Cintel Scanner ajuda a preservar milhares de rolos de filme do acervo Cypress Gardens

17 out

A Blackmagic Design anunciou hoje que os seus produtos Cintel Scanner e DaVinci Resolve Studio estão sendo utilizados por Paul Gerrish, do Cypress Gardens Treasure, para digitalizar quase 6000 rolos de película de 16mm e 35mm do acervo do Cypress Gardens, que possui imagens captadas entre os anos 30 e os anos 80. O Cypress Gardens Treasure adquiriu o acervo fotográfico e cinematográfico do Cypress Gardens, que era um dos maiores jardins botânicos e parques temáticos da Flórida, conhecido como a “capital mundial do esqui aquático” por causa das apresentações desse esporte até encerrar suas atividades em 2009.

Com a missão de preservar e garantir acesso à história do Cypress Gardens, Gerrish buscou uma solução que fosse econômica e segura para os filmes. “Eu não sabia exatamente qual era o valor do acervo, então o custo era um dos principais fatores. Nunca chegamos a cogitar o envio dos filmes para digitalização externamente, pois o custo seria muito superior ao preço de um Cintel Scanner”, disse ele. “Até agora, já digitalizei quase 300 rolos sem nenhum problema, inclusive alguns com encolhimento, que era uma das minhas maiores preocupações. Até um filme de nitrato em 35 mm foi encontrado e digitalizado no Cintel. O filme era dos anos 40, mas está tão nítido que parece que foi gravado ontem”.“Eu geralmente digitalizo a maioria das películas a 24 fps, a não ser que o estado de conservação esteja abaixo do ideal. Nesse caso, a digitalização é feita a 12 fps”, comentou. “Às vezes, os rolos são inseridos com o ‘líder’ primeiro, mas ao invés de rebobinar rolos antigos, o escâner Cintel é capaz de digitalizá-los do jeito que estão. O DaVinci Resolve Studio possui um recurso interessante que permite alterar a velocidade para reproduzir em reverso após a digitalização, e o filme é ajustado automaticamente. O mesmo se aplica caso a película esteja invertida. Um simples botão na seção de cores faz o ajuste automático, de forma que o filme fica correto mesmo que a digitalização tenha sido feita de trás para frente ou invertida”.

Uma vez que a digitalização é concluída, Gerrish passa o filme para a linha do tempo e inicia a coloração. “Lá eu posso corrigir a orientação do filme, e principalmente, redimensioná-lo a fim de eliminar qualquer falha que possa vir a ser notada no formato widescreen. Eu faço o ajuste de cores com o DaVinci Resolve Studio e depois passo para a entrega”, explicou. “Não me preocupo muito com a edição, pois queremos manter as imagens como elas estão. Assim eu posso manter o Cintel operando com mais frequência, e posso limpar os cilindros durante a renderização”.

Uma vez que o projeto for concluído, Gerrish terá cerca de 4000 filmes únicos. “A maioria desses filmes não são vistos há mais de 50 anos e são excepcionais”, disse ele. “Tem um episódio do ‘The Ed Sullivan Show’ que mostra os esquiadores aquáticos do Cypress Gardens, e há pelo menos uns 50 rolos de imagens não editadas que foram filmadas para o programa. Também temos 12 rolos de filme da visita do Johnny Carson ao parque em 1968, imagens de 3 das visitas do Rei Hussein da Jordânia, e temos até imagens da visita de Eduardo VIII e Wallis Simpson em 1957. Tratam-se de relíquias maravilhosas que seriam perdidas se não fosse pelo Cintel Scanner”.Para Gerrish, no entanto, não se trata apenas de visitas ilustres. “Já teve gente que entrou em contato comigo depois de encontrar membros da família nas imagens. Tem uma senhora que há 40 anos vem pedindo ao parque que envie imagens do seu marido. Eu encontrei o rolo em questão, digitalizei, fiz a conversão e enviei a ela no dia seguinte”, contou.

De acordo com Gerrish, à luz das conversas sobre um possível documentário sobre o parque, ter arquivos de filmes digitalizados será extremamente valioso, facilitando a pré-visualização e a organização do projeto. Enquanto isso, Gerrish grava DVDs das imagens e posta muitos dos filmes no YouTube.

Sobre a Blackmagic Design
A Blackmagic Design cria os melhores produtos do mundo para edição de vídeo, câmeras digitais cinematográficas, corretores de cor, conversores de vídeo, equipamentos de monitoramento de vídeo, roteadores, switchers de produção ao vivo, gravadores de disco, monitores de forma de onda e escâneres de filme em tempo real para as indústrias de longas-metragens, pós-produção e transmissão televisiva. As placas de captura DeckLink da Blackmagic Design introduziram uma revolução de qualidade e acessibilidade na pós-produção, enquanto seus produtos de correção de cor DaVinci, premiados com o Emmy™, dominam a indústria do cinema e da televisão desde 1984. A Blackmagic Design continua oferecendo inovações revolucionárias, incluindo os produtos 6G-SDI e 12G-SDI e fluxos de trabalho em 3D estereoscópico e Ultra HD. Fundada por líderes mundiais na engenharia e edição de pós-produção, a Blackmagic Design possui escritórios nos Estados Unidos, Reino Unido, Japão, Singapura e Austrália. Para mais informações, por favor visite http://www.blackmagicdesign.com/br.

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s