demorado o esquecimento
Porque em noites como esta Eu a tive em meus braços,
Minha alma não se contenta em havê-la perdido
Mesmo que esta seja a última dor que ela me causa
E estes sejam os últimos versos que eu lhe escrevo.

Screen Shot 2015-08-20 at 6.54.57 PM

Screen Shot 2015-08-20 at 6.54.36 PM

Ficha Técnica

Ator: Paulo Guilarducci
Direção e Fotografia: Má Âmbar
Captação de som direto: Fabio Merki
Produção: Elaine Âmbar
Revisão: Renata Moretto

Envie seus projetos e trabalhos para serem divulgados no Oeditor.com, nosso e-mail: contato@oeditor.com

A era dos CGI no cinema

20 ago

Freddie Wong, criador do canal Rocket Jump Film School, criou esse video sobre como o CGI é onipresente nos filmes hoje em dia. Mais importante, a maioria do público não percebe seus usos cada vez mais freqüentes, como quando ele é usado para preencher multidões ou construir paisagens.

Screen Shot 2015-08-18 at 6.17.57 PM

Autodesk Maya ®

Screen Shot 2015-08-18 at 6.20.02 PM

Autodesk 3d Max ®

Há coisas que precisam ser melhoradas, especificamente o olhar em movimento de pessoas em close-up, criadas em CGI e algumas questões de física, mas com uma renderização bem feita um cineasta hábil pode trabalhar em torno destas áreas para entregar efeitos impressionantes que muitas pessoas confundem com qualquer solução prática ou real. No final, talvez tenha menos a ver com a qualidade do CGI usado e mais a ver com a qualidade do cineasta, habilidoso em saber usá-lo na medida certa durante o filme.

Veja o video, vale a pena 😀

Texto: Idevã Batista
Fonte: Dope

captura-de-tela-2015-06-22-c3a0s-08-54-28

Acesse o site da ExecTec e garanta 25% de desconto nos produtos Autodesk na opção de aluguel por 2 anos.

ExecTec, soluções do começo ao fim
Telefone: (11) 5041-6966
Site: www.exectec.com.br
Facebook: www.facebook.com/ExecTechnology

Avid e CIS Group na SET EXPO 2015

19 ago

Visite a Avid Technology na SET EXPO e no Congresso SET e conheça as mais recentes soluções para criação, produção, gerenciamento e distribuição de mídia:

Captura de Tela 2015-08-18 às 12.02.44

connect.avid.com

– Fluxo de trabalho para Produção e Jornalismo

– Novo servidor para armazenamento compartilhado ISIS | 1000

– Sistema de Edição 4K com Media Composer| Software e a interface de vídeo Artist | DNxIO

– Mixagem e Pós-Produção de Áudio com a superfície de controle Pro Tools | S6, com o sistema Pro Tools | HDX e Pro Tools HD

– Mixagem de Som ao Vivo com o sistema modular VENUE | S6L

Captura de Tela 2015-08-18 às 12.05.28

connect.avid.com

As demonstrações serão realizadas pelos Especialistas de Soluções da Avid Technology, Inc. no estande da CIS Group.

As apresentações no Congresso serão ministradas por Shailendra Mathur, Diretor Sênior de Engenharia da Avid, e Martin Hernandez, Sound Designer indicado ao Oscar por Birdman.

Para mais informações e credenciamento, visite o site da SET EXPO 2015.

Data:
Feira: 25 a 27 de agosto
Congresso: 23 a 27 de agosto
Horários:
25 e 26/08 das 12h às 20h
27/08 das 12h às 19h

Local:
Expo Center Norte – Pavilhão Vermelho
Rua José Bernardo Pinto, 333 – São Paulo/SP

Sobre a Avid
Através da visão Avid Everywhere, a Avid oferece a plataforma de mídia mais aberta, abrangente e inovadora da indústria que une a criação de conteúdo à colaboração, proteção de recursos, distribuição e consumo das mídias mais ouvidas, mais assistidas e mais cultuadas do mundo – dos mais prestigiosos e premiados filmes e gravações musicais, à programas televisivos, shows de música ao vivo e noticiários. As soluções líderes da indústria são Pro Tools®, Media Composer®, ISIS®, Interplay® e Sibelius®.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 7.198 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: