Tag Archives: Blackmagic Design

Oeditor.com | 2009-2016

25 abr

“Criamos e divulgamos conteúdos para entusiastas, estudantes e profissionais do audiovisual”. Gustavo Lopes, Fundador do Oeditor.com

post_oeditor_gustavo

São matérias, vídeos, novidades sobre equipamentos, making of’s, tutoriais de softwares e demais conteúdos compartilhados por profissionais da área.

Criado em 2009, a comunidade tem como público-alvo profissionais que até então não encontravam em um único site ou blog assuntos direcionados especificamente a eles, além de networking direto entre público e marcas. No decorrer dos anos, a comunidade conquistou um número expressivo de seguidores diante de um público bastante segmentado.

Continue lendo

Blackmagic atualiza firmware e anuncia retorno de mini-conversores 3G

9 set

A Blackmagic Design lançou a versão 2.6 do firmware de suas câmeras URSA. As atualizações incluem novas funcionalidades e correções de bugs. Com essa atualização as câmeras começam a suportar Viewfinder e adiciona opção para mostrar entrada de timecode tocando na tela. Clique aqui para baixar a atualização

Captura de Tela 2015-09-03 às 14.33.25

Outra novidade é o relançamento da linha de mini-conversores 3G. Segundo a Blackmagic os conversores estarão no mercado com o preço de US$195 (sem impostos).

01

Os mini-conversores podem converter entre formatos SD e HD e taxas de frames e oferece a tecnologia 3G-SDI, que o torna compatível com todos os equipamentos SD e HD existentes. Os equipamentos ainda oferecem funcionalidades como entradas SDI redundantes, AES e áudio analógico balanceado, possibilidade de atualização via USB e alguns modelos possibilitam a conversão para baixo para trabalhar com HD em equipamentos SD.

Enviado por Zazil Media Group

Blackmagic Design anuncia Fusion 8 para sistemas operacionais Mac OS X, Linux e Windows.

27 ago

Blackmagic Design anunciou hoje (27/08) que a nova versão do Fusion 8, o programa mais avançado do mercado em termos de visual effects e motion graphics está disponível agora para os sistemas operacionais Mac OS X e Linux. Anteriormente o programa só poderia ser executado em Windows, mas a versão 8 é compatível com todos os sistemas operacionais mais populares.

03

01
Em novembro do ano passado, a Blackmagic Design revolucionou a indústria de efeitos especiais com o lançamento do novo Fusion Studio por $ 995 e disponibilizando aos usuários uma versão gratuita para Windows. Anteriormente, o preço da ferramentas era extremamente alto, e com isso poucos usuários tinham acesso a ferramenta.

04

A disponibilidade do Fusion 8 para sistemas operacionais Mac e Linux abrirá uma porta para um número sem precedentes de designers gráficos, editores de vídeo e compositores de animações gráficas. O programa tem sido a ferramenta mais escolhida em Hollywood há mais de 25 anos e tem sido usado em milhares de filmes e projetos de televisão.02

Fusion 8 permite a criação de efeitos especiais mais sofisticados e detalhados com grande velocidade através da interface nodal inovador. Os nós são pequenos ícones que representam diferentes máscaras, filtros e outras funções relacionadas ao processamento da imagem. Estes podem ser ligados em qualquer ordem para criar um número ilimitado de efeitos e estão organizadas como um fluxograma para poupar aos utilizadores a necessidade de encontrar diferentes elementos de uma multiplicidade de camadas sobrepostas. Ao contrário de outras aplicações baseadas em linhas de tempo, o Fusion 8 permite ajustes fáceis a qualquer parte de um projeto, simplesmente clicando em um nó.

05

Graças à ampla variedade de ferramentas integradas, os usuários têm a capacidade de aplicar máscaras de rastrear objetos, usar técnicas rotoscópicas, animar títulos e criar efeitos surpreendentes com partículas em uma área de trabalho tridimensional. Fusion 8 também permite importar modelos 3D e diferentes planos ou cenas ainda totalmente tridimensionais a partir de outros programas como o Maya, o 3ds Max ou Lightwave.

