A Pós-Produção em Evolução | Criando Soluções para as Produções Brasileiras.

15 jun

A mesa A Pós-Produção em Evolução: Criando Soluções para as Produções Brasileiras abriu a Semana ABC 2015 em maio de 2015. Em pauta, entraram no debate os diversos aspectos da pós-produção no Brasil.

Paulo Barcellos, supervisor de Pós-Produção na O2, relata o gastos de produção dependem do projeto. “Em muitos projetos acabamos usando diversas câmeras”, conta. As mais usadas sao a C300, F55 e Red. “Apostamos muito nas Blackmagic.

pos-producao-nos-detalhes-15-5-2015-8-51-35-536(Assista na integra o vídeo no final do post)

Barcellos conta que a 02 está em fase de desmistificar. Assim procuram  economizar na câmera para investir em novas aéreas como drone ou grua. No momento fazem um  estudo com a Ursa, câmera que possui condições de atender 50% dos projetos. Contudo, a  lente faz uma diferença brutal. Hoje em dia, o mercado oferece uma variedade de câmeras, o que permite substitui-las em alguns projetos, e isso pode fazer diferenças em muitos projetos.

José Augusto De Blasiis, supervisor de Pós-Produção na Cinemática e professor universitário, destacou aspectos da pós-produção em evolução. Ele diz que há uma relação da fotografia e pós-produção. Quando se muda as matrizes e os processos de calibração da câmera, a  diferenças reside nos detalhes. Para Blasiis, a soma dos pequenos cuidados nos pequenos detalhes faz a diferença no final.

festapremioabc2015_04

Um dos pontos que José Augusto De Blasiis considera é a variedade na temperatura de cor junto ao line designer, profissional responsável pela representação das cores na imagem. O professor observa que em programas de TV há miscigenação de fotografia e luzes de show. Assim, tanto na TV como em shows ao vivo e outras transmissões é preciso perceber que a a câmera não enxerga como o olho humano que tudo vê.

Blassis participou da produção da ópera Otello da Cinelive transmitida ao vivo do Theatro Municipal para cinemas. Na ocasião, ele posicionou as câmeras sobre uma planta no Cad para projeto 3D de iluminação. Contudo, o posicionamento de câmera sobre o Cad não dá o ângulo exato da câmera, que precisa de critérios. Por ele, a calibração de câmeras dá o tom de pele a partir de uma paleta de cores.

Nesta ediçao, a Semana ABC contou com transmissão streaming pela web em HD feita pela O2  um dia após a realização de cada mesa.  Assista na integra a mesa.

Participantes:
José Francisco Neto (Supervisor de Pós-Produção)
José Augusto De Blasiis (Supervisor de Pós-Produção)
Paulo Barcellos (Supervisor de Pós-Produção)

Fonte: Revista Panorama Audiovisual

Texto: Carolina Spillari

Fotos: Ricardo Alcará

Texto original: www.panoramaaudiovisual.com.br

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s