Drones resgatam ao menos 65 pessoas no último ano

21 maio

Ao menos 65 pessoas foram resgatadas por drones no último ano, segundo um novo relatório divulgado pela DJI, líder mundial em drones para uso civil e tecnologia de geração de imagens aéreas. O relatório reúne registros obtidos a partir de agências de notícias e de segurança pública em todo o mundo e inclui 27 incidentes distintos em 5 continentes.

O relatório, intitulado “Mais vidas salvas: um ano de resgates feitos por drones em todo o mundo”, está disponível para download neste link. Ele destaca como o aprimoramento da tecnologia dos drones, a rápida adoção destes equipamentos por equipes de emergência e as regulamentações inteligentes da aviação uniram-se para aumentar a frequência de uso dos drones em missões cruciais de segurança pública.

Em conjunto com um relatório anterior, publicado no ano passado, até o momento a DJI contabilizou o uso de drones no resgate de ao menos 124 pessoas em todo o mundo. O novo relatório revelou drones que foram utilizados para lançar boias para banhistas em risco na Austrália e no Brasil, localizar vítimas inconscientes em condições climáticas abaixo de zero na Inglaterra e nos Estados Unidos e encontrar pessoas perdidas em campos, rios e montanhas.

O caso divulgado no Brasil foi o primeiro salvamento com utilização de drone no país. A ocorrência aconteceu em fevereiro deste ano na represa Guarapiranga, em São Paulo. O drone usado foi operado pela Guarda Civil Metropolitana em parceria com o Corpo de Bombeiros e lançou uma boia para que o banhista flutuasse até a chegada do barco.

“Os drones oferecem às equipes de resgate um meio para encontrar pessoas perdidas, entregar suprimentos como água e coletes salva-vidas e reduzir o tempo de busca e resposta de horas para minutos”, explicou Brendan Schulman, vice-presidente de políticas e assuntos jurídicos da DJI. “Quando as leis e regulamentações permitem que os órgãos de segurança pública implementem facilmente o uso de drones, as equipes de resgate podem poupar tempo e dinheiro, proteger seu pessoal e, vale destacar, resgatar pessoas em perigo”, completa.

Em média, mais de uma pessoa por semana foi resgatada por um drone durante o último ano, inclusive ao menos 18 pessoas foram encontradas por câmeras com sensores térmicos, que podem visualizar o calor corporal no escuro ou sob vegetação densa.

Em um dos casos, a polícia de Lincolnshire, na Inglaterra, atendeu a um chamado de acidente automobilístico em uma estrada rural escura, em uma noite fria, e não obteve sucesso nas buscas pelo condutor. Um drone equipado com sensor térmico conseguiu localizar o motorista dentro de uma vala, longe do local do acidente, e registrar os momentos dramáticos que levaram os policiais até a vítima.

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.