Archive | setembro, 2011

Momento “Emoção”

29 set

O Google completou treze anos por esses dias, e para divulgar seu navegador para internet o  “CHROME”, tem utilizado de varias mídias, a TV que até então não era muito usada também está servindo como meio de divulgar os produtos do gigante da internet.

Esses dois vídeos a seguir são exemplos de como emocionar, vejam

______________________________________________________

DeSouza

TREINAMENTO – Autodesk ® SMOKE [ BRASIL ]

27 set

Parceria Azmt/Oeditor.com

DESCRIÇÃO DO TREINAMENTO

Autodesk ® Smoke ® é o líder mundial em finalização e edição comercial de alta qualidade e desenvolvimento de projetos broadcast profissionais.
O Smoke é uma solução integrada de acabamento que combina navegação em timeline com avançadaos recursos 3D de finalização, Correção de Cor, Traking e Cromakey de altissimo desempenho. Suporte nativo para diversos formatos de mídias da indústria e interatividade em “Produção em Tempo Real” com GPU aceleradoras durante o trabado, significa que você pode terminar os projetos mais rapidamente e com isso, fazer o seu melhor, mesmo com prazos muito apertados.

MAIS INFORMAÇÕES
CLIQUE AQUI

Continue lendo

[ CAMPANHA ] Você é uma vítima da corrupção

22 set

A produtora audiovisual Na Laje Filmes lança esse mês a campanha “Você é uma vítima da corrupção”. Com apoio da Zero Grau Filmes, Lua Nova, Micasa e Joydd Comunicação Online na produção do filme, e do site Oeditor na divulgação, a campanha visa estimular as pessoas a integrarem um movimento contra a corrupção no país. Além do filme, que tem duas versões e está disponível no YouTube, a campanha conta com uma página no Facebook.

No filme, o personagem caminha pelas ruas chamando a atenção das pessoas para o fato de que sempre fez tudo da maneira correta, pagando plano de saúde, faculdade, seguros e impostos muito altos, considerando-se, assim, uma vítima por não ter esses benefícios vindos do governo. Ao mesmo tempo, o personagem “chama” as pessoas para deixar esse papel de vítima e tomar alguma atitude. Na página do Facebook, os internautas são convidados a desabafar e contar histórias e casos vividos de como foram “vítimas da corrupção”, dividindo-as com as outras pessoas.

De acordo com Fausto Noro, diretor do filme e um dos sócios da Na Laje, a ideia da campanha é “relembrar a importância de lutarmos não apenas contra o abuso do dinheiro público, mas também contra pequenos atos corruptos que prejudicam a sociedade, como falsificar uma carteirinha de estudante para pagar meia entrada em shows”.

A etapa seguinte da campanha será um canal de vídeos na Internet em que as pessoas possam criar e disponibilizar suas produções, desabafando a respeito da corrupção no país e estimulando a produção de filmes que façam refletir sobre a situação atual.

Perfil no Facebook
http://www.facebook.com/#!/chegadecorrupcao

FICHA TÉCNICA
Ator: Herbert Bianchi
Roteiro: Vinicius Yamada, Fausto Noro
Direção: Fausto Noro
Direção de Fotografia: Beto Schultz
Trilha Sonora: Teco Fuchs
Desenho de som: Fernando Augusto Martinez
Montagem: Fausto Noro
Ass. de direção: Priscylla Dreher, Vinicius Yamada
Produção: Regina Campos, Otávio Pacheco, Juliana Yurk

[ Abertura ] GNT Fashion

21 set

Texto: André Luiz Sens
Desde 1995, o programa GNT Fashion é um programa do canal GNT dedicado à moda, abordando tendências, comportamentos e estilos no Brasil e no mundo. Atualmente é apresentado pela jornalista e crítica de moda Lilian Pacce.

Este ano, juntamente com o reposicionamento videográfico do canal, o programa recebeu um novo visual mais sofisticado e contemporâneo, desenvolvido pelo designer Leon Vilhena e pelo departamento de criação de arte do canal. Linhas multicoloridas entrelaçadas dançam de maneira orgânica, acompanhando a elegante trilha. A mistura cromática e a forma como essas linhas são organizadas garantem abstrações dinâmicas e delicadas, ao mesmo tempo que remetem rapidamente às tramas de um tecido. Uma proposta criativa, bela e bastante coerente com a temática da atração.

