Archive | julho, 2014

Merlin Video | Oeditor

28 jul

É com grande satisfação que anunciamos a parceria do Oeditor.com com uma das mais conceituadas e respeitadas empresas do segmento do audiovisual do Brasil, a Merlin Video.

Situada em Campinas, interior do estado de São Paulo, região do maior pólo tecnológico do país, a Merlin Video nasceu em 1985 da necessidade de manutenção em equipamentos de vídeo. Com o passar dos anos e com o crescente interesse na área de filmagem, ampliou seu leque de atendimento tanto em equipamentos como em serviços. Hoje a Merlin Video é a maior representante e distribuidora no Brasil das maiores e melhores marcas do mundo em equipamentos Broadcast.

Além do suporte dado aos profissionais e seus equipamentos, que se estende desde da locação à consultoria, a Merlin Vídeo amplia seus serviços ministrando cursos e workshops de foto e vídeo com os melhores profissionais do mercado.

A Merlin também oferece cursos on line, facilitando quem não tem disponibilidade de horário ou de ir até a sede da empresa. Acesse clicando aqui para obter mais informações.

E para começar essa parceria de sucesso, a Merlin Vídeo junto com Oeditor.com irá sortear diversos cursos entre os seguidores do site e o primeiro a ser sorteado será o de Final Cut Pro X, um dos softwares mais completos e utilizados em edição de vídeo hoje em dia.

Para mais informações sobre o curso clique aqui

Em breve divulgaremos todas as informações de como participar do sorteio! Fique ligado!

Festival Anima Mundi | 2014

28 jul

O Anima Mundi 2014 reúne os fãs de animação com diversão garantida para todas as idades.

Nesta edição, o público poderá escolher entre 400 filmes de diversos países. O festival será exibido em quatro pontos da cidade: Espaço Itaú de Cinema, em Botafogo, Oi Futuro, em Ipanema, Centro Cultural da Light, no Centro da e na Fundição Progresso, na Lapa.

O Anima Mundi está na 22ª edição e atrai anualmente mais de 100 mil espectadores. O festival também apresenta uma disputada programação fora das salas de exibições. Além de encontros com animadores estrangeiros convidados, é possível participar de aulas e performances. Um estúdio aberto vai oferecer um estúdio com oficinas gratuitas de técnicas de desenho animado entre outros.

Depois do Rio, o festival segue para São Paulo, onde acontece entre os dias 6 e 10 de agosto. Veja a programação completa no site do evento.

Serviço:
22° Festival Anima Mundi
Data: 25 de Julho a 3 de agosto

Locais: Centro Cultural Light
Teatro Lamartine Babo
Avenida Marechal Floriano,168 – Centro
Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 ( meia entrada)

Espaço Itaú de Cinema (Sala 1)
Praia de Botafogo,316

Fundição Progresso
Rua dos Arcos,24

Oi Futuro Ipanema
Rua Visconde de Pirajá,54

Abertura | Geração Brasil

24 jul

Texto: André Luiz Sens

A novela Geração Brasil mistura de modo caricatural o universo da tecnologia com a cultura brasileira. Jonas Marra (Murilo Benício), o Steve Jobs tupiniquim, volta ao seu país trazendo sua família e a sua bem sucedida empresa de tecnologia do Vale do Silício.

Esse é justamente o mote abordado na vinheta de abertura. O símbolo da Marra Brasil, uma simpática abelha estilizada, em alusão evidente ao símbolo da “concorrente” Android, aparece em enxames invadindo o Brasil a partir de seus discos voadores. Os insetos transformam o país em pixels, os átomos do mundo digital, representados através de cubos multicoloridos e brilhantes. Uma mistura de elementos em live-action com computação gráfica tridimensional que lembram bastante o curta Pixels e que certamente serviu de inspiração para o projeto. Porém, ao contrário do clima de caos e destruição apresentado pelo filme criado por Patrick Jean em 2011, a abertura busca uma mensagem mais positiva. Mostra como a digitalização pode promover a alegria e a criatividade.

A marca, essencialmente tipográfica, se mostra bastante efetiva ao ilustrar a cultura dessa geração conectada que brinca com a construção semântica das palavras. Assim como acontece nas conversas na internet, letras são trocadas por números sem que haja uma perda do entendimento literal.

A música também não poderia ter sido mais oportuna. “País do Futebol”, na voz do funkeiro MC Guimê, fala das oportunidades da nova geração, É claro que no caso da canção, não trata da revolução nerd apresentada na trama, mas a associação foi bem feliz. Contudo, fala do futebol brasileiro, exatamente quando a Copa do Mundo acontece no Brasil. Circunstância que é inclusive introduzida na trama. Seu refrão forte e popular, para não dizer chiclete, ajuda também na fixação. “No Flow”, assim como o inesquecível “Oi Oi Oi” de Avenida Brasil, aparece como um componente importante na identidade do produto.

Ficha Técnica
Ano: 2014
Canal: Rede Globo
Produção: Mariana Magoga, Alexandre Pit Ribeiro e Videographics – Rede Globo
Trilha: “País do Futebol”, de Mc Guimê
Texto: André Luiz Sens
Fonte: Blog Televisual

Abertura | O Rebu

22 jul

Como seria o amanhecer de um crime?
Inspirado nessa ideia, o diretor de arte Flávio Mac usou cores frias e ambiente de sonho para abrir a novela.

A abertura de O Rebu retrata o dia seguinte de uma noite misteriosa, em que um crime acontece sem que ninguém saiba ao certo o motivo ou o culpado.

