Head&Shoulders | Making of

27 mar

Screen Shot 2015-03-18 at 20.42.11
Veja os bastidores da campanha do shampoo Head&Shoulders.
Making Of:

Criada pela agência Africa, com o título “The Lovi Istóry” o filme continua com os protagonistas Sabrina Sato e Rodrigo Faro em clima de amor, e embalada pelo “cantor romântico” Joel Santana.
Veja o comercial:

Fonte: Reclame

Wake | Gerenciamento de Processos

25 mar

Wake é uma plataforma construída por designers para designers. Seu objetivo é facilitar o compartilhamento do trabalho de design em andamento com a equipe e receber feedbacks em tempo real.

Screen Shot 2015-03-18 at 20.32.15

Pode parecer algo simples mas, pensando bem, até recentemente não havia ferramentas focadas especificamente no processo de design. A maioria das equipes usam sites como Trello, Basecamp, Asana e Slack para gerenciar projetos no geral. E, quando necessário, se voltam para o Dropbox, Google Drive e Gmail na hora de enviar arquivos maiores. Já Wake foca seus esforços no processo criativo do design, da concepção à entrega.

Sua interface lembra a do Pinterest, com grid responsivo que suporta arquivos de diversos tamanhos, resoluções e extensões. O workflow inclui espaços privados para que a equipe possa colaborar com ideias, compartilhar trabalhos e fazer comentários. Além disso, funciona também como um quadro geral, essencial para ficar de olho no status e progresso de cada entrega.

É possível postar conteúdos tanto da web quanto do aplicativo disponível em qualquer dispositivo iOs. Há recursos como busca visual, compartilhamento seguro e privado, plugins para programas de design como Sketch e integração com Slack, além de formas rápidas de compartilhar trabalhos usando screenshots automáticos, fotos via celular e arrastar/soltar.

Wake foi criado pelo designer Chris Kalani, ex-Facebook, que começou a trabalhar na ideia desde 2011. Entre suas prioridades com a plataforma estão os valores de transparência e abertura, pensando em como as equipes podem abraçar o poder do feedback instantâneo. No texto de lançamento da ferramenta, Kalani fala que seu melhor trabalho acontece quando recebe críticas, pois isso o força a pensar diferente e buscar novos caminhos. E esse é o intuito do Wake.

Screen Shot 2015-03-18 at 20.33.38

A mesma ideia que Wake oferece aos clientes foi integrada em sua própria concepção: o produto foi lançado em alpha há 6 meses para 20 equipes diferentes, com o objetivo de colher feedbacks e melhorar no fosse preciso.

Apesar de ainda estar em beta privado, a plataforma já tem como clientes os grandes Airbnb, OpenTable, Slack e Yahoo. Ainda sem data mas “muito em breve”, Wake ficará disponível para todos custando $15 por mês.

Fonte: B9

O2 Filmes inaugura unidade de pós-produção no Rio de Janeiro

25 mar

No início de 2013, a O2 Filmes colocou a serviço do mercado audiovisual brasileiro sua expertise, equipe e infraestrutura de Pós-produção, antes exclusivos das produções da O2. A O2 Pós rapidamente tornou-se referência no mercado de finalização e pós-produção e hoje possui cerca de 100 profissionais dedicados a realizar serviços completos de pós-produção em filmes, séries e peças publicitárias. Este mesmo serviço agora chega ao Rio de Janeiro, com a O2 Pós Rio, que conta com sala de correção de cor e 10 ilhas de edição. Além destes serviços, a O2 Pós Rio trabalha conjuntamente com a sede paulista através de uma rede de fibra ótica que funciona na mesma velocidade de uma rede local.
01
Serviços como conformação de mídias, composição de imagens e computação gráfica (2D e 3D) serão realizados na sede em São Paulo através de link de fibra-ótica, em tempo real.  O processo também funciona de forma inversa, possibilitando a equipe do Rio trabalhar em jobs acontecendo em São Paulo.

A O2 Pós Rio está equipada com:

– Sala de Correção de Cor – Projetor Christie 2K, Player de DCP, Monitor de OLED e preparada para o Cinema Digital.