729grantpetty_2012-620x349

Grant Petty – CEO da Blackmagic Design

“Temos trabalhado duro para desenvolver uma versão compatível com o Mac e estamos animados para demonstrar o seu desempenho”, disse Grant Petty, CEO, Blackmagic Design. “Estamos felizes com a quantidade de artistas que poderam usar as ferramentas do Fusion pela primeira vez e gostaria de ver o que eles serão capazes de alcançar. Como DaVinci Resolve, Fusion não irá exigir o pagamento de uma taxa anual ou de assinatura mensal, e nem deverá estar conectado à Internet para ampliar o seu potencial.”

Mais informações www.blackmagicdesign.com

Tradução: Melina R. Frazão – Oeditor.com

Screen Shot 2015-08-27 at 6.53.07 PM

Utilizando a Blackmagic para expandir a Indústria Cinematográfica Brasileira

21 jul

Para um cineasta independente, a filmagem quase sempre vem acompanhada de um custo alto. Principalmente quando se trata de um cineasta Brasileiro, esses custos multiplicam-se em várias vezes. A indústria cinematográfica brasileira ainda está na fase inicial de crescimento, portanto ainda existe uma dificuldade em obter equipamentos profissionais.

IMG_3322

Além do mais, vários equipamentos precisam ser importados do exterior e estão sujeitos a taxas de importação. Não é raro um cineasta brasileiro depender de subsídios governamentais para conseguir os recursos necessários para iniciar um novo projeto, ou até mesmo utilizar o seu próprio dinheiro. Apesar disso, cineastas brasileiros independentes apostam nas novidades tecnológicas para produzir os filmes que movem a indústria.

production1

Rafael Duarte e Taísa Ennes Marques fazem parte desse movimento. Juntos, eles fundaram uma pequena empresa de produção cinematográfica no sul do Brasil, onde mantém uma produção constante de filmes de curta-metragem – sejam independentes ou financiados pelo governo. Os esforços estão valendo a pena.  Depois de receberem o Prêmio ABC de Melhor Fotografia para Curta-metragem, da respeitadíssima Associação Brasileira de Cinematografia, a empresa está encontrando um nicho de mercado promissor. Segundo Rafael, o lançamento da Blackmagic Cinema Camera alavancou sua trajetória.

“A chegada da Blackmagic Cinema Camera ao Brasil virou nosso mundo de ponta cabeça”, ele disse. “De repente, percebemos que seria possível obter resultados de qualidade cinematográfica mesmo com o orçamento limitado.”

Desde então, a produtora integrou a Blackmagic Design tão profundamente em seu fluxo de trabalho que agora a equipe utiliza várias câmeras, inclusive a Blackmagic 4K Production Camera, como também o DaVinci Resolve para a correção de cor.

6

Eles enfrentaram vários obstáculos antes de utilizar Blackmagic. “Taísa e eu nos conhecemos em um período de nossas vidas em que ambos querÍamos fazer filmes, mas não sabíamos por onde começar,” disse Rafael. “O cinema no Brasil, principalmente no sul, é difícil. Não existe uma grande indústria cinematográfica, dependemos muito de subsídios do governo. E quando éramos mais jovens, não sabíamos como lidar com isso. Então, resolvemos unir forças e começamos a fazer filmes com nosso próprio dinheiro.”

A dependência nas câmeras baratas acabou sendo uma experiência frustrante. Independentemente da câmera utilizada, os resultados ficavam aquém de um padrão de qualidade internacional. Modelos mais caros estão fora de cogitação, mas a produtora precisava de uma câmera mais adequada para a visão de Rafael e Taísa. Ao descobrir a Blackmagic, foram inspirados pelo seu potencial cinemático. Juntaram seus recursos para comprar uma Blackmagic Cinema Camera. Ao usá-la pela primeira vez nos cânions do sul do Brasil, foram surpreendidos.

“Apesar de ser uma câmera prática e com preço acessível, a forma como o obturador captura a imagem, a latitude e a quantidade de informação do arquivo DNG realmente valorizam a imagem“, disse Rafael. “O resultado superou nossas expectativas. Mesmo usando apenas a luz do sol e um rebatedor, os resultados ficaram lindos. Nunca me estresso durante as filmagens. Mesmo se estiver com pressa ou com algum problema, basta garantir que a luz esteja no lugar certo e que os claros não estejam estourando, por exemplo, que o resto é possível administrar dentro do Resolve. Sempre fica lindo.”

