“Goldcrest Post” faz correção de cor de “Jurassic World: Reino Ameaçado” com DaVinci Resolve

19 jul

A produtora “Goldcrest Post” concluiu o processo intermediário digital (DI) do sucesso global “Jurassic World: Reino Ameaçado” da Universal Pictures e Amblin Entertainment usando o DaVinci Resolve Studio e o DaVinci Resolve Advanced Panel.

Com todas as surpresas, aventura e adrenalina em uma das séries mais populares e bem-sucedidas da história do cinema, este novo acontecimento cinematográfico marca o retorno dos personagens e dinossauros preferidos da franquia, com uma nova roupagem ainda mais emocionante e aterrorizante. Bem-vindo ao “Jurassic World: Reino Ameaçado.” “Nosso objetivo com o ‘Reino Ameaçado’ era obter um look exuberante e vibrante, mantendo, ao mesmo tempo, níveis de contraste naturais”, contou Adam Glasman, colorista digital supervisor. “O diretor de fotografia, Oscar Faura, trabalhou com o técnico de imagem digital no set para fazer a gradação dos copiões e nos fornecer looks para cada cena em arquivos CDL. Isto nos deu referências visuais excelentes para usar como pontos de partida que, depois, pudemos aprimorar e ajustar no DaVinci Resolve.”

Com tamanha produção de efeitos visuais, era essencial que todos, Glasman, Faura e a equipe VFX da ILM, estivessem de acordo em relação à paleta de cores do filme, pois mudanças significativas no look poderiam afetar a iluminação da computação gráfica envolvida.“Faura veio até o Reino Unido uns meses antes do DI começar e passou uma semana conosco na Goldcrest. Juntos, realizamos uma gradação inicial do filme e a apresentamos ao diretor, ao editor e à equipe VFX para nos certificarmos de que todos concordavam com o rumo que ela tomava”, explicou Glasman.

Foi preciso muita comunicação. Os arquivos CDL eram compartilhados com a equipe VFX permitindo que o pessoal da ILM trabalhasse na computação gráfica enquanto visualizava um resultado próximo ao look final do filme. A Goldcrest também teve acesso aos foscos de cada dinossauro durante a gradação, proporcionando a Glasman uma flexibilidade maior para ajustar a gradação e confirmar se a computação gráfica ainda se encaixava no segundo plano.

As filmagens das cenas da ilha, nas quais o vulcão entra em erupção, ocorreram no calor intenso do Havaí. “Todas as imagens estavam bem intensas e vibrantes, quando chegaram”, lembrou Adam.

“Mas, precisávamos criar uma gradação que desse a impressão de que o vulcão estava em erupção e gerando uma enorme nuvem de cinzas por toda a ilha, sob a qual a ação acontecia. Era uma sequência importante no filme e uma das cenas onde decidimos divergir dramaticamente dos CDLs do set”, concluiu ele.

“O look final ficou escuro e sóbrio para ilustrar o fato de que o sol estava sendo bloqueado e os nossos protagonistas e dinossauros escapavam do vulcão em erupção.”

Anúncios

Divulgue! www.oeditor.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.