– Ilha de Edição – 10 ilhas de edição para atender a longa e series produzidos no Rio de Janeiro.

logo_header

O2 Pós Rio 
Endereço: Rua Pereira da Silva, 602 – Laranjeiras – Rio de Janeiro
Tel.: (21) 2535-1568 | (21) 2246-0654
Mais informações: www.o2filmes.com.br

 

Texto:
Marcelo Cia 11 3872-0022 ramal 209
marcelo@agencialema.com.br

 

Comercial 4G da TIM foi enviado minutos antes para TV | Making Of

24 mar

A TIM apostou grande ao apresentar domingo (22/03/2015) o “primeiro comercial transmitido via 4G”.
Captura de Tela 2015-03-24 às 12.02.40

O filme publicitário de um minuto foi veiculado no intervalo do Fantástico (Rede Globo), um dos espaços mais custosos para se anunciar no país, por volta de R$ 760 mil no preço de tabela.

Assista o comercial:

A operadora respondeu em que condições a transmissão foi feita.

Primeiro de tudo, é preciso afastar o mito de que o primeiro comercial 4G foi transmitido ao vivo. Muito pelo contrário: a TIM explicou que o apresentador Luciano Huck e a atriz Daniele Suzuki utilizaram um celular numa espécie de streaming ao vivo (como Hangout do Google) para a central da Globo, minutos antes de ir ao ar, por meio da rede de quarta geração. O material foi gravado e só depois exibido em rede nacional.

Em nenhum momento os participantes do comercial citaram o horário da transmissão, um recurso comum na mídia para comprovar que está ao vivo.

Questionada se a rede da operadora recebeu algum reforço, como possivelmente uma antena extra móvel, para dar conta da responsabilidade de fazer um comercial por 4G, a TIM disse que não foi necessário. A companhia afirma possuir o maior número de antenas de quarta geração na cidade de São Paulo. O comercial foi gravado em um estúdio na Barra Funda, Zona Oeste da capital paulista.

Confira o Making Of da produção da TIM:

Fonte: Tecnoblog

American Egg Board | Making of

23 mar

Nos Estados Unidos, um bom dia começa com um café da manhã completo, o que inclui ovos e bacon. E se você faz parte da indústria produtora de ovos, quem você contrataria para anunciar seu produto? Kevin Bacon, é claro!

Screen Shot 2015-03-18 at 20.23.15

Veja o vídeo:

Foi exatamente o que fez a American Egg Board por meio de sua agência, a Grey de Nova York. No filme, o ator aparece do nada enquanto uma dona de casa prepara seu café da manhã.

Screen Shot 2015-03-18 at 20.24.53

Se você tem mais de 30 anos, compreende o apelo sensual do ator, que deixa sua interlocutora praticamente enlouquecida ao falar das qualidades nutricionais do ovo – apesar de a mulher estar pouco ou nada interessada no assunto.

Abaixo, você confere o making of:

Fonte: B9

Dulux agora luta para evitar um futuro sem cor | Making of

20 mar

A Dulux parece gostar de viajar no tempo com seus comerciais. Depois de mostrar como seria um mundo cinza e carrancudo – provavelmente em um passado não muito distante – a marca de tintas agora avança algumas dezenas (talvez centenas) de anos para mostrar um futuro nada promissor no que se refere às cores.

Screen Shot 2015-03-18 at 20.18.10

Veja o vídeo:

E se a gente pensar em alguns filmes de ficção científica que se passam no futuro, não fica difícil imaginar o mesmo cenário criado pela BBH de Londres, que mais uma vez assina a campanha da Dulux.

Screen Shot 2015-03-18 at 20.19.06

É um filme bacana, que segue o conceito inicial de mostrar que as cores deixam tudo mais bonito, mas que às vezes é preciso se rebelar para escapar do mundo cinza e sem graça. Abaixo, é possível conferir o making of do filme.

Fonte: B9

ARRI ALEXA Mini

19 mar

A ARRI anuncia a nova ALEXA Mini, uma ferramenta versátil adicional na linha de câmeras da ARRI ALEXA, que combina um formato compacto e leve, com uma qualidade de imagem sem comparação, que fez da ALEXA o padrão de ouro da indústria. Projetada para filmagens especiais, a ALEXA Mini é o complemento perfeito do kit ALEXA e permite que a equipe elimine as complicações de trabalhar com câmeras de outras marcas, mantendo tudo dentro de um único sistema que tem a confiança de todo o mundo.

