Os benefícios dos dados de lentes | ARRI

14 mar

O Sistema de Controle Eletrônico da ARRI é um sofisticado conjunto de ferramenta para controle remoto preciso das câmeras e lentes de qualquer fabricante; ele também fornece metadados valiosos sobre o que a lente está fazendo num determinado momento. O que é o dado de lente e para que ele serve?

Dados de lente é um contínuo fluxo de informações sobre o foco, íris e a zoom, além da profundidade de campo. Pode ser exibido no painel do comando sem fio WCU-4, dando total controle ao foquista, mesmo se a câmera esteja fora de vista. Com as câmeras ALEXA Plus e Studio, os dados de lentes também são visíveis pela saída de monitor, visor e pelo painel lateral, portanto o diretor de fotografia pode ver o que a lente está fazendo de qualquer lugar do set. Além disso, os dados de lente são importantes pré-requisitos para o mapeamento da lente e na correção de foco.


Mapeamento de lente
é o mapeamento da escala de foco de lente a ser pré-definido e pré-marcado. Isso economiza tempo na preparação, pois o assistente de câmera não tem que marcar cada anel individual para cada lente. Também simplifica o trabalho no set, pois os cinco anéis pré-marcados cobrirá várias lentes diferentes. Com poucos anéis, o foquista se familiarizará rapidamente com eles, permitindo ser mais intuitivo na rastreamento de foco.

Rastreamento de foco é um contínuo e automático ajuste de foco baseado na distância medida pelo dispositivo de ultrassom, tais como o UDM-1.

Além de oferecer benefícios no set, os dados de lente ARRI reduz tempo e esforços requeridos para alcançar efeitos visuais complexos, casando a lente virtual com a lente da imagem gravada na pós produção, ou mesmo direcionando as lentes virtuais em um sistema de efeitos visuais em tempo real no set. Os dados de lente são para cada quadro e são gravados por qualquer câmera ARRI equipada com o bocal PL com LDS ou gravadas pelo Controle Universal de Motor (UMC-4) para outra câmera, de qualquer fabricante.

COMO OS DADOS DE LENTES SÃO GERADOS?

A geração dos dados de lentes têm dois requisitos básicos: primerio, o sistema precisa saber onde o anel de lente está. Esta informação vem do encoder, o qual está integrado a lente (lente com LDS), dentro de um motor de lente ou mesmo em um dispositivo separado como em um Codificador de Dados de Lentes (Lens Data Encoder) LDE-1. Segundo, o sistema precisa ter uma tabela de lente que converte esses dados do encoder em algo que uma pessoa possa usar, como o diafragma e valores da escala de foco. A ARRI oferece duas configurações básicas:

Opção 1: Lente com LDS e câmera com LDS
Cada lente com LDS pode detectar a posição de seu próprio anel e salvar na sua própria tabela de lente, os dados são transmitidos diretamente para a câmera, a qual calcula os precisos valores da lente, por quadro (frame).

Opção 2: Codificadores externos de lente e arquivamento de dados de lentes
Os motores controlados de lente da ARRI e o Codificador de Dados de Lente LDE-1 entregam dados brutos sobre a posição de cada anel da lente para o UMC-4 ou uma ALEXA Plus. Estes dispositivos incorporam o LDA – Arquivo de Dados de Lentes, o qual provê tabelas de lentes para calcular o valor do anel da lente.

ATUALIZAÇÃO DE SOFTWARE 2.0 PARA O WCU-4 PERMITE A PROGRAMAÇÃO DE LENTE

Através da programação da lente, tabelas de lentes podem ser criadas para qualquer lente, desde antigas anamórficas até as modernas zooms PL, permitindo serem controladas e seus dados serem coletados pelo Sistema de Controle Eletrônico.

A atualização de Software 2.0 para o WCU-4 faz a programação de lente ser ainda mais fácil do que antes. Através da programação, tabelas de lentes podem ser criadas para qualquer lente, desde as antigas anamórficas até as modernas zooms PL, permitindo que os dados das lentes sejam coletados pelo Sistema de Controle Eletrônico, portanto a escala de lente pode agora ser programada em menos de um minuto, usando a tela de LCD do WCU-4, sem nenhum equipamento adicional além do Controle de Motor Universal UMC-4 (ou uma câmera ALEXA Plus ou Studio) e os motores. O arquivo de lente resultante, armazenado no cartão SD, pode ser reutilizado em qualquer lugar.

Recursos adicionais do 2.0 para o WCU-4, incluem correções de bugs e melhorias feitas em resposta ao feedback dos clientes. Atualizações de Software como esta, permite ao Sistema de Controle Eletrônico evoluir e se adaptar, fazendo dele um investimento seguro por muito tempo.

CODIFICADOR DE DADOS DE LENTES LDE-1

O novo Codificador de Dados de Lentes LDE-1 estende as funcionalidades do Sistema de Controle Eletrônico. Incorporando um codificador que lê os dados da posição do anel de lente, na qual ele está conectado, o LDE-1 pode ser usado em paralelo com um follow focus manual ou por um sistema de controle sem fio de outro fabricante. Ele permite que dados de lentes sejam criados em situações quando a ALEXA Plus ou a Studio (ou um UMC-4) estão sendo utilizados, sem um motor de lente ARRI ou uma lente com LDS (Lens Data System).

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s