Para recriar essa atmosfera sombria e, ao mesmo tempo, instigante, o diretor de arte, Flávio Mac, misturou flashes da festa com retratos da casa vazia e bagunçada, como se tivesse acabado de acordar de um grande evento. “O mote principal da abertura é que representasse uma visão mais lúdica da casa no dia seguinte da festa. Usando cores bem frias que sugerem um ambiente de sonho, como se tudo estivesse submerso. No final, o corpo boiando”.

Para levar ainda mais o espectador para dentro deste universo de mistério, entra em cena uma trilha sonora para lá de dramática. Assista o vídeo abaixo e reveja a abertura completa!

Fonte: globo.com

“The Idea Catchers” | Ser criativo não é tão fácil quanto parece

19 jul

O vídeo “The Idea Catchers”, criado pela agência DDB Group Asia Pacific, foi produzido para mostrar aos clientes que a criatividade é um bem muito mais valioso do que muita gente imagina, um vídeo dedicado às melhores ideias como a força vital da indústria da publicidade e do marketing.

Também é uma homenagem aos criativos do mundo todo, pessoas que constantemente observam, pensam e meticulosamente entregam ideias instigantes, que têm impacto na cultura popular.

Em outras palavras, se você está precisando de uma palavra de incentivo, ASSISTA!

Segundo a DDB, a ideia surgiu da necessidade de falar sobre quanto custa criar um grande trabalho, e também porque alguns clientes acreditam que podem comprar ideias como compram materiais de escritório.
No vídeo, os criativos são elogiosamente chamados de “Apanhadores de Ideias”.
Aos criativos e à criatividade todo o respeito que eles merecem, assista ao vídeo abaixo.

Fonte: Bluebus

SEXTA CURTA | Passo A Passo

18 jul

Até aonde vai o limite de um Homem? Passo a Passo podemos ir além!

ROTEIRO E DIREÇÃO
Vitor Coldibelli

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA
Tomas May

DIREÇÃO DE ARTE
Douglas Tobias

EDIÇÃO
Matheus Fernandes

Festival de Inverno Dell’Arte | Petrópolis/RJ

18 jul

A programação infantil do Festival de Inverno Dell’Arte, que acontece em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, entre os dias 18 e 27 de julho, será aberta neste sábado (19) com a oficina de stop motion. A criançada vai aprender a fazer vídeos com a técnica de animação que será transmitida aos participantes no Palácio de Cristal, no Centro. A atração começa às 10h e vai até às 13h, tendo ainda uma oficina de som “reciclado” incluída. A oficina é gratuita mediante a doação de um quilo de alimento não-perecível.

A técnica de stop motion captura, quadro a quadro, com fotos, os movimentos de um objeto qualquer que vai sendo modificado. Desta forma, são criados os efeitos de animação conhecidos pelo público infantil. O método é utilizado em trabalhos que ganharam grande visibilidade, como o filme da Disney, “A Fuga das Galinhas”. Neste caso, foi utilizada massinha de modelar para dar vida as personagens.

A expressão em inglês tem um signifcado paradoxal: “stop motion” é, numa livre tradução, “movimento–parado”. Ela se refere, genericamente, a toda animação que utiliza objetos que são imóveis, como bonecos de madeira ou de massinha, móveis, latas, lápis, caixas, cadeiras. Veja um exemplo da técnica no vídeo abaixo:

Na oficina do festival, atores serão os “objetos” a serem capturados, criando a sequência da animação. As crianças participarão de todo o processo, sendo, por vezes, elas próprias os “atores”, e aprendendo a criar movimento. Já na oficina de som, as crianças serão estimuladas a produzir instrumentos e sonoridades se valendo de objetos que normalmente são descartados, como garrafas pet e latões de tinta.


Serviço: Oficina de Stop Motion e Oficina de Som Reciclado
Horário: neste sábado (19) de 10h às 13h
Local: Palácio de Cristal, na Rua Alfredo Pachá, s/nº, no Centro
Entrada: franca mediante 1 kg de alimento não-perecível
Classificação livre

Imagens ilustrativas | Fonte: g1.globo.com

Transformers: A Era da Extinção | Crítica

17 jul

Michael Bay se diverte mais do que consegue divertir a maioria das pessoas

Quando Transformers: A Era da Extinção (Transformers: Age of Extinction, 2014) estreou, o diretor Michael Bay respondeu àqueles que o odeiam e criticam seus filmes: “Eu não ligo. Deixe-os odiar. Eles vão continuar vendo meu filme. Acho que é bom ter esta tensão. Muito bom! Eu costumava ficar chateado, mas acho que é bom ter este diálogo. Ele me faz pensar e mantém meus pés no chão, então, tudo bem”, disse à MTV. E é difícil pensar que Bay está errado em pensar assim. Ele continua fazendo os filmes que gosta de fazer e as pessoas realmente continuam indo ao cinema para vê-los. Nos seus primeiros 30 dias em cartaz ao redor do mundo, o quarto filme da franquia dos robôs gigantes ultrapassou a marca dos 200 milhões de dólares nas bilheterias dos Estados Unidos e já é o filme mais visto da história da China, onde arrecadou 225 milhões de dólares em apenas 12 dias.

