Filme Zooom | Entrevista com Pedro Morelli

4 maio

Foi concluída a animação para o filme Zooom, do diretor Pedro Morelli. Filmado em Toronto, São Paulo e na praia de Trindade, a produção mescla três histórias que se relacionam entre si. A personagem Emma (Alison Pill), em seus momentos de folga, desenha em uma HQ a história do diretor de cinema (vivido por Gael Garcia Bernal), que por sua vez dirige um filme sobre uma modelo brasileira (papel de Mariana Ximenes), que nas horas vagas escreve um livro sobre uma quadrinista, que escreve histórias. Estas tramas se entrelaçam durante o filme até seu desfecho absolutamente surpreendente.

 img_7079_site_f9ky-crop

O diretor Pedro Morelli está há cinco anos envolvido no projeto de Zooom, que tem dois terços de sua duração em live-action e um terço de animação em rotoscopia – técnica que transforma em animação um material filmado. São quase 30 minutos desenhados frame a frame, em 12 frames por segundo. A equipe envolvida nesta animação contou com 28 ilustradores, desenhando e colorindo um total de mais de 21 mil frames da história do cineasta vivido por Gael Garcia Bernal.

Abaixo você confere um bate-papo com o diretor Pedro Morelli, que explica o processo de animação de Zooom.

Você pode explicar o processo e o estilo de animação criado para este filme?
A técnica usada se chama rotoscopia. Basicamente se trata de desenhar sobre a imagem filmada, frame a frame. Nós filmamos tudo com atores, em cenários muito simplificados, para depois desenhar sobre a imagem deles, e recriar do zero os cenários. A nossa animação foca em ser bastante fiel à expressividade dos atores, ao mesmo tempo que buscamos um look de história em quadrinhos.

Quantas pessoas trabalharam na animação de Zooom?
Foram 28 ilustradores no total, a maioria envolvida na rotoscopia. Essa equipe de rotoscopia foi comandada pelo Adams Carvalho, que desenvolveu o look da animação dos personagens e fazia os key frames da animação, que eram distribuídos para a equipe toda. Outra frente foi a equipe de cenários, comandada pelo George Schall, que trouxe um look de quadrinhos para a nossa animação e criou muitas vezes do zero os ambientes em que as cenas acontecem. Além dos desenhistas há vários outros envolvidos na composição da animação, que consiste em juntar todos os layers de animação em um plano só, e fazer os efeitos necessários para a cena funcionar.

A animação permite uma liberdade maior se compararmos com a filmagem tradicional do cinema, não é? Como essa liberdade foi usada em Zooom?
Sem dúvida temos uma liberdade muito maior para manipular as cenas animadas. Podemos mudar completamente as cores da cena, trocar o cenário se for necessário, reenquadrar o que foi filmado e brincar com pequenas animações adicionais. A liberdade só acaba quando termina o prazo… o que infelizmente está bem perto de acontecer. Na semana passada finalizamos a etapa de rotoscopia dos personagens e design dos cenários. Agora ainda temos que trabalhar as composição das cenas para finalizar o filme.

Fonte: O2 Filmes

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s