Ficha Técnica
Ano: 2011
Canal: GNT
Gerente de Criação: Manuel Falcão
Coordenador de Criação: Ricardo Moyano
Design: Leon Vilhena
Trilha: Zezinho Mutarelli

[ Abertura ] Malhação 2011

20 set

Texto: André Luiz Sens
Há 16 anos no ar, o seriado adolescente “Malhação” estreiou uma nova temporada na última segunda-feira. De acordo com os autores, a mudança vai ser a mais significativa dos últimos anos, já que boa parte dos personagens estará na universidade e serão abordadas tramas com mistérios e paranormalidade. Para reunir esses dois temas, há a presença do número 1046, ainda uma incógnita sobre seu significado na trama, mas que permeou os teasers dessa nova temporada e que deve ligar todos os personagens.

Por conta desse enredo e também pelo fato dos protagonistas terem blogs “reais”, transportando a trama para o ambiente web e permitindo uma interação mais direta do espectador, essa temporada do seriado está sendo chamada de “Malhação Conectados”.

Para falar dessa conexão, a abertura mostra pontos luminosos que se ligam através de linhas, formando uma rede dinâmica que acompanha a batida da música. Ela cresce, vira, se transforma e reage prinicipalmente quando a palavra “todos” é cantada. Ao mesmo tempo, imagens são construídas a partir dessa teia, tais como montanhas virtuais, figuras geométricas tridimensionais, o planeta Terra e até mesmo o tal número 1046.

Falando de blogs e redes sociais, vemos que a imagem parece ter sido gravada de uma tela de leds, fazendo referência direta aos aparelhos eletrônicos. Mudanças de cores enfatizam a dinâmica do meio e fotos dos atores lembram os avatares das redes sociais e dos pixels. Além disso, a tipografia se afasta de vez da Globoface, ajudando a compor a vinheta, fazendo referência aos primeiros sistemas de computador e conferindo maior harmonia e cuidado a composição videográfica.

Apesar de toda a trama ser focada em mistérios, a abertura não traz mensagens escondidas ou algo a ser decifrado, mas possui um excelente acabamento e se mostra bastante atual.

Ficha Técnica
Ano: 2011
Canal: Rede Globo
Produção: Rede Globo
Trilha: “Todos”, de Marcelo D2 por Marcelo D2 e Macacos

[ DICA DO MACACO ]

19 set

Faça igual o Raphael Silva Corrêa, envie sua dica de Post.

Fala galera do site Oeditor.com!
Primeiramente, parabéns, acompanho faz um tempo o site e realmente é excelente!

Bom vamos lá, essa semana me reuni com meu grupo para discutir certas coisas de um documentário que vamos produzir, daí começamos a ver alguns vídeos para ter alguma referências de arte e tal um dos caras nos mostrou esse video:

Sensacional! Eis que hoje a noite estava zapeando os canais e vi uma chamada da nova novela da Globo. Aquele Beijo Bom…tirem as próprias conclusões.

Abraço e sucesso sempre no site!

Raphael Silva Corrêa
raphael_silva@hotmail.com

/// ENVIE VOCÊ TAMBÉM SUA [ DICA DO MACACO ]
dicadomacaco@oeditor.com

Nextel tem nova logo e slogan

19 set

A Nextel anuncia nova identidade visual, que inclui logo, slogan e design gráfico. Segundo a empresa, o intuito é melhorar o reconhecimento em todos os cinco mercados nos quais ela opera.

As novidades são apresentadas nesta segunda-feira em uma série de eventos para clientes e parceiros de negócios. O anúncio é global: vale para Brasil, México, Argentina, Peru, Chile e, também, em Nova York.

“Os clientes percebem a Nextel como uma prestadora de serviço de qualidade premium e parceiro confiável, que oferece produtos e serviços diferenciados e inovadores, que ajudam os clientes a serem mais produtivos. Com nosso projeto de lançar redes de terceira geração (3G), agora é o momento ideal para lançar uma nova identidade visual e uma estratégia de marca que reflitam melhor o nosso foco em conectar nossos clientes e o mundo”, afirma Sergio Chaia, presidente da Nextel Brasil.