“Caçando” uma Hiper-realidade e o visual RAW

A Blackmagic Cinema Camera de Rafael e Taísa rapidamente tem se tornado uma peça-chave para seus filmes, programas de televisão, e outros projetos. Esse ano, o projeto-destaque da produtora foi  o filme “Caçador”. Com o orçamento baixíssimo de US$2.000, Caçador dependeu da Blackmagic Cinema Camera para seu visual particular: uma mistura de conto de fadas com Faroeste, inspirado pela figura folclórica do Gaucho. Um pedaço de híper-realidade projetado na tela.

“Nós trabalhamos em locações inóspitas de montanhas e cânions, foi algo mágico,”  disse Rafael. “Geralmente quando se captura algo assim monitorando em uma telinha de LED, parece que você perde um pouco da magia. Mas quando abrimos as imagens no Resolve e começamos a colorização, encontramos várias possibilidades lindas e esotéricas. Foi dificil escolher só uma. O formato RAW DNG da Cinema Camera oferece muita flexibilidade por não ter compressão. Eu sinto como se pudesse fazer qualquer coisa com a imagem.”

A transferência da filmagem para o DaVinci Resolve foi natural, e nele a equipe aperfeiçoou a imagem RAW como se estivessem alterando a própria Mãe Natureza, e não apenas o filme digital. O fluxo de trabalho baseado em nodes (nós) foi mais intuitivo para Rafael que o típico sistema de camadas que a maioria das ferramentas de colorização oferecem; e Rafael pôde transferir a sua visão para a filmagem e trabalhar detalhadamente com a colorização.

Por exemplo, uma das cenas mostra a paisagem de grama sob o pôr do sol. No início, Rafael pensou que ao tentar preservar o céu, poderia perder detalhes da grama nas sombras (o firmware da Cinema Camera não suportava a visualização de histogramas na época). Porém, acabou descobrindo que era só uma questão de ajuste nas curvas de cores.  Sem isso, seria impossível otimizar a exposição da imagem. Outra cena, uma imagem noturna do caçador fumando e bebendo na varanda, era pra ser filmada durante o dia, mas faltou tempo.  Foi possível filmar a cena porque Rafael havia trazido consigo uma lâmpada halógena de 1000 watts, apenas por precaução. No entanto, a lâmpada emitia um tom alaranjado na imagem que jamais seria convincente para cenas noturnas.  Após o upload no Resolve, ele trabalhou com o balanço de brancos do RAW para criar um efeito realístico de luar.

production4

“Já me perguntaram se eu tive uma equipe grande trabalharam naquela cena, mas a realidade é que foram só cinco pessoas,” ele disse.  “Foi tudo filmado no estilo de cinema guerrilha. Tirando essa cena em particular, a maior parte do meu trabalho como diretor de fotografia do Caçador era conciliar as tomadas com o horário certo do dia para garantir a melhor iluminação natural para cada cena. A regra era que não podíamos filmar entre as 11h e 13h, quando o sol estava a pino.”

Apesar do baixo orçamento, o filme independente foi bem sucedido: receberam um dos prêmios mais respeitados do mundo cinematográfico brasileiro, o Prêmio ABC de Cinematografia de Melhor Direção de Fotografia para Curta-Metragem. A cerimônia foi prestigiada também por outros homenageados, como Lula Carvalho (Tropa de Elite, Robocop, e As Tartarugas Ninja), que ganhou o Prêmio Melhor Direção de Fotografia no evento.abctrophy

“Fomos para a cerimônia sem pensar que podíamos ganhar. Era como se estivéssemos em uma festa com vários famosos,” disse o Rafael. “Ficamos tipo, ‘Poxa, o que estamos fazendo aqui?’ A Blackmagic Cinema Camera foi um salto tecnológico tão grande em relação às cameras que usávamos antigamente que às vezes ate me sinto como se estivesse trapaceando. Como se não fosse eu, mas a camera que fez todo o trabalho duro. Ela é perfeita!”

production5

Avançando na cena cinematográfica Brasileira com confiança

“A Blackmagic nos dá a confiança que precisamos para competir com produções maiores,  ou quando participamos de festivais de cinema e premiações grandes como a ABC,” diz Rafael. “Às vezes aqui no Brasil ficamos com um pouco de receio e achamos que não temos o orçamento para produzir imagens como em Hollywood, mas isso não é verdade. Se você tiver apenas o sol e uma câmera da Blackmagic, o resultado irá superar suas expectativas.”

