Archive | dezembro, 2010

SEXTA CURTA | Married People

31 dez

7d, AE, FL, 3ds Max

marriedpeople.co.cc

SEXTA-CURTA | Alice e os Cabelos Brancos – A Mais Doida de Todas

17 dez
 Filmado com uma Canon EOS 5D Mark II , esta curta de 15 minutos foi um grande feito.
Todos conhecem “Alice no País das Maravilhas” certo? Pois conheça esta Alice.
Romance intemporal de Lewis Carroll” Alice’s Adventures in Wonderland “foi reinventado e adaptado inúmeras vezes desde sua publicação original em 1865. Agora, quase 145 anos mais tarde, o escritor e diretor Wyatt Denny transformou a história num filme imaginativo, brilhante, com transformações metafóricas, permitindo que nós revejamos mais uma vez a história.

“Alice e o Cabelos Brancos” é uma das interpretações mais originais e modernas do cinema clássico.

Pode saber mais sobre este filme em http://www.AliceAndTheWhiteHair.com

Making of:

LCD, LED OU PLASMA?

15 dez
TV LED Samsung 55” UN55B6000 (Foto: Divulgação)


Elas estão ficando mais em conta.
Os preços estão baixando, as oportunidades estão aí, mas e agora, qual televisor levar?
Entradas, saídas, cabos, conexões, home-theater? Xiiii …. e agora?
 

Cabo componente (Foto: stock.xchng)

Para tentar solucionar essa dúvida (minha inclusive) na hora da compra do seu (meu) novo televisor, compartilho com vocês essa matéria que eu achei na internet. 

Espero que os ajudem tanto quanto a mim!

Camaro no Brasil

14 dez

Making of e clipe da campanha de lançamento do Camaro da Chevrolet no Brasil, criado pela WMcCann, com a participação dos músicos Edgar Scandurra e Frejat, que regravaram o famoso jingle “No silêncio de um Chevrolet”.

Como foi pedido, estou acrescentando ao post o comercial criado para o lançamento do Chevrolet Camaro 2011, com um releitura de Frejat para o jingle criado por Zé Rodrix nos anos 1980 para a marca, o comercial conta ainda com o ronco do motor V8 de 6,2 litros que equipa a versão SS do Camaro, a ser vendida no Brasil por caros R$ 185 mil.
Em seguida o comercial de 1987, que foi um clássico. Que é estudado, lembrado e comentado até hoje. E para que possam analisar as versões de edição, tem também o vt de 30 segundos do Camaro 2011.

Enjoy!!


D.Miori

Comercial da Brahma

10 dez

Para quem gosta de bastidores e saber como foram feitas as gravações dos comerciais, aqui vai mais um making-of.
Desta vez, o comercial em questão se chama “Ladeira”, para o cliente “Brahma”; criado pela agência Africa. Criação de Carlos Fonseca e Eduardo Martins, com direção de criação de Sergio Gordilho/Carlos Fonseca/Eduardo Martins/David Romanetto.

Confira o comercial e o Making-of

Making-of


D.Miori

Dúvida!?!?

9 dez

Nome: George Andreoni
Olá parceiros, sou recém chegado ao site. Estou olhado bastante coisa e aprendendo outras tantas.
Sou editor de Fortaleza-Ce e gostaria que, por favor, dessem uma olhada pra mim em duas coisas:

01 – A Globo lançou em maio deste ano esta circular sobre a mudança na entrega das mídias para veiculação em HD. Segue link: http://comercial.redeglobo.com.br/bip_online/bip570/bip570_pg01.php

Dá pra aprontar um tutorial mostrando a forma correta de compor e exportar no AE, qual seqüência devo criar no Premiere para este arquivo ser bem reconhecido e finalmente como exportar no Premiere para gerar o arquivo final com todos os parâmetros corretos de áudio e vídeo exigidos pela Globo?

02 – Sendo o XDCam a midia em questão estou estudando a compra de um rec que possa atender as especificações da Globo e que o bolso possa pagar. Estive vendo um aparelho da Sony que acredito ser o que procuro mas com é um investimento razoavelmente bom, gostaria do apoio desta comunidade para ajudar a bater o martelo nesta compra.
Segue o link: http://www.bhphotovideo.com/c/product/502450-REG/Sony_PDW_U1.html

Certo da ajuda de vocês, agradeço e aguardo o vosso retorno.