Não é à toa que o cineasta anunciou A Era da Extinção como o primeiro filme de uma nova trilogia. Ele realmente só não volta para mais dois filmes da série se não quiser, pois a Paramount e a Hasbro certamente estão é rindo à toa com o tanto de dinheiro que entra bienalmente em seus cofres. Nesta nova fase, o chorão do Sam Witwicky interpretado por Shia LaBeouf sumiu do mapa. Seu nome sequer é lembrado. O que não é esquecida, porém, é toda a destruição causada na batalha de Chicago do terceiro filme, desculpa ideal para fazer o governo dos Estados Unidos agora caçar os Autobots e destruí-los. Poucos robôs continuam vivos, um deles é o líder Optimus Prime, que estava em uma espécie de coma/curto-circuito e é encontrado disfarçado no interior do Texas por um cientista incompreendido vivido por Mark Walhberg.

Com o governo – e uma nova ordem de robôs alienígenas caçadores de recompensa – na sua cola, só resta a Cade Yeager (Wahlberg), sua filha adolescente (Nicola Peltz) e o namorado dela (Jack Reynor) se juntarem aos Autobots em uma batalha pela sobrevivência que os fará voltar a Chicago e depois partir até a Ásia, onde passam por Pequim e Hong Kong novamente causando muita destruição.

Esta é a linha do enredo e, tirando algumas conspirações que não precisam ser mencionadas aqui, tudo o que você precisa saber sobre a trama. Afinal, é um filme onde a lógica e o realismo passam longe. Para Michael Bay, o que vale é o espetáculo visual. Quanto maiores as explosões e menores os shortinhos das atrizes, melhor. E Bay ainda pesa a mão em outras coisas. Ele, que gosta de ficar pessoalmente pilotando as câmeras, abusa do contra-luz no pôr-do-sol, busca enquadramentos diferentes e filma Mark Wahlberg na “hora mágica”, buscando uma poesia cinematográfica que se perde nos infindáveis 165 minutos de filme.

O grande problema de Michael Bay é que ele se diverte muito e parece não saber a hora de parar. Se o filme tivesse uns 40 minutos a menos as reclamações seriam muito menores. A busca constante por uma batalha maior que a anterior é cansativa demais. Por tudo isso, a única forma de sair do cinema tranquilamente após tanta coisa voando na sua direção é reclinar o banco e tentar não pensar muito. Na verdade, isso deveria ser pré-requisito, afinal, se você sai de casa para ver um filme de robôs gigantes que viram carro (e agora dinossauros também) e que Mark Wahlberg é um cientista de talento ímpar, a última coisa que se deveria cobrar é coerência.
Por: Marcelo Forlani

O filme estreia hoje no Brasil, 17 de julho de 2014.

Assista ao trailer abaixo:

Fonte: omelete.uol.com.br

Programa Brasil de Todas as Telas vai investir R$ 1,2 bilhão

16 jul

A presidenta da República, Dilma Rousseff anunciou em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, o lançamento do Programa Brasil de Todas as Telas, o maior e mais importante programa de fomento ao setor audiovisual já desenvolvido no país. Participaram da solenidade a ministra da Cultura, Marta Suplicy; o diretor-presidente da Agência Nacional do Cinema – ANCINE, Manoel Rangel; e o secretário do Audiovisual, Mario Borgneth.

Representantes e personalidades do setor também estiveram presentes no lançamento do programa, cujo objetivo é transformar o Brasil em um relevante centro produtor e programador de conteúdo. O setor audiovisual do país vem caminhando para concretizar essa meta e comemora o seu bom momento, principalmente depois que a Lei 12485/11, conhecida como Lei da TV Paga, entrou em vigor. O marco regulatório dinamizou o mercado, gerou demanda por novos conteúdos brasileiros e ampliou o financiamento da produção independente. A produção de conteúdo brasileiro saltou de 1.007 horas em 2011 para 3.884 horas em 2013.
Logo ANCINE
A fim de estimular ainda mais esse avanço, recursos da ordem de R$ 1,2 bilhão, oriundos do Fundo Setorial do Audiovisual, serão investidos ao longo dos próximos 12 meses, em uma série de ações articuladas em torno de quatro eixos: desenvolvimento de projetos e formatos de obras brasileiras; produção e difusão de conteúdos brasileiros no cinema e na televisão; capacitação e formação profissional; e implantação e modernização de salas de cinema.

Em seu discurso, a presidenta Dilma Rousseff reafirmou a importância do setor audiovisual para o país e exaltou o talento e a criatividade dos produtores brasileiros: “O Brasil de Todas as Telas é parte do nosso esforço para fazer justiça a esta imensa criatividade do nosso País e transformá-la ainda mais na base de uma pujante indústria cultural nacional. Vamos fortalecer nossa indústria, criando recursos e condições para a produção audiovisual. Esse fundo de R$ 1,2 bilhão é o maior programa de apoio audiovisual já implementado, pelo volume de recursos e pelo conjunto de iniciativas. Fico muito feliz de estar aqui podendo viabilizar esse projeto para a área do audiovisual. Hoje é um dia histórico para toda a indústria do audiovisual.”

A ministra Marta Suplicy explicou que o objetivo do programa é posicionar o Brasil entre os cinco maiores centros produtores e programadores de conteúdo audiovisual do mundo. “Para isso, é preciso expandir o mercado interno, universalizar o acesso da população aos serviços audiovisuais e investir em produção, distribuição e programação de conteúdos. Vamos botar o país definitivamente no mapa do cinema mundial”, afirmou a ministra, que ainda ressaltou o bom momento da indústria nacional: “Estamos vivendo um dos períodos mais férteis da indústria audiovisual brasileira. Estamos fazendo cerca de 150 filmes por ano, o que nunca aconteceu antes.”