Screen Shot 2015-03-18 at 20.06.56

Para manter a famosa qualidade de construção robusta da ARRI em uma câmera pequena e leve, uma série de soluções únicas de design foram incorporadas. Isto inclui uma eletrônica altamente integrada em um ambiente selado, uma carcaça de fibra de carbono e um sólido bocal PL de titânio que se conecta diretamente na nova montagem do sensor, assegurando a distância focal precisa, mesmo quando se usa lentes grandes. Rápida e resistente no set, a ALEXA Mini é uma ferramenta para ir a qualquer lugar, fácil de transportar em mochilas ou em malas de mão.

A ALEXA Mini pode ser operada de várias maneiras: por controle remoto sem fio, como uma câmera normal com o visor ARRI MVF-1 conectado ou com um monitor on board e controlado através de um botão de interface do usuário no corpo da câmera. Leve e confortável o suficiente para ser utilizada num equipamento de mão, seu tamanho compacto e operação extremamente silenciosa, também a torna ideal para filmar em condições de espaços apertados. O design simétrico permite filmar em qualquer orientação, inclusive de cabeça para baixo e no modo retrato, enquanto vários pontos de conexão para acessórios, permitem soluções de montagem altamente criativas. Além disso, o bocal intercambiável da ALEXA Mini pode ser substituído por qualquer daqueles projetados para a ARRI AMIRA, permitindo o uso do bocal de vídeo B4 e para lentes fotográficas EF.

Screen Shot 2015-03-18 at 20.07.27

Equipada com um sensor 4:3, de-squeeze automático para produções em anamórfico e frame rates de 0.75-200 fps, a ALEXA Mini grava em ProRes ou ARRIRAW sem compressão tanto na câmera, em cartão CFast 2.0 ou em um gravador externo da CODEX especialmente projetado, que pode gravar imagens de até quatro ALEXAs Mini simultaneamente, uma configuração atraente para trabalhos multi-câmera, como filmar em 360º. As imagens da ALEXA Mini casarão perfeitamente com outras câmeras ALEXA, tornando a correção final mais fácil e rápida.

A funcionalidade integrada é o coração da eficiência da ALEXA Mini. Um controle de motor embutido para lentes permite que os novos motores de lentes ativos, sejam conectados diretamente no bocal PL de titânio, enquanto a tecnologia ARRI de Sistema da Dados de Lentes (Lens Data System – LDS) fornece metadados com precisão de frame, que pode economizar tempo e dinheiro no set e na pós. Conectividade Wi-Fi significa que dispositivos iOS ou Android podem ser usados para controlar remotamente as funções da câmera, tais como os filtros ND internos motorizados, os quais permitem rápidas respostas às mudanças de condições de luz, sem acrescentar qualquer equipamento na configuração da Câmera.

O projeto do corpo é otimizado para o uso nos novos rigs compactos, drones, entre outros. Ela é compacta o suficiente para ser usada com uma lente padrão PL dentro de um pequeno rig, como num sistema de giroscópio aéreo estabilizado. O excelente desempenho em pouca luz a torna perfeita para trabalhos subaquáticos. Caixas estanques estão sendo desenvolvidas pelos principais fabricantes.

Screen Shot 2015-03-18 at 20.07.54

Como a ARRI AMIRA, a ALEXA Mini pode gravar em imagens 4K UHD, facilitando a saída em tempo real UHD e simplificando o workflow para entrega do material em alta resolução. O mais importante, a Mini e todas as outras câmeras ARRI com o sensor ALEV III oferecem uma qualidade geral da imagem incomparável, pelo foco não somente na resolução espacial, mas também em outros parâmetros, como a colorimetria, tons de pele e o HDR (High Dynamic Range). Isto também é verdadeiro se a saída escolhida é HD, 2K, 4K UHD ou uma das resoluções nativas como o ARRIRAW 2.8K ou ProRes 3.2K, garantindo que as imagens capturadas pela ALEXA Mini sejam a prova de futuro, ou seja, independente do novo padrão que surgir na indústria.

A ALEXA Mini está planejada para começar a entrega em maio de 2015, com pedidos iniciandos em março. Um protótipo da ALEXA Mini será mostrado no evento British Video Expo (BVE) de 24 a 26 de fevereiro, no stand J30.