Parabéns pelo blog.

George Andreoni

Fita cassete

7 dez

Música à parte gostei bastante da animação feita a partir do rolo da fita cassete.

Notem que o miolo roda durante a formação de novas imagens.

O Making Of

Na verdade veio só como enfeite, pois não fez referência nehuma da animação.

DeSouza

Vincent Moon em Porto Alegre dia 08 de dezembro

7 dez

Vincent Moon é um videomaker e diretor francês responsável por fazer uma pequena revolução nas relações entre música e cinema.

No ano de 2006, em Paris, o artista lançou o primeiro Take Away Show, “documentos musicais” que consistem em sessões improvisadas de vídeos com artistas estabelecidos em lugares inusitados. Essa espécie de videocast é produzido artesanalmente para ser postado no site La Blogothèque.

Moon já produziu mais de cem desses vídeos e dentre os grupos que já trabalharam com o artista estão o Arcade Fire, Beirut, Phoenix e Wilco. Uma das mais expressivas delas, no entanto, é a banda americana R.E.M., que tem Vincent Moon na direção do vídeo Supernatural Superserious. O artista estará na Sala P. F. Gastal para exibir alguns de seus trabalhos e falar sobre seu processo de trabalho, que envolve ainda o uso de Creative Commons para veiculação sem cobrança de direitos autorais de suas obras.

Dia 08 de dezembro
19 horas

Sala P F Gastal
Entrada Gratuita
(Distribuição de senhas a partir das 18h30m)

Fonte: www.salapfgastal.blogspot.com

E por fim, um dos vídeos mais bacanas no La Blogothèque:

Entrevista Francis Coppola

6 dez

Não sei direito dizer ao certo o porquê,  mas o fato é que Jô Soares não conseguiu aproveitar muito bem o pouco tempo que tinha diante desse monstro do cinema hollywoodiano. Estranho, uma pena.

Mesmo assim, vale o post.

Na minha opinião sempre vale a pena ver e ouvir qualquer coisa que essas lendas têm a dizer, mesmo que sejam receitas culinárias … rs

Para quem não conhece, Francis Ford Coppola é um diretor / produtor norte-americano muito conhecido e respeitado por suas obras cinematográficas ( “O Poderoso Chefão I, II e III”, “Apocalypse Now”, “A Conversação” dentre outros).

Detentor de 5 Oscars, Coppola ainda soma mais 9 indicações à cobiçada estatueta e muitos outros prêmios.

Lightworks se torna Open Source

6 dez

Nos resultados da nossa pesquisa aqui no site, sobre qual software de edição os leitores costumam utilizar, costuma ter destaque o Final Cut, Adobe Premiere, After Effects, Vegas e Avid. Pois um programa que poucos conhecem, o Lightworks, tornou-se open source. E não se engane, o Lightworks é um software muito utilizado em Hollywood, na lista de filmes editados com ele podemos encontrar nomes como Shutter Island, The Departed, Moulin Rouge e Pulp Fiction, só pra citar alguns.

Para baixar é fácil, basta se cadastrar gratuitamente no site e baixar o programa que, por enquanto, tem apenas uma versão para Windows. O editor Edmar da Costa Barros criou um blog onde pretende trocar informações e experiências sobre o software.

Eu já baixei e recomendo: é fácil de usar e bastante prático, embora ainda esteja me acostumando. Vale a pena experimentar.

Victoria’s Secret dirigido por Michael Bay

5 dez

O cineasta Michael Bay (Transformers: A Vingança dos Derrotados) está vivendo momentos tensos na produção de seu mais novo filme, mas, finalmente, chegou à rede o comercial que ele dirigiu para a consagrada marca Victoria’s Secret. A propaganda, que tem como tema a pergunta “qual é sua fantasia?”, foi ao ar durante o desfile secreto da marca neste ano.

Durante a gravação deste comercial, Bay encontrou a substituta para Megan Fox (Jonah Hex), a modelo Rosie Huntington-Whiteley, que protagonizará Transformers: Dark of the Moon ao lado de Shia Labeouf (Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme).