O diretor-presidente da ANCINE, Manoel Rangel, lembrou que o programa é fruto de uma política pública construída em diálogo permanente com a sociedade e os agentes econômicos do setor, por meio de seus representantes no Conselho Superior do Cinema e do Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual. “O diálogo com o setor nos últimos anos possibilitou a construção de uma política pública consistente, que tem apresentado resultados expressivos. Nos últimos anos, a ocupação do mercado interno de cinema por filmes brasileiros aumentou de forma sustentada; na TV paga temos cada vez mais conteúdos e canais nacionais; o parque de salas de cinema cresce e se descentraliza, principalmente no interior e nas cidades do Norte e Nordeste. O Programa Brasil de Todas as Telas conjuga ações que irão promover um ambiente de inovação, concorrência e parceria que irá fortalecer ainda mais os agentes do setor e a produção independente feita no Brasil.”

Presidenta assina Decreto para simplificar o fomento ao audiovisual

Durante a solenidade, a presidenta Dilma Rousseff assinou decreto que concede à ANCINE poderes para adotar medidas que visam a simplificação de procedimentos no acompanhamento de projetos realizados com recursos públicos.

Fonte: http://ancine.gov.br/

Broadcast & Cable 2014 | Agenda

16 jul

A feira de tecnologia Broadcast & Cable 2014 acontece mais cedo neste ano. Ela será realizada entre 30 de Julho e 1° de Agosto, no Centro de Exposições Imigrantes.

Ao mesmo tempo acontecerá o Congresso Panorama Audiovisual, um evento dedicado à indústria de produção e distribuição audiovisual, que irá debater em mais de 40 sessões aspectos essenciais como captação em 4K e distribuição de mídia por redes IP.

Acesse a agenda da Broadcast&Cable – Clique Aqui

Broadcast & Cable: Ingresso para congresso com 50% de desconto até 18 de julho.

CINEST | Festival Nacional de Cinema Estudantil

16 jul

O CINEST é um festival de cinema focado em produção de curtas por jovens estudantes do ensino fundamental e médio, e está com as inscrições abertas até o dia 30 de setembro.

O Festival surgiu em 2012 como uma mostra de curtas-metragens produzidos por alunos de escolas públicas e particulares do Rio Grande do Sul. A intenção é, desde o início, incentivar a produção artística audiovisual na escola, criando assim um canal para divulgação dos trabalhos e para troca de experiência entre os envolvidos. Nesta segunda edição, a mostra já possui curtas internacionais e fez contato com países como Paraguai, Uruguai, Argentina e Chile.

O CINEST foi criado pela PIAZITO ARTE E CULTURA, uma instituição sem fins lucrativos de Santa Maria (RS). A ideia é, por meio da sétima arte, promover um intercâmbio cultural, além de incentivar a criatividade e o interesse pelo âmbito cinematográfico. Dessa forma, é possível descobrir novos talentos e criar uma verdadeira integração entre escola, aluno e família.

Segundo Mariângela Cardoso, produtora executiva do Festival e uma das idealizadoras, ao lado de Rudmar Marques e Daniel Paim, o surgimento do Festival foi muito natural. “Eu participo de um grupo da Piazito que ministra oficinas de audiovisual para alunos em escolas públicas de Santa Maria. A gente vinha dando essas aulas e eu comecei a perceber todo mundo que participava, eu via o potencial dos alunos e dos professores”, lembra. As oficinas também são muito importantes para dar o respaldo necessário aos alunos que querem participar do Festival. Segundo Mariângela, alunos do quinto ao nono ano e do ensino médio recebem essas oficinas. “Eles têm pouquíssima noção de produção audiovisual e são poucas escolas que têm condições de oferecer alguma base nesse sentido”, afirma.

Os equipamentos para as oficinas e para a produção de vídeos para o Festival em geral são de voluntários, também. Neste ano a equipe vai se inscrever em editais públicos para tentar conseguir o equipamento. Porém, uma alternativa para a falta de equipamentos profissionais é a utilização de dispositivos móveis. Com tanta gente usando smartphones, a realização de vídeos se torna mais acessível em lugares com menos condições.

Para Mariângela, a iniciativa é de extrema importância para o desenvolvimento dos alunos. “O cinema é uma das maiores ferramentas dentro de uma sala de aula, tanto sendo produzido em conjunto com os alunos, como também na exibição de filmes em sala de aula”. Segundo ela, além do Festival, ela e outros professores também utilizam curtas e longas em sala de aula, para discutir assuntos atuais.

A programação do Festival é gratuita, aberta ao público nacional e conta com debates, exposições e mostras de cinema. Para aqueles que quiserem conhecer o evento e não puderem estar presentes fisicamente, o site do CINEST vai disponibilizar transmissões da programação, por meio de um canal de Web TV onde serão realizadas transmissões de vídeo e Web Rádio para transmissões de áudio.

O 2º Festival Nacional de Cinema Estudantil e 2ª Mostra Internacional de Cinema Estudantil serão realizados de 8 a 10 de outubro de 2014 e as inscrições são gratuitas.

Podem ser inscritos curtas-metragens de até 20 minutos, realizados por alunos e apenas sob orientação dos professores. Para participar, é preciso enviar a Ficha de Inscrição e a folha de Outras Funções da Equipe, preenchidas, impressas, assinadas e carimbadas para enviar juntamente com o vídeo e com uma foto ou cartaz da Obra. Também é possível se inscrever pela internet, enviando os documentos digitalizados.

Para saber mais detalhes, confira o regulamento no site do Festival.