Captura de Tela 2014-10-20 às 14.56.59

Media Composer | Avid Technology

18 mar

O Media Composer é software de edição de vídeo mais aprovado na indústria, de confiança dos editores profissionais em cada segmento de cinema, televisão, broadcast e streaming de mídia. Projetado para lidar com grande volumes de arquivos de mídia, o Media Composer oferece fluxos de trabalho fluxos de trabalho acelerados de alta definição e HD, colaboração em tempo real, gerenciamento de mídia poderoso, eliminando as onerosas tarefas, para que você possa se concentrar na incrível história a ser contada.

avid_promo_7

Agora, a escolha é sua: edite no estúdio, remotamente através da nuvem com acesso através de uma assinatura de baixo custo, por demanda através de uma licença flutuante, ou tenha a sua imediata propriedade tornando o Media Composer a ferramenta mais versátil e acessível para editores criativos profissionais.

Screen Shot 2015-01-17 at 12.58.40

Avid_Technology_Inc._-_Logo

Os benefícios dos dados de lentes | ARRI

14 mar

O Sistema de Controle Eletrônico da ARRI é um sofisticado conjunto de ferramenta para controle remoto preciso das câmeras e lentes de qualquer fabricante; ele também fornece metadados valiosos sobre o que a lente está fazendo num determinado momento. O que é o dado de lente e para que ele serve?

Dados de lente é um contínuo fluxo de informações sobre o foco, íris e a zoom, além da profundidade de campo. Pode ser exibido no painel do comando sem fio WCU-4, dando total controle ao foquista, mesmo se a câmera esteja fora de vista. Com as câmeras ALEXA Plus e Studio, os dados de lentes também são visíveis pela saída de monitor, visor e pelo painel lateral, portanto o diretor de fotografia pode ver o que a lente está fazendo de qualquer lugar do set. Além disso, os dados de lente são importantes pré-requisitos para o mapeamento da lente e na correção de foco.


Mapeamento de lente
é o mapeamento da escala de foco de lente a ser pré-definido e pré-marcado. Isso economiza tempo na preparação, pois o assistente de câmera não tem que marcar cada anel individual para cada lente. Também simplifica o trabalho no set, pois os cinco anéis pré-marcados cobrirá várias lentes diferentes. Com poucos anéis, o foquista se familiarizará rapidamente com eles, permitindo ser mais intuitivo na rastreamento de foco.

Rastreamento de foco é um contínuo e automático ajuste de foco baseado na distância medida pelo dispositivo de ultrassom, tais como o UDM-1.

Além de oferecer benefícios no set, os dados de lente ARRI reduz tempo e esforços requeridos para alcançar efeitos visuais complexos, casando a lente virtual com a lente da imagem gravada na pós produção, ou mesmo direcionando as lentes virtuais em um sistema de efeitos visuais em tempo real no set. Os dados de lente são para cada quadro e são gravados por qualquer câmera ARRI equipada com o bocal PL com LDS ou gravadas pelo Controle Universal de Motor (UMC-4) para outra câmera, de qualquer fabricante.

COMO OS DADOS DE LENTES SÃO GERADOS?

A geração dos dados de lentes têm dois requisitos básicos: primerio, o sistema precisa saber onde o anel de lente está. Esta informação vem do encoder, o qual está integrado a lente (lente com LDS), dentro de um motor de lente ou mesmo em um dispositivo separado como em um Codificador de Dados de Lentes (Lens Data Encoder) LDE-1. Segundo, o sistema precisa ter uma tabela de lente que converte esses dados do encoder em algo que uma pessoa possa usar, como o diafragma e valores da escala de foco. A ARRI oferece duas configurações básicas:

Opção 1: Lente com LDS e câmera com LDS
Cada lente com LDS pode detectar a posição de seu próprio anel e salvar na sua própria tabela de lente, os dados são transmitidos diretamente para a câmera, a qual calcula os precisos valores da lente, por quadro (frame).

Opção 2: Codificadores externos de lente e arquivamento de dados de lentes
Os motores controlados de lente da ARRI e o Codificador de Dados de Lente LDE-1 entregam dados brutos sobre a posição de cada anel da lente para o UMC-4 ou uma ALEXA Plus. Estes dispositivos incorporam o LDA – Arquivo de Dados de Lentes, o qual provê tabelas de lentes para calcular o valor do anel da lente.

ATUALIZAÇÃO DE SOFTWARE 2.0 PARA O WCU-4 PERMITE A PROGRAMAÇÃO DE LENTE

Através da programação da lente, tabelas de lentes podem ser criadas para qualquer lente, desde antigas anamórficas até as modernas zooms PL, permitindo serem controladas e seus dados serem coletados pelo Sistema de Controle Eletrônico.

