ALEXA Mini | Ágil como um gato

28 abr

Karl Walter Lindenlaub, ASC, BVK, dá as dicas de como trabalhar em um dos primeiros filmes americanos com a ALEXA Mini, da comédia de Barry Sonnenfeld, NINE LIVES.

02Quando li o roteiro pela primeira vez, imediatamente pensei na ALEXA Mini, onde sabia que estava vindo em breve. Precisávamos filmar do ponto de vista de um gato, o qual é realmente baixo e pensei que poderíamos usar um desses gimbals que todo mundo está usando. Procurei por câmeras pequenas disponíveis naquele momento, mas elas não eram boas o suficiente para efeitos visuais e cortar com as sequências de efeitos em alta resolução. Eu também não queria cortar, das cenas feitas com nossa câmera principal ALEXA, para uma outra câmera, portanto, depois de todas as pesquisas, a Mini foi a melhor ferramenta. Ela não estava lançada ainda, mas agradecemos a ARRI por nos conceder um protótipo a tempo, a qual foi trocada mais tarde por um modelo de produção, da Clairmont Camera.

Colocamos a Mini sobre um pequeno skate, que poderíamos deslizar e levantar a câmera para imitar um gato correndo e pulando; foi ótimo, um método simples para cenas rápidas. Há uma cena na cozinha onde o gato se aproxima de uma garotinha e ela o pega. Empurrei nosso skate por cerca de 4,5 metros, olhando para o monitor on board e então levantei a Mini para seus braços no momento certo. Suas mãos vão de encontro à lente, como se ela tivesse agarrado o gato, e, em seguida ela coloca a câmera sobre a mesa, isto funcionou muito bem.
01De todos os gimbals que testamos, achamos que o MōVI M15 foi o mais sensível e preciso. Utilizamos com a Mini para cenas do gato correndo pelo corredor e olhando para frente e para trás, assim como em outros dois momentos do ponto de vista do gato. Também montamos a Mini em um monopé, que funcionou bem.

A Mini foi uma ótima câmera para lugares apertados, por exemplo, dentro de um carro, bem colado ao para-brisa ou em um canto olhando para alguém. Ela é também uma câmera muito fácil para câmera na mão em um rig de ombro, sem esforços. No ano passado, eu fiz um filme inteiro com ALEXAs e AMIRAs no Easyrig, a Mini teria sido ideal para isso; ela teria permitido me movimentar o dia inteiro e me aliviaria de muita dor. A Mini é um complemento fantástico para a família ALEXA; atores e diretores a amam porque eles frequentemente se sentem restringidos, pelo espaço ocupado pelo tradicional departamento de câmera. Atualmente, as pessoas querem filmar mais livremente, vários diretores querem movimentar e ter a liberdade de movimento.03Costumávamos usar lentes menores com a ALEXA Mini. Tentamos usar as Masters Primes que tínhamos no MōVI, mas elas eram um pouco pesadas, as Ultras Primes funcionaram bem para aquelas cenas de corre e grava. O Barry gosta de lentes grandes angulares e há uma tendência agora de filmar aberto e próximo, para estar bem na ação.

No filme há várias cenas ao vivo com um gato real. O Barry particularmente não gosta de trabalhar com gatos, pois ele é alérgico, portanto, nossa segunda unidade é que fez as cenas do gato e eles foram muito pacientes. Foi triste para mim, porque eles ficavam com a Mini por muito tempo para filmar aquelas cenas.

Existem um monte de momentos engraçados no filme, onde a Mini realmente nos ajudou com isso. Se você quiser filmar com a câmera na mão um filme inteiro, a Mini é perfeita. Esta nova geração cresceu fazendo filmes de 5D, então, é uma transição muito fácil.

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s