Trabalhando com ALEXA: ELEMENTARY

20 dez

Recentemente renovado para uma terceira temporada, ELEMENTARY é uma série policial norte-americana, que dá um toque contemporâneo no personagem de Sherlock Holmes do escritor Sir Arthur Conan Doyle, com Lucy Liu no papel feminino de Dr. Watson para o nova-iorquino Holmes, interpretado por Jonny Lee Miller. O diretor de fotografia, Ron Fortunato, ASC, filmou a maioria dos episódios das duas primeiras temporadas, utilizando um pacote de câmera ALEXA fornecido pela ARRI CSC e gravando em ProRes 4444 Log C.

No que você mais gosta de trabalhar em televisão?

É um pouco de clichê, mas as pessoas estão dizendo que estamos no segundo ano de ouro da televisão. Antes, era visto como menos desafiador do que um longa-metragem, mas o conteúdo e os personagens mudaram e hoje, na era da grande tela de cinema, é um outro fator. Você tem mais possibilidades cinematográficas agora e não tem que filmar tudo em close-ups; está atraindo não só pessoas da área de cinema, que não teriam feito televisão anos atrás, como também os atores. Pessoalmente eu gosto de contar histórias do aspecto humano e do cinema, e hoje em dia tem mais isso na televisão do que no cinema.

Nelson Cragg filmou o piloto em ALEXA. Houve alguma discussão sobre a mudança para uma câmera diferente?

Não, eu estava muito feliz por ter a ALEXA; Usei-a pela primeira vez no PAN AM e me apaixonei por ela. Não é muito frequente um equipamento ser um divisor de águas, mas certamente a ALEXA foi, apenas pela qualidade e velocidade dela. Posso filmar agora à luz de velas. É uma história totalmente diferente de quando filmei em digital, a pedido de Sidney Lumet, para um filme que fiz com ele a 14  anos atrás. Eu idolatrava Sidney e teria filmado com tudo que ele quisesse; mas quando você compara o que era possível, em seguida, com a ALEXA, é como a noite e o dia.

Como você usa as Zeiss Standards e as zooms Angenieux que têm na série?

Você precisa de mais zooms na TV, embora eu use muito as Zeiss primes para flashbacks. Gostaria de usar mais as primes, porque amo a qualidade que elas têm em HD e hoje há uma tendência em usar filtro envelhecido. Tudo se tornou tão definido que às vezes um pouco de suavidade e um pouco de imperfeição pode ser bom.

Você se deparou com algum tipo de pressão para filmar em 4K?
Ainda não. Provavelmente venha, e não creio que seja uma boa ideia. É claro que teremos que aceitá-lo, mas creio que será usada por razões erradas. Estou preocupado com a resolução, que poderia ser usada em pós-produção para recompor imagens capturadas. Mas aprendi que desde quando a revolução digital começou a fazer o melhor das coisas que vem ao longo do tempo, você apenas tem que usá-la para sua vantagem.

É um seriado desafiador para  a luz?
Definitivamente estou trabalhando com um nível de luz substancialmente mais baixo do que no passado. As câmeras digitais anteriores tinham cerca de 320 ASA, mas a ALEXA é 800 e quando você seleciona 1600 não há diferença perceptível. Ela tem uma latitude muito melhor, não só por estar usando pouca luz, você também fica mais despreocupado. Uma das minhas maiores queixas com HD é que eu perdia os detalhes dos highlights, mas com a ALEXA a exposição nas altas é uma grande melhoria. Eles queriam um look temperamental, cinematográfico para quase toda a série. Então, os diretores de fotografia estavam em um ótimo lugar. O desafio vem quando você tem que fazê-lo em um terço do tempo, o que pode ser difícil às vezes,  mas é ótimo. Isso faz você mais forte como diretor de fotografia.

Captura de Tela 2014-10-20 às 14.56.59
Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s