Cineasta Roberto Farias morre no Rio

14 maio

É com grande pesar que comunicamos o falecimento do amigo e sócio-fundador do Canal Brasil, Roberto Farias, aos 86 anos, nesta manhã (14 de maio), no Rio de Janeiro, vítima de câncer. Diretor-presidente da Academia Brasileira de Cinema, o cineasta realizou mais de 25 longas-metragens como diretor, produtor, distribuidor e roteirista, entre eles Assalto ao Trem Pagador, Selva Trágica, Cidade Ameaçada, Toda Donzela Tem um Pai que É Uma Fera e Pra Frente, Brasil. O velório será amanhã (15 de maio), das 9h às 17h, na Capela 1 do Memorial do Carmo.

Natural de Nova Friburgo (RJ), Roberto Farias iniciou a carreira no começo dos anos 1950, como assistente do diretor Watson Macedo. Seus primeiros longas como diretor foram as chanchadas Rico Ri à Toa (1957) e No Mundo da Lua (1958). Em 1965, criou a Difilm, distribuidora independente, junto com cineastas e produtores do Cinema Novo como Luiz Carlos Barreto e Glauber Rocha. Nas décadas de 1960 e 1970, trabalhou com Roberto Carlos na direção de Roberto Carlos e o Diamante Cor de Rosa, Em Ritmo de Aventura e Roberto Carlos a 300 Quilômetros por Hora. Na TV, dirigiu as minisséries As Noivas de Copacabana, Contos de Verão, Menino do Engenho, Memorial de Maria Moura e Decadência.

O Brasil perdeu um dos seus maiores cineastas, o cinema brasileiro uma de suas principais lideranças.

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s