DaVinci Resolve 12 será tambem um poderoso programa de edição | Blackmagic Design

9 jun

Há muito se falava que o DaVinci Resolve se poderia transformar em um programa de edição e Blackmagic confirmou isso durante a NAB Show.Resolve12DeliverA espera foi longa mas a Blackmagic queria ter certeza que teria um programa de edição tão ou mais potente que os concorrentes. Teremos de aguardar ate julho para podermos conferir.

Agora vai ser possível editar timelines com outro software de edição e as configurações, Plug-ins e edições são preservadas. Por exemplo, quando se importa um XML do Premiere ou Final Cut Pro X, o DaVinci Resolve 12 pode importar clips multi-cam e preservar todos os ângulos de câmara originais.

Resolve12ColorPage

O DaVinci Resolve 12 chega com uma interface nova que inclui 80 novos recursos.
Entre as características de edição destaco:

– Multi-câmara com diversos ajustes entre eles por onda de audio igual ao que temos usando o Pluraleyes
– 3D tracking
– Timelines aninhados
– Ckroma key
– Filtragem de Metadados
– Controles de reprodução (teclas)JKL foram aprimorados com menor latência e com reprodução em câmera lenta
– Transições customizáveis com o editor de curvas
– Novo processador de áudio profissional com suporte para plugins VST/AU
– Ajustes de audio e exportação para Pro Tools
– Mixagem de audio em tempo real com movimentos de fader graváveis
– Textos

Veja o que ha de novo na parte de edição da versão 12:

 

Fonte e Texto: FilmMaker

Davinci Resolve | Blackmagic Design

6 abr

O cinema nasceu preto e branco mas em 1901 ganhou cores. Duas foram as principais tendências nas pesquisas do cinema colorido: a colorização posterior às filmagens e a captação das “cores naturais” durante as filmagens. A princípio, elas causavam deslumbre e foram usadas à exaustão. A colorização nasceu da necessidade de corrigir “imperfeições” da captação, incluindo white balance, erros de exposição, condições variáveis de luz.

davinci

Não demorou muito tempo para que produtores e admiradores da sétima arte entenderem que, além da antiga limitação técnica, a ausência ou presença de cores alterava a narrativa de um filme, incorporando-se à linguagem tanto quanto a fotografia, o figurino ou a arte.

Desde então, com objetivos técnicos e artísticos, a correção ou gradação de cores faz parte das escolhas de um diretor para contar uma história.

Um exemplo das motivações artísticas são dois filmes do mesmo diretor, cujas cores são totalmente distintas, como o alaranjado Abril Despedaçado (2001) e o acinzentado Diários de Motocicleta (2004), de Walter Salles.

systems

Outra evidência é que, mesmo com a tecnologia a cores estando disponível a um custo baixo, ainda hoje se fazem filmes em preto e branco, como O Artista (2011), de Michel Hazanavicius e Blacanieves (2012), de Pablo Berger.

Hoje em dia a colorização como técnica de linguagem evolui das telas do cinema para a televisão e hoje está presente em seriados, novelas e documentários.

Por definição “Color Grading” é o processo de alterar ou realçar as cores de um filme (em película) ou de uma imagem digital. Este processo pode ser eletrônico, fotoquímico ou digital. O processo fotoquímico é em geral, realizado em um laboratório fotográfico. Atualmente, a correção de cor tanto para cinema, quanto para TV é feita quase totalmente de maneira digital.

hero

Se você ainda não está convencido da importância da colorização, pense que fazer ajustes e efeitos de colorização na pós-produção pode diminuir muito o tempo de filmagem e por consequência diminuir os custos de produção. Algumas situações de luz e cor são demasiado complexas no mundo real, e seria muito caro e demorado realizá-las num set de gravação.

Quase todos os sistemas atuais de correção de cor digital são baseados em poderosos computadores, com grande poder de processamento e armazenagem de dados, aliados a softwares complexos, monitores de vídeo com calibração ajustável e dispositivos de controle e entrada de dados.

No Brasil a colorização é abordada nos cursos de audiovisual como parte das outras disciplinas de “finalização”, por isso, a especialização na área acaba acontecendo no mercado de trabalho.

davinci-hero

Uma opção é fazer cursos do software Davinci Resolve, da Blackmagic Design, faça download da versão free do software clicando aqui. O DaVinci‬ Resolve combina a mais avançada correção de cores com edição profissional mutitrack e com ele, você pode editar, corrigir cores, finalizar e entregar o material final, tudo num único software.

