Arquivo | novembro, 2018

Novo curso da “Academia Internacional de Cinema” tem foco em criação de séries de TV

14 nov

O número de séries originais brasileiras só tem crescido nos últimos tempos. Conseguimos terminar o ano de 2018 com número recorde de produções destinadas aos serviços de streaming, enquanto na TV aberta já temos notícias de que a Globo pretende continuar investindo muito em séries nacionais após suas novelas, e tudo indica que a Rede TV pretende retomar a produção de séries nacionais em 2019, além de diversos projetos de outras emissoras.Dados assim mostram a importância de se ter profissionais preparados para esse segmento específico do mercado audiovisual, e foi pensando nisso que a Academia Internacional de Cinema preparou o curso “Criação de Séries de TV”, destinado a pessoas com experiência profissional ou em fase avançada de estudos nas áreas de roteiro, produção e direção que tenham interesse em desenvolver conteúdo seriado para TV e ampliar suas habilidades narrativas e de gestão de projetos.

A roteirista e produtora Joana Brea, professora da Academia Internacional de Cinema do Rio de Janeiro, explica o que é necessário para se trabalhar com séries de TV: “Há que se ter uma experiência e um perfil profissional muito específico. Antes de mais nada, você precisa ser um bom roteirista; depois, precisa também ser um produtor, entender de mercado, do negócio de televisão”.

O curso é inspirado no trabalho dos criadores de séries e de showrunners do mercado internacional – os profissionais que estão por trás de séries que conquistaram o público nos últimos anos, como Game of Thrones, Breaking Bad, Narcos, 3%, La Casa de Papel, e muitos outros.  

O curso tem duração de um ano, dividido em dois módulos, com aulas duas vezes por semana.

Continue lendo

Anúncios

Western Digital entra no segmento de computação em memória com o drive de extensão de memória ULTRASTAR®

12 nov

A Western Digital Corporation (NASDAQ: WDC), líder em infraestrutura de dados, anunciou hoje que está ampliando a abrangência e a profundidade de seu portfólio corporativo para o segmento de mercado de computação em memória em rápida evolução. O novo drive de extensão de memória Ultrastar® DC ME200 é o primeiro produto da empresa que permite aos clientes otimizar de forma superior a capacidade/desempenho do sistema em memória para executar aplicações mais exigentes que permitem as análises em tempo real e os insights de negócios atuais.

“A exigência atual para análises mais rápidas, processamento de dados, serviços em nuvem e computação de alto desempenho (HPC, da sigla em inglês) está aumentando a demanda por computação em memória em diversas industrias, incluindo saúde, telecomunicações e TI, e varejo”, explicou Ashish Nadkarni, vice-presidente do grupo IDC. “Ao expandir a capacidade em memória, o drive de memória Ultrastar ajuda a aliviar o alto custo de adicionar DRAM extra, além de endereçar as limitações físicas dos slots DIMM disponíveis, onde a escalabilidade ou tem um custo proibitivo ou é quase impossível.”

“Como líder de infraestrutura de armazenamento, estamos constantemente inovando e fornecendo soluções que endereçam novas formas de capturar, preservar, acessar e transformar dados”, diz Mark Grace, vice-presidente sênior de dispositivos da Western Digital. “O novo drive de memória Ultrastar é uma adição natural ao nosso portfólio corporativo de classe mundial, atendendo à crescente demanda dos clientes por aceleração de negócios e processamento de dados em tempo real nas plataformas de memória. Aproveitando nossa comprovada liderança tecnológica, experiência em data center e economias de escala, estamos oferecendo um novo paradigma para a computação em memória relacionado a tamanho, escala e relação custo-benefício da solução.”

Continue lendo

“The Oath” filmado com URSA Mini Pro e Editado com DaVinci Resolve Studio

12 nov

Escrito, dirigido e estrelado por Ike Barinholtz, “The Oath” também conta com Tiffany Haddish, Billy Magnussen, John Cho, Carrie Brownstein e grande elenco. O filme independente, em exibição nos cinemas depois de estrear no Festival de Cinema de Los Angeles, mostra a atual divisão política dos Estados Unidos durante um jantar em família no Dia de Ação de Graças. Após o governo obrigar todos os cidadãos americanos a assinarem um ‘Juramento Patriota’, o clima fica pesado quando parentes se reúnem para o tradicional feriado.Nas filmagens, o DOP Cary Lalonde usou uma URSA Mini Pro PL e duas URSA Mini Pro EF, com a ajuda de um monitor/gravador Video Assist 4K. Na pós-produção, o colorista Mark Sachen e o editor Jack Price utilizaram o DaVinci Resolve Studio. O trabalho de pós-produção foi realizado no Sugar Studios LA, baseado em Los Angeles, que contou com DaVinci Resolve Advanced Panel para a gradação de cores.