“O novo slogan ‘Seu mundo. Agora’ traduz a diversidade de clubes existentes, ao mesmo tempo em que ressalta a relevância da Nextel, tanto para o uso pessoal, como para o profissional”, explica Gustavo Diament, vice-presidente de Marketing da Nextel Brasil. “A nova identidade visual da Nextel usa conectores derivados do ’x’. Os conectores têm como objetivo unir ideias e atenções. Expressam a natureza pessoal da rede da Nextel e permitem uma flexibilidade enorme, ao mesmo tempo em que mantêm uma linguagem visual claramente reconhecida de uma marca que conecta os clientes ao que é importante para eles”, diz Diament.

O laranja foi escolhido como cor dominante para o novo logo, pela leveza e contemporaneidade. A cor e o design da logo da empresa NII Holdings serão modificados para estar em sintonia com a nova identidade gráfica da Nextel em toda a América Latina, melhorando assim, o reconhecimento e a fidelidade dos clientes.

“Seu Mundo. Agora”

Uma campanha nacional vai ao ar nesta segunda-feira, estrelada por cinco personagens: Alex Atala, Fernanda Young, Hebert Vianna, MV Bill e Fábio Assunção. Os artistas, que participaram de campanhas anteriores com o mote “Bem- Vindo ao Clube”, foram escolhidos para representar todas as personalidades que passaram pelos filmes da marca e contaram suas histórias nos filmes publicitários. O comercial foi criado pela agência Loducca e produzido pela O2 Filmes, com direção de Alex Gabassi.

O público poderá conferir a ação na TV, nos principais jornais e revistas do País, mídia online, pontos e venda e, em breve, interagir com a nova marca da Nextel nas redes sociais.

Veja o vídeo:

CANON: Freeze Tag

16 set

Vi esse comercial hoje e fiquei impressionado! Achei a qualidade da edição espetacular!!!
E assim como muitos editores, adoro um making-of!
Resolvi compartilhar com a comunidade dos editores:

Making-of


D.Miori

Impressora 3D mais barata permite criar objetos em casa

7 set

Modelos mais baratos de impressoras que produzem objetos tridimensionais de plástico, chamadas impressoras 3D, começam a chegar ao mercado brasileiro. A empresa Robtec lançou no Brasil duas opções de impressoras 3D com preços mais acessíveis que permitem ao usuário criar objetos como capinha de celular ou peças de Lego.

Um dos modelos custa R$ 5,7 mil e permite imprimir pequenas peças em cerca de 20 minutos. Antes, impressoras 3D custavam a partir de R$ 60 mil e eram adquiridas apenas por grandes empresas. “Essas máquinas estão mais baratas porque são menores, o que limita o tamanho dos objetos, e por não proporcionarem tanto acabamento e precisão”, explica Luiz Fernando Dompieri, diretor-geral da Robtec.

Agora, consumidores domésticos podem ter a máquina para produzir peças de decoração ou como hobby. “No dia do lançamento, um cliente comprou uma das máquinas para tê-la em casa”, conta Dompieri.

Além dos consumidores finais, as máquinas também estão mais acessíveis aos pequenos empresários e escolas. “O objetivo das companhias menores é apenas visualizar como a peça ficará em 3D. Eles não estão preocupados com o acabamento”, explica Dompieri. “Nas escolas, um professor de Física poderá usar a impressora para criar uma peça geométrica, por exemplo”.

As máquinas usam fios de plástico que são carregados por um tubo quente que esquenta o material até deixá-lo bem fino. Os objetos 3D são desenhados camada por camada por esse fio quase líquido (confira no vídeo ao lado).

Para imprimir os objetos, o cliente precisa usar programas que criam desenhos em 3D, como o AutoCAD. Isso limita o uso da tecnologia hoje, segundo Michele Marchesan, vice-presidente da 3D Systems, que comprou a companhia inglesa Bits From Bytes (BFB), fabricante das máquinas.

Por isso, a BFB estuda disponibilizar desenhos já pré-montados que poderão ser apenas adaptados pelos consumidores. “As pessoas poderão baixar pela internet alguns arquivos e personalizá-los sem precisar ter nenhum conhecimento nesses programas”, afirma Marchesan.

“Quando compramos a Bits From Bytes, consideramos uma grande aquisição porque poderíamos democratizar o acesso as impressoras 3D. Nós acreditamos que esse é o futuro, que todo mundo terá uma impressora 3D em casa”, conclui.