Principais Instituições relacionadas ao Audiovisual no Brasil

16 jul

Você já parou para pensar nas inúmeras associações, entidades e órgãos existentes relacionados a prática audiovisual e cinematográfica?

Esta semana preparamos uma lista de siglas e importantes associações e instituições relacionadas ao universo do cinema e do audiovisual, além de uma breve descrição sobre a atribuição de cada uma. Para quem está começando a carreira no audiovisual e na sétima arte, é muito importante conhecer os órgãos responsáveis por cada gênero e os grupos de estudo, discussão e apoio aos profissionais relacionados à área. Existem associações dedicadas a produtores, roteiristas de cinema e de TV, diretores, autores, críticos de cinema e pesquisadores em todo Brasil e também distribuídas por todos os estados.

Separamos alguns dos principais órgãos e instituições no âmbito nacional. Confira a lista abaixo e entenda um pouco sobre cada um:

Continue lendo

Quantel | Pablo Rio

15 jul

Cada dia crescem as pós-produtoras japonesas que dão um passo para a Ultra Alta Definição escolhendo as tecnologias de Quantel para agilizar fluxos de trabalho em altas resoluções.

O 4K está ganhando terreno no Japão a passos agigantados tanto para a produção e pós-produção de filmes, programas de televisão de alta qualidade e exibições públicas em telas gigantes. Para enfrentar a mudança, são numerosas as pós-produtoras japonesas que adaptaram suas instalações à Ultra Alta Definição graças à tecnologia da Quantel com Pablo Rio como solução padrão.

A decidida aposta do governo japonês pela UHDTV, com o objetivo de dispor das primeiras emissões regulares de 4K coincidindo com os Jogos Olímpicos do Brasil em 2016, está acelerando a rápida adoção de produções de alta resolução.

Por este motivo, as pós-produtoras do País puseram mãos à obra para ser capazes de oferecer a seus clientes um fluxo de trabalho 4K mais rápido e criativo. Neste ambiente de migração, são numerosas as pós-produtoras japonesas que optaram pela solução para correção de cor e acabamento da Pablo Rio 4K, e em alguns casos, sistemas de espaço compartilhado de trabalho com tecnologia Genetic Engineering 2 desenvolvida também pelo fabricante inglês.

Daisuke Matsuo, diretor da Azabu Plaza (Tóquio), assegurou que “a potência de Pablo Rio é muito superior, revolucionando o fluxo de trabalho tradicional em HD. Agora, nossos editores que já estão familiarizados com a interface de Quantel em nossos sistemas iQ de Quantel existentes imediatamente optaram por Pablo Rio para o novo ambiente 4K HFR”.

Rintaro Doke, diretor de serviços técnicos de pós-produção em Omnibus Japão (Tóquio), reconhece que “temos adotado Pablo Rio para lidar com todos os aspectos dos projetos 4K que fazemos. Se faz essencial contar com reprodução 60p 4K sem redução para nossos postos de trabalho. Atualmente estamos utilizando Pablo Rio para terminar o filme 4K Patlabor, a próxima geração, produzida pelo Grupo de Omnibus”.

Por sua parte, Yasuteru Oda, diretor geral da Divisão de Engenharia em Onkio Haus (Tóquio), defende que “nós mudamos o sistema Quantel eQ para Pablo Rio 4K HFR, já que e o único sistema disponível no mercado que dá suporte para a continuidade em tempo real de 4Kk 60p durante a edição”.

Do Studio Rec em Fukushima, seu diretor geral, Takayuki Ishige, assegura que “nosso negócio principal é a produção de spots de televisão no norte do Japão, e temos melhorado nossos sistemas de Quantel eQ adquirindo quatro Pablo rio com um espaço de trabalho compartilhado Genetic Engineering 2 ganhando importantes melhoras na eficiência, em particular com o tempo de alta resolução”.

Toshihiro Shiota, diretor de pós-produção de Toei Lab Tech (Tóquio), sublinha que “produzimos muitos programas de televisão todos os dias e a edição integrada de Pablo Rio, seu acabamento e correção de cor nos oferece um conjunto de ferramentas que nos libera de uma enorme quantidade de tempo. Cremos que Quantel desenvolveu uma tecnologia de pós-produção única e muito avançada na qual confiamos e utilizamos ao máximo”.

No Tokyo Laboratoy, uma companhia especializada em escaneamento e intermediação digital, seu diretor geral, Katsuji Nishino, afirma que “fomos a primeira companhia no Japão que adotou Pablo Rio. Temos elegido Pablo Rio 4K HFR para fazer frente à demanda cada vez maior de 4K. Sua administração de arquivos é rápida e fácil, e além disso, conta com todas as ferramentas criativas que necessitamos”.

Sei Takahashi, diretor de Vendas em Tokio Som, também destaca as características dos sistemas da Quantel, admitindo que “Pablo Rio 4K para o trabalho de pós-produção de cinema devido a sua edição integrada, correção de cor e conjunto de ferramentas de acabamento”.

Por último, Martin Mulligan, diretor de vendas de Quantel, resumiu que “Japão está avançando rapidamente em 4K, com as primeiras emissões regulares 4K do mundo já acontecendo e uma crescente demanda de 4K em pós-produção de filmes e programas de televisão. Contudo, a manipulação de material 60p 4K em tempo real segue sendo um desafio para muitos sistemas… mas não para Pablo Rio, porque foi o sistema eleito no Japão e no resto do mundo para a pós-produção 4K HFR.”

www.panoramaaudiovisual.com.br

ARRI|AMIRA aparece em primeiro

15 jul

O diretor de fotografia Johann Perry recentemente trabalhou com a ARRI AMIRA no filme documental sobre o Anokye Stars FC, um vilarejo da equipe de futebol juvenil de Gana que teve a oportunidade de jogar um torneio inglês. O filme de 12 minutos, chamado MY FIRST INTERNATIONAL, foi encomendado pela agência AKQA e produzido por Firecracker Films em Londres. Faz parte da campanha FIRSTS da Vodafone, uma série de curtas documentais que apresenta histórias pessoais únicas de pessoas fazendo algo incrível pela primeira vez.