“O design e a interface da URSA Mini Pro são bem intuitivos. Durante as gravações, todas as três câmeras foram equipadas com URSA Viewfinders, e tudo fluiu bem naturalmente, desde a instalação até o posicionamento dos controles e dos botões”, disse Lalonde. “O acesso fácil aos filtros ND me ajudou a economizar tempo durante as filmagens, pois nós conseguíamos ajustá-los conforme as condições de iluminação das externas iam mudando.”Segundo Lalonde, as imagens da URSA Mini Pro estavam em harmonia com as imagens provenientes das outras câmeras do pacote de filmagem, portanto a equipe não teve que se preocupar com a consistência. “Por exemplo, em uma das configurações, usamos a URSA Mini Pro PL ao lado de outras duas câmeras para captar uma cena com um grupo de seis pessoas. Usamos três câmeras para filmar em três locações diferentes ao mesmo tempo, o que era a maneira mais eficiente de filmar uma cena de quatro páginas na mesma configuração. Cada câmera foi configurada para um plano de dois dessaturado, o que funcionou bem para o caráter de improviso da cena.

Continue lendo

HDD + SSD, o par perfeito

7 nov

Ao analisar a evolução das tecnologias de armazenamento digital, sem dúvida, vêm à mente tanto drives de estado sólido (SSDs) quanto discos rígidos mecânicos (HDDs). O surgimento de SSDs nesta indústria significou um salto na velocidade e desempenho comparado aos discos mecânicos tradicionais, e muitos acreditavam que a tecnologia rapidamente substituiria a anterior.

No entanto, esse cenário está longe de acontecer: atualmente ambas as tecnologias coexistem como soluções de armazenamento e podem ser complementadas para oferecer o melhor dos dois mundos, com mais velocidade e capacidade.

Para um usuário comum, os benefícios de usar um SSD basicamente se traduzem em uma inicialização mais rápida do sistema operacional e acesso mais rápido aos aplicativos. Enquanto um disco rígido permitirá que você armazene grandes quantidades de informações a um custo eficiente. Assim, dizemos que usando um HD e um SSD juntos é possível obter uma combinação perfeita: no HD ficam os arquivos maiores e aqueles que não são utilizados com tanta frequência, e o SSD  vai acelerar processos de inicialização e aplicações mais atuais.

Enquanto SSDs estão evoluindo rapidamente nas capacidades que oferecem, ainda não são dispositivos comparáveis em capacidades com os HDDs, que já alcançam até 14TB por unidade. Por essa razão, os discos mecânicos ainda têm uma vida longa.

A Western Digital oferece dentro do seu portfólio soluções de ambas as tecnologias que buscan ser a resposta mais adequada para diversos tipos de uso e perfil dos consumidores. Dentro da familia de unidades de estado sólido há produtos como o SSD Western Digital Black NVMe, dirigido a usuarios que buscan máxima velocidade e altísima performace (até 3,400 MB/s de velocidade de leitura e 2,800 MB/s de gravação na versão de 1TB) – como os gamers, por exemplo. Unidades como o Western Digital Blue 3D NAND oferecem alta capacidade, confiabilidade melhorada e velocidade ultrarrápida (velocidades de leitura sequencial até 560 MB/s y, velocidades de escritura sequencial até 530 MB/s). Como SSD de entrada, o Western Digital Green SSD,  melhora a experiência para aqueles que fazem sua primeira entrada no mundo dos SSDs ou buscam uma atualização eficiente para o seu PC de uso diário.

Dentro da família de discos rígidos mecânicos também existem alternativas para cada tipo de usuário e aplicação: de sistemas de vigilância por vídeo a ambientes NAS. O ideal é considerar as duas tecnologias trabalhando juntas, para alcançar um equilíbrio de desempenho e acessibilidade nos PCs.