É impressionante como, mesmo em uma propaganda com estonteantes modelos de lingerie, Bay ainda consegue deixar sua marca, com os rápidos cortes e planos encontrados nestes 90 segundos de comercial. Ainda assim, é provável que uma grande parcela dos fãs masculinos considere esta a melhor obra que o diretor já tenha realizado.

Transformers: Dark of the Moon deve chegar aos cinemas em 1º de julho de 2011, com cópias em 3D.

Confira o comercial:

Reclame – 15 anos de internet

4 dez

Em comemoração aos 15 anos da Internet no Brasil, o IAB trouxe importantes profissionais da área para discutir como as mídias digitais influenciam e agregam na comunicação do país.

Exibido no programa Reclame da Multishow

D.Miori

Aberturas do Globo Esporte

3 dez

Estava analisando algumas aberturas de tv e pude analisar o como a computação gráfica e a edição evoluiram ao longo dos anos.
Fiz uma seleção das aberturas do programa Globo Esporte (no ar desde Agosto de 1978) para que todos possam ver essa evolução das vinhetas claramente.
Observem que a trilha teve algumas alterações ao longo dos anos, mas permaneceu sempre a mesma.
Assim como a base da abertura se manteve, mas evoluiu muito!
Acompanhem:

(1978)

(1992-1995)

Continue lendo

Vinhetas de Fim de Ano

3 dez

Todo ano as emissoras de TV, fazem uma vinheta para comemorar o fim do ano, as mais famosas são da Rede Globo, com a música “Um Novo Tempo” (Composição: Nelson Motta).

Uma afiliada da Rede Globo “tentou” seguir o mesmo estilo, veja como ficou e opine.

[Abertura] Afinal, o Que Querem as Mulheres?

2 dez

by: BlogTelevisual

A série Afinal, o que querem as mulheres?, da Rede Globo, conta a história do psicólogo André que tenta desvendar a famosa pergunta proferida por Sigmund Freud. E assim como todas as histórias produzidas e dirigidas por Luiz Fernando Carvalho para o canal, como em Hoje é Dia de Maria, A Pedra do Reino e Capitu, nota-se uma apelo estético bastante apurado e pouco convencional. Nessa trama em particular, o diretor oferece uma linguagem rápida, pós-moderna e nonsense, reconhecida a partir da profusão de cores, da iluminação vibrante e pouco natural, de uma edição dinâmica e fragmentada, de elementos cênicos disformes, de vestimentas exageradas e detalhadas e da predominância de planos fechados.

A abertura, portanto, não poderia deixar de acompanhar todo esse requinte visual dado à atração. Para isso, Luiz Fernando juntamente com a equipe de Hans Donner, resolveram elaborar uma animação surreal inteiramente baseada nas belíssimas e vibrantes ilustrações de Olaf Hajek.

Alexandre Romano, um dos principais responsáveis pelo projeto, conta com detalhes sobre o motivo da escolha do artista alemão, além de todo o processo de concepção e produção da belíssima peça:

O programa tem uma concepção visual elaborada e distinta envolvendo desde figurinos e iluminação até edição e fotografia. A abertura precisava acompanhar isso. Como foi o desafio?

Alexandre Romano [Rede Globo]: O trabalho do diretor Luiz Fernando Carvalho é conhecido por ter um cuidado estético e um refinamento visual rico em referências artísticas e literárias, o que traz para o desenvolvimento de uma abertura gráfica uma grande responsabilidade e compromisso com sua linha de trabalho. Por outro lado essa riqueza de conteúdo nos deu o caminho para criarmos uma sintonia entre a abertura e o programa. Nosso maior desafio foi interpretar as ideias e referências trazidas pelo diretor, criando uma identidade que representasse toda a obra de uma forma original, funcionando em harmonia ao mesmo tempo que apresentada de forma diferente dos episódios.

A abertura traz uma série de ilustrações do artista Olaf Hajek. Como se deu essa escolha?

Alexandre Romano [Rede Globo]: Trabalhar com as ilustrações do Olaf Hajek foi parte do briefing do Luiz Fernando para a abertura. O trabalho do Olaf representa o universo feminino de uma forma singular, rica em textura e cores e natureza. Mostra o fascínio dos homens pela mulher, seus desejos e beleza. Seu trabalho também seria usado dentro da série e ilustra o roteiro/sketchbook de referencia do diretor.
Continue lendo