Durante as filmagens, Perry informou a ARRI: “Tudo está correndo bem em Gana, a câmera está se comportando maravilhosamente bem, mesmo debaixo de uma temperatura de 40°C. O diretor e o produtor executivo estão completamente deslumbrados com as imagens, eles não param de falar a respeito disso. Eles nunca mais querem filmar com qualquer coisa diferente a partir de agora, eu também estou impressionado, filmando vários interiores escuros com janelas quentes e tons de pele escuros, estes 14 stops estão segurando completamente tudo.”

Ele acrescenta, “Tendo que responder rapidamente as mudanças dos eventos em tempo real, não imagino nenhuma outra câmera que eu preferisse em meu ombro. Fiquei muito surpreso como nosso material ficou, ela lhe dá confiança em cada cena que você faz. Eu não poderia estar mais feliz.”

Desde a filmagem, Perry tem pego sua própria AMIRA e comenta, “A maioria dos meus trabalhos de documentário são sobre as emoções humanas naquele momento. Não há refilmagem, não tem segunda chance. Com a ergonomia perfeita, um sensor “matador” e com uma funcionalidade simples, a AMIRA passa uma completa confiança e controle.”

Dia Mundial do Rock

13 jul

Alguns dos grandes momentos do Rock foram revisitados no filme “To My Son”, criado pelo diretor Guilherme Petry.
O vídeo traz referências à Robert Johnson, que teria vendido a alma ao Diabo em uma encruzilhada, Elvis Presley, Beatles, Jim Morrison, entre outras dezenas de ícones do gênero.
A realização é da Guts and Films e a edição é de Alberto Feoli.

Desenvolvido pelo núcleo de criação da Guts and Films
Direção: Guilherme Petry
Criação e roteiro: Guilherme Petry, Pedro Barbosa e Gil Tuchamba
Assistente de direção: Audrey Pereira
Direção de fotografia: Pablo Chasseraux
Direção de arte: Bernardo Zortea
Direção de produção: Roberto Picasso e Beto Picasso
Montagem: Alberto Feoli
Finalização: Patrick Bernardi
Produtora de áudio: Loop Reclame
Produção de elenco: Fabiane Freitas e Mateus Almada
Figurino: As Modistas
Maquiagem: Renata Pureur
Produção de locação: Vera Senott
Produção de set: Daniel Magalhães “Paulista”, Cesar Juliani “Primo”, Anderson Figueiredo “Caco”, Gustavo Silva da Silva, Rafael Tavares e Jamerson Porto
Assistente de câmera: Marcelo Santos, Marcelo Ogliare e Thiago Legrand
Produção de alimentação: Alimentset, Adriana Mercanti, Breenda Graziani e Marisa Silva
Chefe de elétrica: Joacir Fontana “Jô” e Jair Ribeiro “Jajá”
Assistente de elétrica: JR e Rodrigo Espindola
Transporte: Claudio Xarão, Luciano Aguiar Fraga, Antônio Sergio Souza da Silva, Carlos Francisco da Rosa Picasso “Kiko Picasso”, Rogério Espindola, Mauro Flores, Marne Pereira, Rudimar Soares, Mauricio Soares, Cesár Accompora e Clecios
Gerador: Beto Ramos
Geradorista: Alemão Rogério
Equipamento de iluminação: Locall POA
Câmera: Cannon C500, 4k, 4:4:4

Especial 15 anos da TV Século 21

10 jul

A TV Século 21 completa 15 anos de história. Inauguradas as transmissões no dia 11 de julho de 1999, a emissora passou do analógico para o digital ao longo dos anos, e mantém grade de programação variada 24 horas no ar, com conteúdo de qualidade e interatividade com o telespectador. Para celebrar esta data, a TV preparou uma programação especial com shows e, ainda, entrevistas com aqueles que fazem parte desta história.

As comemorações das Bodas de Cristal da TV Século 21 tem início na quinta-feira, dia 10 de julho, com a Noite Carismática, das 19h30 às 21h00, nos estúdios da emissora.

No dia 11 de julho, toda programação da emissora será especial. Presença dos diretores da TV, apresentadores, colaboradores e artistas. Pe. Eduardo Dougherty,sj, Ir. Luiza entre outros estarão ao vivo nos programas para falar da história e contar as novidades da TV Século 21.

Com cenário especial, que trabalhará com grandes painéis de led, todos os programas serão transmitidos a partir do Auditório da emissora. Com conteúdo especial, cada programa preparou uma surpresa para os telespectadores.

O encerramento das festividades de 15 anos da TV Século 21 será com o Terço e, em seguida, a Missa das Mãos Ensanguentadas de Jesus. Todos telespectadores estão convidados a participar, nos estúdios da emissora, do Terço, às 18h00, e, da Missa, às 19h30.

A Missa será presidida pelo Pe. Eduardo Dougherty,sj, e concelebrada pelos padres que participam dos programas da TV. A celebração terá uma mensagem especial aos funcionários, colaboradores e telespectadores da emissora. Todos estão convidados a participar desta celebração.