Pocket Cinema Camera 4K e URSA Broadcast Utilizadas na Turnê Mundial MANIA da Banda Fall Out Boy

7 nov

Desde o seu surgimento na cena musical em 2005 com o sucesso “Sugar, We’re Goin Down”, Fall Out Boy vem liderando as paradas com hits como “Dance, Dance”, “Centuries” e “Uma Thurman”. A banda, que lançou o álbum “MANIA” no início do ano, acabou de concluir a sexta e última etapa da turnê do mesmo nome, que contou com shows de abertura do rapper Machine Gun Kelly e vários outros artistas.O designer de produção Robb Jibson, da empresa So Midwest, baseada em Chicago, e o diretor de vídeo da turnê Patrick Eaton, da fornecedora de soluções de engenharia e produção VER, implementaram uma configuração inteiramente composta de produtos Blackmagic Design por ocasião do início da turnê em 2017. Desde então, eles vêm realizando upgrades, adicionando uma Pocket Cinema Camera 4K, cinco câmeras URSA Broadcast, um ATEM Camera Control Panel, cinco Blackmagic Camera Fiber Converters e cinco Blackmagic Studio Fiber Converters.

Carlos Moura entra para a equipe de Pré-Vendas da Avid Americas

6 nov

Avid, empresa líder no fornecimento de tecnologias baseadas em software e em plataformas que impulsionam a indústria de mídia e entretenimento, anunciou Carlos Eduardo Moura como novo arquiteto de soluções de mídia da equipe de pré-vendas da Avid Americas, atendendo o Brasil e demais países do Cone Sul.

Carlos chega a Avid após mais de 16 anos de experiência em pré-vendas, tendo trabalhado na Grass Valley, e mais recentemente, na SAM (Snell Advanced Media). Suas responsabilidades incluem a preparação e entrega de apresentações sobre produtos e soluções, demonstrações e POCs (Provas de Conceitos). Ele também será responsável por analisar os fluxos de trabalho estabelecidos e desenvolver soluções que resultarão em configurações com hardware, software e serviços da Avid, além de potenciais integrações com produtos de terceiros, com a missão final de fornecer aos clientes da empresa os fluxos de trabalho mais eficientes e dinâmicos possíveis.

Carlos Moura aproveitará sua ampla experiência em fluxos de trabalho de pós-produção e transmissão para responder rapidamente às necessidades dos clientes, propondo os melhores produtos, práticas e soluções para fluxos de trabalho relacionados a ingest, armazenamento, edição, gráficos, playout, arquivamento, gerenciamento de ativos de mídia e distribuição multiplataforma.

“Estamos muito entusiasmados em ter o Carlos no nosso grupo” comentou Ariel Sardiñas, Diretor de Vendas da Avid para a América Latina e Brasil, “sua ampla experiência e histórico comprovado nos permitirão apoiar melhor os nossos parceiros e clientes na região”.

“Como parceira da Avid há mais de 25 anos, a CIS está vibrante por contar com Carlos Moura, um profissional incrivelmente talentoso, como um recurso para a Avid no Brasil. A nossa equipe está entusiasmada com o futuro e confiante de que o impacto positivo de Carlos no mercado será sentido imediatamente”, afirma Matt Silva, Diretor de Desenvolvimento Corporativo da CIS Group.

Lançado Edital de Fluxo Contínuo de Produção para TV

2 nov

A Agência Nacional do Cinema – ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE anunciaram hoje o lançamento do Edital de Fluxo Contínuo de Produção para TV, no valor total de R$ 251 milhões. A seleção dos projetos que receberão investimento do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA será feita com base em critérios de pontuação calculada de forma automática.Poderão ser inscritos projetos de obra seriada de ficção, documentário, animação, variedades e reality-show; e de telefilmes de ficção, documentário e animação, em três Modalidades:

  • Modalidade A: R$ 95 milhões serão destinados a projetos de produção que tenham como proponente produtora brasileira independente;
  • Modalidade B: R$ 106 milhões serão destinados a projetos de produção de produtoras brasileiras independentes que tenham como proponente programadora ou emissora brasileira de TV aberta ou TV por assinatura registrada na ANCINE;
  • Modalidade C: R$ 50 milhões serão destinados a projetos de produção de produtoras brasileiras independentes para programadora ou emissora brasileira de TV aberta ou TV por assinatura do tipo TV pública, estatal, universitária ou comunitária.

Continue lendo