A impressora RapMan 3. custa R$ 5,7 mil, pesa 17 kg e precisa ser montada pelo cliente em casa. A segunda máquina é a “BFB – 3000”, que custa R$ 12,4 mil e pesa 37 kg. Nesse caso, a impressora já vem montada, por isso é mais cara. Ambas são fabricadas pela companhia inglesa Bits From Bytes (BFB).

Mortal Kombat – Making Of

6 set

Mortal Kombat, abreviado como MK, é uma série de jogos de luta criada por Ed Boon e John Tobias.

A série era especialmente notada pelos seus sprites digitalizados (diferente dos outros jogos que usavam sprites desenhados a mão), e sua grande quantidade de sangue e violência, incluindo, o mais notável, os Fatalities —movimento de finalização que requer uma certa sequência de botões para ser realizada, o que contribuiu para a criação do ESRB.

A Warner divulgou em sua conta no youtube vídeos da produção do jogo.
Neles podemos ver o ator que interpretou o Kano, realizando alguns golpes e podemos conhecer melhor o processo, até certo ponto amador, de captura de imagens que depois seriam colocadas no jogo.

Ao longo da série, o jogo ficou conhecido por sua simplicidade dos controles e os movimentos especiais exóticos.

Achei curioso e interessante o Making Of do terceiro jogo da série:


Realidade Virtual

5 set

Estou compartilhando com vocês este vídeo que achei muito criativo. Porém, o que mais me chamou a atenção foi a excelente composição de textura, sombra e luz 3D; a qual deu um realismo muito maior para a cena.
Mesmo percebendo que é uma composição de cena, acredito que seja um ótimo exemplo para muitos se inspirarem e aplicarem em um ambiente real o seu modelo 3D!!

Renascer [ Abertura ]

1 set

Text: André Luiz Sens
Sucesso da Rede Globo em 1993, a novela Renascer, de Benedito Rui barbosa, trazia a história de José Inocêncio, fazendeiro da zona cacaueira de Ilhéus, na Bahia. Na história, o protagonista fez uma promessa de não morrer, fincando seu facão em um grande pé de jequitibá. A partir daí, uma lenda foi construída em torno da personagem no qual afirmava que sua morte ocorreria quando o tal facão fosse engolido pela terra. Além da lenda, a história mostrava a relação com seus filhos, sua jovem amante Mariana e seu vizinho Teodoro. Outras personagens marcantes do folhetim foram a hermafrodita Buba, o catador de caranguejo Tião Galinha e o jagunço Damião. A trama levantava questões que transitavam entre o realismo fantástico e assuntos político-sociais atuais (corrupção, miséria, violência e preconceito, por exemplo), perpassando também pelos contextos urbano e rural.

A abertura criada por Hans Donner enfatizava justamente esses dois mundos. Desenvolvida através de animação 3D, um pingo caía sobre um solo árido e dali crescia uma frondosa árvore, de onde surgia um altíssimo e moderno edifício espelhado. Em seguida, a mesma mensagem é reforçada de outra forma e a partir de outra linguagem, baseada em maquetes produzidas por Flávio Papi. A primeira mostrava uma fazenda de cacau. A medida que o chão dessa fazenda se esfacelava, uma metrópole era revelada, cheia de grandes arranha-ceus que, por sua vez, eram literalmente enrolados. Ideia, aliás, similar ao efeito especial que impressionou os espectadores no filme de Christopher Nolan, A Origem, mais de quinze anos depois.

A vinheta pecou pela grande quantidade de eventos e pela pouca harmonização estética entre a animação 3D e as maquetes. Isso se deve talvez por conta do rico enredo e do alto entusiasmo de querer trabalhar com as diversas tecnologias em ascensão no período, tais como o cromaqui e a animação gráfica tridimensional. Porém, os conceitos empregados e suas formas de representação são bastante interessantes tanto pela poética quanto pelo surrealismo no intuito de representar a analogia do desenvolvimento urbano (e do próprio protagonista) a partir da cultura do cacau.

A trilha de Batacoto e Flávio Lins, embora um pouco assíncrona com as imagens exibidas, reforçaram o envolvimento e ajudaram a contar um pouco mais da história contada.

Em geral, pode-se dizer que foram soluções atraentes e, ao mesmo tempo consistentes e coerentes com a trama apresentada.

Ficha Técnica
Ano: 1993
Canal: Rede Globo
Produção: Hans Donner, Flávio Papi e Rede Globo
Trilha: “Confins“, de Batacoto e Ivan Lins

Continue lendo