Screen Shot 2014-11-14 at 17.08.00

Sobre a Blackmagic Design

Fundada em 1984, a Blackmagic Design, especializada em fabricar equipamentos para broadcast e produção de vídeo, é líder mundial em tecnologia e inovação no mercado. A Blackmagic Design possui uma longa história em edição de pós-produção e engenharia com uma extensiva experiência no mercado cinematográfico.

Conhecida por sua paixão pela perfeição, a empresa mudou a indústria com seus famosos codecs e qualidade high-end, acessível para edições em estações de trabalho construídas em cima de hardware e software da empresa.

A fabricante, ao longo dos anos, assimilou empresas como a Da Vinci Systems, que ganhou o Emmy Awards por seu equipamento de coloração e restauração de filmes; a Echolab, fabricante de vision mixers; a Teranex, que fabricava hardware de processamento de vídeo e a Cintel, que produzia equipamentos profissionais de pós-produção para transcrever filmes em formato de vídeo ou dados.

BMD_logo

Blackmagic Design oferece download gratuito do Fusion 7

17 jan

Blackmagic Design está oferecendo o  Fusion 7 gratuitamente, software de solução para Visual Effects avançado e Motion Graphics.
Screen Shot 2015-01-06 at 11.02.27 AM

Fusion 7 para Windows pode ser baixado do site da Blackmagic Design.

Screen Shot 2015-01-06 at 11.02.43 AM

 

Também foi anunciado um pacote completo de soluções de VFX e Motion Graphics com ferramentas de colaboração e rede ilimitada de renderização de equipes criativas e instalações maiores. Fusion 7 Studio reduz drasticamente o custo da criação de estúdios multi-usuário.

Screen Shot 2015-01-06 at 10.59.19 AM

O Fusion 7 gratuito não é limitado em recursos. Ele conta com um grande pacote de efeitos visuais e motion graphics e com um conjunto de ferramentas que pode ser usado tanto para o trabalho pessoal quanto o comercial.

BMD_logo

Ursa da Blackmagic grava a 80 fps

24 nov

Blackmagic Design lançou a Câmera 1.9.9, uma atualização que inclui funções inovadoras para a câmera cinematográfica digital Ursa, fabricada pela companhia. Esta nova versão se desenvolveu com colaboração de cineastas que atuam em todo mundo e utilizam este modelo para realizar produções de destaque.

Screen Shot 2014-11-24 at 19.15.52

Dentre as funcionalidades mais avançadas se destaca o novo menu que permite selecionar diferentes frequências de imagem com uma opção de velocidade maior para os modelos Ursa. Isso é o mesmo que dizer que se aumenta o ritmo de filmagem a 80 fotogramas por segundo, o que melhora a captura de imagens em câmera lenta e a fluidez das tomadas.

A configuração da frequência de imagem na câmera Ursa se modificou, de forma que o ajuste selecionado para gravação não está limitado pela velocidade de reprodução. Como resultado, os usuários podem escolher a velocidade de fotogramas que será realizada no projeto – por exemplo, 24 fps para a rodagem de um longa metragem -, e estabelece de forma independente a frequência da imagem para gravação com opções de 5 até 80 fps.

A vantagem esta função é que podem ser captadas tomadas em câmera lenta ou rápida, uma vez que todos os arquivos gravados se ajustam à frequência de imagem para vídeo, e pode se apreciar a velocidade do movimento ao se ver os conteúdos. Deste modo, é possível reproduzir clipes desde a câmera projetando o mesmo aspecto que se obteria na linha do tempo de um programa de edição profissional.

Ao se filmar altas frequências para longas metragens ou anúncios televisivos, onde a qualidade da imagem é crucial, esta atualização oferece um novo formato RAW CinemaDNG de 12 bits comprimido em uma relação de 3:1. Esta nova prestação permite gravar arquivos RAW que ocupam um terço do espaço que requerem os arquivos do mesmo tipo sem compressão, trazendo, deste modo, o dobro da capacidade de armazenamento em um cartão CFast de igual tamanho.

O formato RAW com compressão 3:1 admite a captura de um maior número de fotogramas por segundo em cartões CFast aproveitando todas as vantagens deste tipo de arquivos que permitem acessar à máxima qualidade das imagens captadas pelo sensor da câmera ao processá-las em programas de edição tais como DaVinci Resolve.

