Filme de estreia de HaZ Dulull The Beyond realizado com Blackmagic Design

7 fev

O roteirista e diretor Hasraf “Haz” Dulull finalizou o seu primeiro longa-metragem, “The Beyond”, editado e colorizado no DaVinci Resolve 14. Além disso, o documentário de ficção científica foi filmado exclusivamente com câmeras digitais cinematográficas da Blackmagic Design, incluindo a URSA Mini 4.6K e a URSA Mini Pro. HaZ utilizou o seu conhecimento na indústria para trazer a bordo uma equipe conceituada, que incluia o DP Adam Batchelor, colaborador de longa data que trabalhou nos aclamados curtas-metragens de HaZ, “SYNC” e “Project Kronos”; a coprodutora Paula Crickard (de “Calloused Hands” e “Winter”); e o colorista Max Horton, cujos créditos incluem o sucesso sci-fi “Gravidade”.

“The Beyond” se passa em 2019 e mostra uma missão histórica na qual astronautas modificados com ajuda de tecnologia robótica avançada são enviados por um buraco de minhoca recém‑descoberto.Como precisava fazer um “falso documentário”, a equipe de produção alternou entre o estilo cinematográfico e reportagem jornalística. “Filmamos as cenas VFX em 4.6K Cinema DNG RAW, enquanto que as sequências de entrevistas, várias das quais envolvendo muita discussão e improvisação, foram gravadas em ProRes 4444 ou ProRes 422 HQ, dependendo da quantidade de pós necessária.”Batchelor achou as câmeras digitais cinematográficas altamente flexíveis na hora de alternar entre estilos de filmagem, principalmente ao criar um look mais sombrio que apresentou ao público os corpos robóticos Humano 2.0. “A ideia era que a cena tivesse o mínimo de iluminação, de forma que eu pudesse usar telas de celular para iluminar objetos sem que a luz fosse saturada por fontes de luz maiores. Achei que fosse ficar escuro demais”, contou ele. “No entanto, funcionou perfeitamente – ficou escuro o suficiente para dar o clima, porém sem muito ruído.”

“The Beyond” foi masterizado para 2K com uma proporção de tela de 2.40:1 e entregue em Dolby Vision, embora essa decisão tenha sido tomada em um estágio mais avançado da produção. “Fiquei receoso porque nós não tínhamos filmado com HDR em mente. Mas isso não foi problema”, revelou HaZ. “A URSA Mini 4.6K é uma câmera incrivelmente versátil para captar toda a ampla gama de cores e brilho necessária para obter a vantagem do HDR em termos de luminância.

A pós-produção, incluindo toda a edição e gradação, foi finalizada no DaVinci Resolve 14, segundo HaZ. “Eu gostei porque foi somente um processo de edição. O Resolve eliminou a necessidade de fazer edições online e offline, e também não precisei me preocupar com transcodificações”, explicou. “Também pude realizar bastante VFX básico e reenquadrar material em 4K durante uma edição. Poder fazer isso no decorrer da criação da história foi um fator considerável para que conseguíssemos completar a pós a tempo, sem ficar preso em termos de editorial.”

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.