Dedicada à evangelização, a emissora católica do interior paulista entrou na segunda fase da integração do fluxo de trabalho em HDTV, com novas soluções para gerenciamento de mídia, arquivamento e controle de exibição.

A migração previu um investimento em toda infraestrutura de banda base e inclui matrizes de vídeo Grass Valley Concerto, com 128 canais, além de modulares Harris essenciais ao processamento de sinais.

A Rede Século 21 é transmitida para mais de 25 milhões de lares pela antenas parabólicas, em 130 cidades por sinal aberto.

Confira a matéria completa da Revista Panorama Audiovisual clicando aqui [ Páginas 38 – 56 ]

Texto original: www.panoramaaudiovisual.com.br

Broadcast & Cable 2014

7 jul

A feira de tecnologia Broadcast & Cable 2014 será realizada entre os dias 30 de Julho e 1° de Agosto, no Centro de Exposições Imigrantes. Junto com ela acontecerá o Congresso Panorama Audiovisual, um evento dedicado à indústria de produção e distribuição audiovisual, que irá debater em mais de 40 sessões aspectos essenciais como captação em 4K e distribuição de mídia por redes IP.

Os ingressos para os três dias de Congresso, com cinco salas simultâneas em três períodos, estão sendo vendidos por R$ 300. Este desconto promocional de 50% vale até 18 de Julho e a partir desta data sobe para R$ 600.

Um dia antes do início do evento – em 29 de Julho – haverá o Pré-congresso com tutorais e workshops práticos para operação de câmeras, edição e pós-produção. Cada sessão dura de três a seis horas e custa R$ 250. Quem optar pelo pacote Pré-Congresso + Congresso até o dia 18 de Julho paga R$ 500. Após esta data o valor sobre para R$ 850. As compras podem ser feitas diretamente pelo site do Congresso.

Tradição

A Broadcast & Cable, maior evento latino-americano dedicado às tecnologias de produção audiovisual e distribuição de mídia será realizada no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. É o fórum ideal para conhecer e discutir as mais recentes tecnologias para TV, cinema, novas mídias, publicidade, animação e games.

Da escolha por uma câmera adequada a cada projeto às mais sofisticadas soluções de infraestrutura, o evento apresentará as mais recentes tendências ao mercado brasileiro.

O acesso à exposição é livre para profissionais.O cadastramento prévio pode ser feito aqui.

Inovação

O Congresso Panorama Audiovisual contará com uma ampla programação, incluindo formação profissional, apresentações técnicas e mesas de debate sobre o futuro do mercado audiovisual. Expoentes do mercado debaterão questões como o potencial de crescimento da Produção Brasileira, Tecnologia 4K, Edição e Pós-Produção, Iluminação, Sonorização, Transmídia e Segunda Tela, TV Digital, Cloud Computing, IPTV, Novas Plataformas, Distribuição Satelital, Gráficos e Cenários Virtuais, Tecnologia para Esportes e Jornalismo e Arquivamento Digital, entre outros temas.

O Pré-Congresso, no dia 29 de Julho, contará com tutorais e workshops práticos para operação de câmeras, edição e pós-produção, com duração de três a seis horas.

Serviço

Datas:
Feira e Congresso: De 30 de Julho a 1° de Agosto

Pré-Congresso: 29 de Julho

Local:
Centro de Exposições Imigrantes. Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5, próximo à Avenida dos Bandeirantes e ao Aeroporto de Congonhas.

Valores:
– Ingresso para participar dos três dias do Congresso Panorama Audiovisual: R$ 600 (R$ 300 até dia 18/7)

– Pré-Congresso: R$ 250 (Valor para cada workshop ou tutorial)

– Congresso Panorama Audiovisual + Pré-Congresso: R$ 500 até o dia 18/7

Inscrições: acesse este link

Identidade Visual | Gazeta

2 jul

Texto: André Luiz Sens

Parecendo deixar de lado a intenção de competir com as grandes redes televisivas, que cada vez mais rumam a verdadeiras cruzadas para alcançar novos espectadores, a Rede Gazeta, adotou em 2014 um novo posicionamento mais segmentado para a sua programação.

Há mais de 40 anos no ar, a Gazeta sempre fez parte da história e evolução da televisão brasileira, com importantes inovações tecnológicas e memoráveis transmissões. Entretanto, com o tempo foi sendo sufocada pelos demais canais, que a todo custo tentavam abraçar a grande massa, sem focar nas inúmeras idiossincrasias regionais. A Gazeta hora ou outra ia neste embalo, até definitivamente se dar conta que o seu verdadeiro público está em seu próprio quintal. O foco do canal agora é totalmente centrado à cidade de São Paulo e todas os diversos fios culturais que compõem a principal capital brasileira.

Essa mudanças se refletem na marca, que abandona a renderização 3D e cromada para dar espaço à uma síntese mais limpa e moderna dentro do estilo flat, uma tendência que começa a aparecer entre as emissoras brasileiras. Em sua forma de fácil reconhecimento e aplicação, apresenta referências as linhas modernas e padronizadas da cidade e uma paleta cromática mais viva.

antes depois gazeta

simbolo_gazeta

Esta reformulação estética se estendeu também a arte gráfica e ao cenário dos programas. Muitas vezes, com a capital paulista como plano de fundo. Além disso, novas atrações entraram na grade para atender este novo posicionamento, como os programetes inseridos dentro dos intervalos comerciais com conteúdos de prestação de serviços aos paulistanos, como dicas de lazer, histórias de ruas e bairros e modelos de cidadania.