BMD_logo

Screen Shot 2014-10-04 at 09.46.57

Fonte: Panorama Audiovisual

Oeditor Office | Blackmagic UltraStudio SDI

15 nov

Conheça a Blackmagic UltraStudio SDI, uma super placa de captura da Blackmagic Design.
Assista:
https://www.youtube.com/watch?v=-hdc3sXJ16w&feature=youtu.be

UltraStudio SDI da Blackmagic Design é um dispositivo USB 3.0 de captura HD-SDI compatível com Windows/Mac.

Captura de Tela 2014-11-15 às 10.21.04

O belo e compacto dispositivo usinado em alumínio recebe alimentação por meio de uma conexão USB 3.0. O UltraStudio SDI inclui todos os softwares e drives de captura/reprodução necessários, o que faz com que a instalação seja moleza.

O dispositivo captura vídeos 4:2:2 YUV sem compressão de 10 bits de qualquer deck, roteador de transmissão ou câmera de vídeo com saída SDI e os reproduz para monitores SDI com qualidade de transmissão. A conexão USB é compatível com velozes taxas de dados de até 4.8 Gb/s, rápidas o bastante para efetuar uma conexão direta de alta velocidade com o processamento de efeitos em tempo real de seu software de edição de vídeo.

O UltraStudio SDI também possui uma saída HDMI 1.4 para monitoramento por meio de uma televisão, monitor de computador ou projetor com HDMI. O controle de deck RS-422 está incluso, para controle de HDCAM SR, Betacam Digital, HDCAM, D5, DVCPRO HD e outros VTRs. Para genlock, o dispositivo aceita um sinal de referência blackburst e de sincronismo de 3 níveis.

Captura de Tela 2014-11-15 às 10.41.27

Todos os arquivos do UltraStudio SDI são de formato aberto padrão AVI, DPX e QuickTime para que você possa editar com praticamente qualquer software, incluindo Sony Vegas, The Foundry’s Nuke, eyeon Fusion, Digidesign Pro Tools e Adobe Premiere Pro, Photoshop e After Effects. Embora ele seja um dispositivo baseado em Windows, o UltraStudio é qualificado pela Apple para compatibilidade com o Final Cut Pro; portanto, você pode capturar em lote de decks e reproduzir linhas do tempo FCP com efeitos em tempo real RT Extreme. Outros recursos do Final Cut Pro suportados incluem renderização de 10 bits, áudio de 16 canais, controle de deck e suporte para JPEG, DV, DVCPRO, DVCPRO HD e vídeos sem compressão de 8 e 10 bits.

