ALEXA e SkyPanel em LIKE CRAZY | ARRI

26 out

O novo filme de comédia dramática, LIKE CRAZY (LA PAZZA GIOIA), do diretor Paolo Virzì, conta a história de duas mulheres que fizeram amizade numa clínica psiquiátrica na Toscana, da qual elas fugiram, saindo para uma viajem juntas. O diretor de fotografia Vladan Radovic, nos conta aqui como foi filmar com câmeras ARRI ALEXA e com os soft lights de LED SkyPanel.
000 Neste filme, Paolo e eu, como sempre fazemos, tentamos acompanhar a história com a fotografia e neste caso foi um grande desafio, pois as garotas eram loucas e estavam fugindo de uma clínica psiquiátrica, o que significava que elas iriam para muitos lugares diferentes. Estávamos constantemente tentando acompanhar suas emoções por meio de escolhas da fotografia.02

Para as cenas exteriores, usei o sol quente da Toscana, mas tentei não usar este tipo de luz, uma luz quente parecida com o Sol, quando estávamos filmando dentro da clínica. Para as cenas dramáticas dentro do hospital psiquiátrico, eu sempre usei fontes de luz frias ou reflexos frios do sol vindo de fora, para que você tivesse luz quente do lado de fora e luz fria no interior.03Às vezes, o humor de um personagem muda dentro de uma cena e queríamos ilustrar isto com mudança de visual, por exemplo, há um plano sequencia em que eu mudei gradualmente a temperatura de cor, graças ao SkyPanel. A cena começa com uma conversa tranquila entre Donatella e Beatrice, nossas duas personagens principais e, para isso, você tem boa luz quente. Em seguida, o humor de Donatella muda quando ela ouve uma má notícia, então a temperatura de cor fica mais e mais fria até ela bater desesperadamente a cabeça contra uma placa de advertência. A temperatura de cor inicial nesta cena era de 3.200K e no final foi de 5.600K. Misturando a luz do SkyPanel com o pôr do sol, faz com que a luz na cena mude de uma forma muito natural, portanto você realmente não percebe o que fizemos com o refletor.

A câmera ALEXA é perfeitamente balanceada e muito ergonômica, de modo que é bem adequada para fazer câmera na mão. Quando filmamos com a ALEXA Mini, a gravação em ARRIRAW ainda não estava disponível, a ALEXA Mini provavelmente teria sido ainda melhor para este tipo de trabalho. No entanto, graças a ALEXA nosso operador de câmera conseguiu correr atrás das atrizes com a câmera de mão, por exemplo, em uma cena quando as garotas correram para um ônibus. A ALEXA foi perfeita e muito confortável. Queríamos estar o mais próximo possível dos atores, e isso, claro, influenciou nossa escolha das lentes também.

Sempre filmo usando Log C. Nunca uso Rec 709. Acho que filmar em Rec 709 com ALEXA, é como dirigir um Porsche muito devagar, você está usando apenas uma fração de seu potencial!00Em cenas noturnas gosto de explorar muito as altas sensibilidades, como 1.600 ou 2.500 ASA. Com a ALEXA, sei que eu posso escolher a ASA que quero, porque não terei efeitos negativos sobre a filmagem. Sei que se uma cena está bem definida, mesmo se eu usar 2.500 ASA, não terei nenhum grão digital. Se você ver grãos em um dos meus filmes gravados com ALEXA, é grão digital que foi adicionado na pós-produção, digitalizado a partir de grãos de película original. Não vi grãos na ALEXA ainda, de verdade!

Você sabe, que eu queria ter usado película nos meus filmes anteriores, BLACK SOULS, mas a produção me pediu para testar o digital também. Então, comparamos uma câmera 35mm com a ALEXA e, com os ajustes de apropriados na pós-produção, eu não pude dizer o que era ALEXA e o que era filme! Portanto, no final, filmamos com ALEXA e, graças a câmera conseguimos explorar áreas muito escuras da Calábria, região italiana em que o filme foi rodado. Acho a ALEXA e o ARRIRAW perfeitos para mim, porque posso ser mais ousado em termos de subexposição.01Lembro que uma vez estávamos filmando uma cena muito escura na “hora mágica” e eu não podia tirar meus olhos do visor, porque as condições de luz estavam mudando rapidamente e estávamos repetindo a cena continuamente. De repente, o diretor me perguntou: “Vladan, tem certeza de que podemos continuar filmando?” E eu respondi: “Por que você está me perguntando?” Então olhei para fora do visor e o lugar estava tão escuro que você não podia ver nada, mas a ALEXA ainda estava vendo a cena e eu podia vê-la também no visor.

 

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s