Embora superior ao trabalho realizado até então, o aspecto gráfico deste rebrand ainda apresenta certas limitações técnicas e algumas escolhas um tanto duvidosas, bastante características do modelo de linguagem do canal. Entretanto, é interessante analisar como, pela primeira vez em muitos anos, a Gazeta pensa em uma estratégia sólida para atingir seu público e conseguir abocanhar uma parcela do nada amigável mercado publicitário paulista. Isso mostra também o quão fundamental é a existência de veículos locais que traduzam e abriguem a realidade de um determinado público dentro da diversidade do país.

Ficha Técnica

Ano: 2014
Canal: Rede Gazeta
Design: Departamento de Comunicação Social – Fundação Cásper Líbero
Texto: André Luiz Sens
Fonte: BlogTelevisual

Ancine se prepara para oferecer cursos

2 jul

Em seu site, a Agência Nacional de Cinema (Ancine) esclarece que mobiliza esforços junto aos Ministérios da Educação e Cultura, no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) para, futuramente, viabilizar a oferta de cursos de capacitação gratuitos para profissionais do setor audiovisual.

Ao contrário do que está sendo veiculado em sites e redes sociais, a Ancine não está recebendo inscrições de cursos de capacitação na área audiovisual. Conforme a agência, o comunicado enviado pela área técnica da agência para associações e entidades do setor visa apenas reunir informações sobre a demanda para os cursos.

Amigos do Pedrinho

1 jul

Pedrinho nasceu dia 22 de agosto de 2013, na maternidade Pro Matre em São Paulo, com 36 semanas e 1 dia, considerado prematuro tardio. Hoje está perto de completar 9 meses de vida.

PAI_07Sua alimentação, desde o quarto dia de vida, acontece através de um cateter que vai até o coração. Isso fez com que Pedrinho passasse por diversos procedimentos, controles diários. Já chegou a receber mais de 16 picadas em um único dia para conseguir o acesso para receber a nutrição parenteral. Mesmo assim, nunca deixou de sorrir.

Nosso herói é o dono de um belo sorriso, ele nasceu com uma síndrome rara chamada SIC – Síndrome do Intestino Curto. Isso foi reflexo de uma má formação, que fez com que seu intestino necrosasse.

Pedrinho já enfrentou duas cirurgias. Na segunda, nosso pequeno herói conseguiu alongar seu intestino de 12 para aproximadamente 25cm. Infelizmente isso não foi suficiente.

Hoje nosso camarada se alimenta de uma nutrição parenteral, que é recebida através de um cateter que leva esta nutrição até seu coração e o leitinho, por uma sonda nasal que vai até seu estômago. Em breve, será colocada a gastrostomia e a retirada da sonda nasal. Por receber esta alimentação parenteral por muito tempo, pode sobrecarregar outros órgãos e acabar não permitindo que ele viva uma longa história.

A única saída, é um transplante de intestino delgado. Mas aí é que vem a grande questão: o procedimento só acontece nos EUA e só a cirurgia chega a custar entre 800 mil e 1 milhão de dólares.

Os pais do Pedrinho, Roger e Aline, não tem essa grana toda.

Depois que ele superar tudo isso, iremos dar a biografia em branco a ele, que vira um diário carregado de boas energias para nosso novo amiguinho escrever os pontos altos de sua história. Até virar o “Pedrão”. Grande e fortão. 🙂

Acesse: www.amigosdopedrinho.com.br

Pond5 | O Mercado Mundial de Mídia Criativa

1 jul


Criado em 2006, o site Pond5 funciona como um mercado de mídia criativa, oferecendo um vasto acervo em vídeo, aúdio, fotos, illustrações e outros elementos gráficos, todos para uso royalty-free.

Com mais de 15 mil artistas em sua rede mundial, a página surge em língua portuguesa com o objetivo de auxiliar a comunidade audiovisual brasileira na comercialização de conteúdo licenciado, tanto para quem busca mídia para suas produções, quanto para quem precisa de um canal para vender o seu material. ‘A versão em português é um passo fundamental para o Pond5,’ diz o CEO e co-fundador, Tom Bennett. ‘Há muita procura por conteúdo brasileiro no mercado internacional, pois a criatividade dos produtores nacionais é bastante reconhecida lá fora’, completa ele.

Com um modelo comercial único, que valoriza e apoia o artista, tornando-o responsável por estipular o preço do próprio trabalho, o site Pond5 é o único no mundo que paga a metade do valor de um conteúdo para quem vende, diferentemente de outros da categoria que pagam até 30% do valor total da mídia. O resultado, diz Bennett, é o crescimento rápido da coleção, com conteúdos que possuem os preços mais acessíveis do mercado. ‘Nos últimos 12 meses, o acervo de vídeos, por exemplo, duplicou, alcançando a marca de 2 milhões de clipes de vídeo.

Mantemos a qualidade das produções com uma curadoria que visualiza e aprova as novas mídias inseridas na página’.

Para vender a sua mídia no site, basta inscrever-se na página www.pond5.com/pt/ , fazer upload do arquivo, inserir as informações sobre ele – incluindo palavras-chave e preço, e enviar para aprovação da curadoria Pond5. Aceita, a mídia já estará disponível para milhões de criadores ao redor do planeta. O pagamento acontece mensalmente e pode ser feito através de várias opções, entre elas por paypal. Em caso de dúvidas, há um contato direto com o atendimento do site no e-mail:  brasil@pond5.com.

 


Acesse • http://www.pond5.com/pt/