Conexões de alta qualidade
O UltraStudio SDI inclui as conexões SDI da mais alta qualidade e de baixo “jitter”, que alternam instantaneamente entre todos os formatos de vídeo SD e HD. Conecte-o com decks como Digital Betacam, HDCAM, HDCAM-SR, Panasonic D5, DVCPRO HD, Sony PMW-F3 e outros. O UltraStudio SDI inclui saída HDMI 1.4; portanto, você pode utilizar qualquer televisão como um monitor de transmissão, reduzindo sensivelmente o custo total de sistemas de edição. A saída HDMI até permite que você conecte-o a projetores de vídeo para um ambiente de sala de exibição no estilo cinema. O UltraStudio SDI inclui controle de deck, genlock e total alimentação via USB 3.0.
Vídeo de incrível qualidade
Com o UltraStudio SDI, você tem captura e reprodução de vídeo com e sem compressão na mais alta qualidade de 4:2:2 YUV de 10 bits. Apenas o vídeo sem compressão captura cada parte de todos os pixels na conexão de vídeo SDI, para uma imagem exatamente de captura e reprodução. Essa é a mais alta qualidade possível da especificação SDI.
USB 3.0
Para um design preparado para o futuro, o UltraStudio SDI possui USB 3.0 integrado, para uma conexão de alta velocidade de 4.8 Gb/s que é até 10 vezes mais rápida que USB 2.0 ou FireWire. O USB 3.0 é integrado nos computadores mais recentes e é mais de 3 vezes mais rápido que vídeos HD. Isso significa que você tem uma conexão direta de alta velocidade com o processamento de efeitos em tempo real de seu software de edição. Você não precisará desperdiçar tempo de CPU comprimindo vídeos simplesmente para reproduzi-los, o que dá a você mais efeitos HD em tempo real do que produtos sem tal conexão de alta velocidade. Diferentemente dos mais antigos USB 2.0 e FireWire, você não está restrito a um único formato de vídeo comprimido e de renderização lenta. Escolha formatos de vídeo com ou sem compressão com base no que você está fazendo.
Ampla Compatibilidade
A BlackMagic Design é a maior fabricante de placas de captura do mundo; portanto, você tem a mais ampla compatibilidade com software de terceiros. Utilize software DirectShow e QuickTime e edite em seu software NLE favorito, como o Adobe Premiere Pro e o Sony Vegas. Para o design de composição e transmissão, o UltraStudio SDI é compatível com After Effects, Nuke, Fusion e Photoshop. Engenheiros de áudio vão adorar utilizar o UltraStudio SDI com o Avid Pro Tools e o Steinberg Nuendo. Todos os arquivos UltraStudio SDI são de formato aberto padrão AVI, DPX e QuickTime, sendo, portanto, compatíveis com qualquer software. O UltraStudio SDI inclui até um SDK de desenvolvedor, para que você possa desenvolver suas próprias soluções personalizadas.
Inclui software, drivers e plug-ins
O UltraStudio SDI inclui tudo que você precisa para design de edição, pintura ou transmissão. Há um conjunto completo de drivers para captura e reprodução com efeitos em tempo real no Premiere Pro. Há, também, um conjunto de utilitários da Blackmagic: Disk Speed Test, LiveKey, e o codec de software Blackmagic. Também incluso está o software Media Express para captura e saída em lote para fita com controle de deck com precisão de quadros utilizando arquivos AVI, QuickTime e DPX. O Media Express permite que você utilize praticamente qualquer software para trabalho com vídeos. O Adobe Photoshop é o padrão internacional para design de pintura e imagem, e o UltraStudio SDI inclui plug-ins para Photoshop que permitem que você capture quadros da entrada de vídeo ou envie quadros para a saída de vídeo – diretamente de dentro do próprio Photoshop. O UltraStudio SDI também é compatível com visualização RAM em tempo real no Adobe After Effects.

Captura de Tela 2014-11-15 às 10.22.49

Utilitários Blackmagic
O LiveKey permite que você insira logos e outros gráficos em tempo real utilizando saídas SDI transformando o UltraStudio SDI em uma placa keyer de definição padrão. O Disk Speed Test verifica seu array de disco e dá a você um teste de velocidade de fácil compreensão com os resultados em quadros de vídeo por segundo. O mundialmente famoso Codec Blackmagic permite a mais alta qualidade de renderização em intensidade e, diferentemente de outros produtos, somente o Codec Blackmagic possui filtragem de cores 4:2:2 de suavização correta, de forma que gráficos RGB sejam convertidos em espaço de vídeo 4:2:2 YUV correto sem problemas de “aliasing”.

Conheça mais acesse:
www.blackmagicdesign.com

BMD_logo

Entenda o que faz o profissional da colorização | Blackmagic Design

14 nov

O cinema nasceu preto e branco mas em 1901 ganhou cores. Duas foram as principais tendências nas pesquisas do cinema colorido: a colorização posterior às filmagens e a captação das “cores naturais” durante as filmagens. A princípio, elas causavam deslumbre e foram usadas à exaustão. A colorização nasceu da necessidade de corrigir “imperfeições” da captação, incluindo white balance, erros de exposição, condições variáveis de luz.

Não demorou muito tempo para que produtores e admiradores da sétima arte entenderem que, além da antiga limitação técnica, a ausência ou presença de cores alterava a narrativa de um filme, incorporando-se à linguagem tanto quanto a fotografia, o figurino ou a arte.

Desde então, com objetivos técnicos e artísticos, a correção ou gradação de cores faz parte das escolhas de um diretor para contar uma história.

Um exemplo das motivações artísticas são dois filmes do mesmo diretor, cujas cores são totalmente distintas, como o alaranjado Abril Despedaçado (2001) e o acinzentado Diários de Motocicleta (2004), de Walter Salles.

systems

Outra evidência é que, mesmo com a tecnologia a cores estando disponível a um custo baixo, ainda hoje se fazem filmes em preto e branco, como O Artista (2011), de Michel Hazanavicius e Blacanieves (2012), de Pablo Berger.