A atualização de Software 2.0 para o WCU-4 faz a programação de lente ser ainda mais fácil do que antes. Através da programação, tabelas de lentes podem ser criadas para qualquer lente, desde as antigas anamórficas até as modernas zooms PL, permitindo que os dados das lentes sejam coletados pelo Sistema de Controle Eletrônico, portanto a escala de lente pode agora ser programada em menos de um minuto, usando a tela de LCD do WCU-4, sem nenhum equipamento adicional além do Controle de Motor Universal UMC-4 (ou uma câmera ALEXA Plus ou Studio) e os motores. O arquivo de lente resultante, armazenado no cartão SD, pode ser reutilizado em qualquer lugar.

Recursos adicionais do 2.0 para o WCU-4, incluem correções de bugs e melhorias feitas em resposta ao feedback dos clientes. Atualizações de Software como esta, permite ao Sistema de Controle Eletrônico evoluir e se adaptar, fazendo dele um investimento seguro por muito tempo.

CODIFICADOR DE DADOS DE LENTES LDE-1

O novo Codificador de Dados de Lentes LDE-1 estende as funcionalidades do Sistema de Controle Eletrônico. Incorporando um codificador que lê os dados da posição do anel de lente, na qual ele está conectado, o LDE-1 pode ser usado em paralelo com um follow focus manual ou por um sistema de controle sem fio de outro fabricante. Ele permite que dados de lentes sejam criados em situações quando a ALEXA Plus ou a Studio (ou um UMC-4) estão sendo utilizados, sem um motor de lente ARRI ou uma lente com LDS (Lens Data System).

Veja o processo de animação em stop-motion a partir da perspectiva dos personagens

13 mar

O estúdio de animação Laika, criador de “Coraline” e “ParaNorman”, lançou seu novo filme “The Boxtrolls”. A estratégia de divulgação do filme, desde os trailers, se focou em mostrar o delicado processo de produção da animação em stop-motion, com todo o trabalho feito à mão.

Screen Shot 2015-02-21 at 08.48.57

Mas o melhor mesmo foi a cena pós-créditos que a distribuidora de The Boxtrolls disponibilizou no YouTube.

Ela mostra o trabalho artesanal dos animadores com o tempo correndo na perspectiva de dois personagens, enquanto esses discutem sobre livre-arbítrio: “e se nosso mundo mundo é apenas um pequeno ponto e, cada vez que nos mexemos, na verdade são gigantes nos movendo”? Vale a pena conferir!

Fonte: Brainstorm9

Vídeo revela a evolução dos efeitos visuais

12 mar

Enquanto busca novas oportunidades de trabalho, o editor Jim Casey encontrou uma maneira interessante de divulgar suas habilidades, utilizando o YouTube. É lá, em seu canal, que ele tem inserido vídeos interessantes, com edições bem legais sobre diversos temas ligados ao entretenimento. Um dos mais recentes destaca a evolução dos efeitos visuais no cinema, desde 1878 até os dias de hoje.

Screen Shot 2015-02-21 at 08.41.41

O Mágico de Oz, Fantasia, Mary Poppins, O Exorcista, Super-Homem, ET, Titanic, O Planeta dos Macacos estes e muitos outros mais estão lá, em pouco mais de 3 minutos.

Fonte: Brainstorm9

Animação reúne os 24 elementos do design

11 mar

Matt Greenwood é um diretor de arte e motion designer de Toronto que assina uma bonita animação para mostrar os 24 principais elementos do design gráfico. O projeto pessoal foi feito, segundo disse o artista ao Stash, “porque mesmo depois de anos trabalhando como designer, ele ainda ama o processo”.

Screen Shot 2015-02-21 at 08.31.17

A princípio pode parecer mais um daqueles vídeos que adoram cagar regras, mas Greenwood diz que é exatamente o contrário. Segundo ele, a ideia é mostrar que há muitos elementos que fazer parte de um design, e que conhecê-los é sim, importante. Mas usar a intuição é essencial.

Aliás, é essa sua explicação para a frase que finaliza a animação, “Design não é uma ciência. Apenas mova as coisas até você sentir que estão onde deveriam”. Para muitos artistas, design é a combinação de arte e ciência, e talvez nessa afirmação, o vídeo de Greenwood acabe desagradando alguns designers. De qualquer maneira, vale o play.

Fonte: Brainstorm9

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.638 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: