Standing Desks Oferecem mais Flexibilidade e Bem Estar aos Profissionais de Pós-Produção

1 mar

Quanto tempo você passa sentado em frente à sua ilha de edição?

Se você ainda não parou para refletir sobre isso, talvez seja a hora. De acordo com diversas pesquisas na área da saúde, profissionais que trabalham em frente ao computador têm passado, em média, 12 horas por dia sentados.

É uma situação que causa alerta aos que atuam na área de produção de conteúdo digital, e por isso o tema tem sido foco de discussão entre os mais diversos profissionais da saúde e da segurança do trabalho. O hábito de passar períodos prolongados na mesma posição tem contribuído para a manifestação de doenças cardíacas, síndromes metabólicas e lesões da coluna vertebral. Segundo especialistas em ergonomia física, o trabalho estático, que demanda que o colaborador passe horas seguidas na cadeira, é altamente prejudicial, reduzindo, inclusive, a expectativa de vida.

Cientistas da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, afirmam que mesmo fazendo exercícios físicos regularmente, passar muito tempo sentado pode encurtar a vida do indivíduo. Com todos riscos para a saúde, para Monika Safford, da Universidade de Cornell, “ficar sentado é o novo tabagismo”.

Então fica a pergunta: como podemos evitar passar horas a fio em uma cadeira? Afinal, editores de vídeo, programadores, designers gráficos, e tantos outros, vêm prejudicando sua saúde gradualmente no exercício de suas profissões.

Pensando em trazer uma ferramenta de trabalho que proporcionasse maior flexibilidade aos diferentes profissionais que precisam passar longos períodos em frente a tela do computador, a GenioDesks introduziu no Brasil um conceito já popularizado internacionalmente entre grandes empresas de tecnologia, como Facebook, Linkedin, e Google.

A empresa oferece ao mercado brasileiro um tipo de  mesa com regulagem de altura, as chamadas standing desks. Com acionamento elétrico, a mesa possibilita que o usuário alterne entre diferentes posturas. Essa alternância de posturas é apontada como grande aliada na prevenção dos efeitos nocivos do sedentarismo, e de lesões na coluna vertebral.

 

Atualmente há dois modelos diferentes disponíveis: A primeira é a GenioDesk Pro, com motor duplo e carga máxima de 120 kg, que permite regulagem entre 64 cm a 129 cm de altura. O segundo modelo é a GenioDesk Mini, opção para escritórios que não podem substituir suas mobílias. Esta versão, mais simples, suporta até 2 monitores com carga máxima de 15 kg e varia entre 123 mm e 553 mm de altura.

Arturo Lúcio, cineasta e editor de vídeos de São Paulo, optou por trocar a mesa tradicional por um modelo com regulagem de altura da GenioDesks. Em busca de reduzir o tempo que permanecia sentado no trabalho, o profissional conta que trabalhar em pé tem sido uma experiência satisfatória: “Ultimamente passo mais tempo em pé trabalhando, o que, pra mim, é uma posição mais confortável. Minha rotina tem sido mais produtiva, tenho trabalhado melhor sem os cansaços que o dia inteiro na cadeira traz. Me sinto mais ativo em comparação de quando só trabalhava sentado. A disposição melhorou muito.”

Igor Gaelzer, fundador da Nordweg, marca de bolsas e mochilas em couro feitas à mão do Rio Grande do Sul, decidiu investir na novidade. “Havia visto uma reportagem sobre mesas com altura ajustável em um site estrangeiro e achei a ideia muito legal, pois realmente não faz bem ficarmos boa parte do nosso dia – e das nossas vidas – sentados em uma mesa de escritório”, comenta. Com a aquisição das mesas reguláveis a rotina dentro da empresa tem mudado: “Alguns momentos escolhemos trabalhar de pé, o que é muito melhor para a coluna, circulação etc.”

Ainda de acordo com Gaelzer, as mesas com altura regulável geram impacto positivo não somente na saúde dos colaboradores, mas também na relação com o trabalho. “Acredito que o maior impacto seja em poder trabalhar em um lugar dinâmico e agradável. É ótimo quando podemos trabalhar em um lugar confortável, com boa iluminação, boa música, climatização em dias de muito frio ou calor e colegas com os quais temos afinidade. Vejo a compra das mesas como algo que adiciona nesse todo, e por isso inspira as pessoas a poderem dar o melhor de si.”

Para garantir saúde aos colaboradores, a recomendação dos especialistas é que haja o revezamento entre períodos de trabalho em pé e sentado. Dessa forma, o uso das standing desks é opção indispensável para a qualidade de vida dentro dos ambientes criativos. Felizmente as empresas estão atentas, e a promessa é de que a demanda pelas mesas com regulagem de altura se torne cada vez maior em todos os setores nos próximos anos. “Nada como ter ótimas ferramentas para fazer um excelente trabalho”, finaliza Gaelzer.

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s