Hoje em dia a colorização como técnica de linguagem evolui das telas do cinema para a televisão e hoje está presente em seriados, novelas e documentários. Vale lembrar a recente produção da Rede Globo, a mini-novela O Rebu, que destacava a melancolia dos personagens com uma cor predominantemente azul.

Por definição “Color Grading” é o processo de alterar ou realçar as cores de um filme (em película) ou de uma imagem digital. Este processo pode ser eletrônico, fotoquímico ou digital. O processo fotoquímico é em geral, realizado em um laboratório fotográfico. Atualmente, a correção de cor tanto para cinema, quanto para TV é feita quase totalmente de maneira digital.

hero

Se você ainda não está convencido da importância da colorização, pense que fazer ajustes e efeitos de colorização na pós-produção pode diminuir muito o tempo de filmagem e por consequência diminuir os custos de produção. Algumas situações de luz e cor são demasiado complexas no mundo real, e seria muito caro e demorado realizá-las num set de gravação.

Quase todos os sistemas atuais de correção de cor digital são baseados em poderosos computadores, com grande poder de processamento e armazenagem de dados, aliados a softwares complexos, monitores de vídeo com calibração ajustável e dispositivos de controle e entrada de dados.

No Brasil a colorização é abordada nos cursos de audiovisual como parte das outras disciplinas de “finalização”, por isso, a especialização na área acaba acontecendo no mercado de trabalho.

davinci-hero

Bruno Fraga, da Guaiamum Videos, conta que uma opção é fazer cursos do software como o Davinci Resolve, da Blackmagic Design, faça download da versão free do software clicando aqui.

Outra dica é a leitura de dois livros que tratam dos fundamentos da correção de cor e color grading: The Color CorrectionHandbook: Professional Techniques for Videoand Cinema, do Alexis Van Hurkman e The ArtandTechniqueof Digital Color Correction, do Steve Hullfish.

Screen Shot 2014-11-14 at 17.08.00

Esses livros não são específicos para nenhum programa. Paralelamente é fundamental tornar-se um observador crítico de como as cores fazem parte da narrativa no audiovisual.

Fonte: Redação TelaBr

BMD_logo

Funsion 7 (Free) | Blackmagic Design

10 nov

 

Screen Shot 2014-11-10 at 20.07.52

O mais avançado software de motion graphics do mundo está disponível gratuitamente no site da Blackmagic Design.

hero-training

Fusion 7 não exige taxas de manutenção anuais, assinaturas ou uma conexão com a nuvem.

A versão para Windows está disponível para download a partir de agora no site da Blackmagic Design gratuitamente.

features

Screen Shot 2014-11-10 at 20.07.38

BMD_logo

Oeditor Office | Blackmagic Intensity Shuttle

8 nov

No primeiro Oeditor Office conheça a Blackmagic Intensity Shuttle, uma super placa de captura da Blackmagic Design.
Assista:

A placa Blackmagic Intensity Shuttle é um dispositivo de reprodução/captura de Vídeo HD/SD de 10 bits que suporta USB 3.0 e permite que você capture Vídeo analógico ou HDMI de 10 bits diretamente de uma câmera para o seu Computador para edição profissional ou simples reprodução.

Com um design limpo e compacto, a Intensity Shuttle é portátil e fácil de configurar. Como as conexões de entrada e saída estão em lados diferentes, você pode simplesmente conectar a unidade em linha com a sua configuração de cabo existente.

01

Incrível qualidade de captura HDMI e reprodução!
Permite a captura e reprodução em HDMI e vídeo componente analógica em SD e HD.
intensity

Conexões
Entrada de Vídeo digital: 1 entrada HDMI.
Saída de Vídeo digital: 1 saída HDMI
Formatos HDMI suportados: 525 NTSC, 625 PAL, 720HD e 1080HD selecionáveis
Entrada de áudio HDMI: 8 canais
Saída de áudio HDMI: 8 canais
Entrada de Vídeo analógico: Vídeo componente, NTSC, PAL ou S-Video
Saída de Vídeo analógico: Vídeo componente, NTSC, PAL ou S-Video
Entrada de áudio analógico: áudio HiFi RCA de 2 canais em 24 bits
Saída de áudio analógico: áudio HiFi RCA de 2 canais em 24 bits
Suporta duas taxas: HDMI e Vídeo componente analógico – há troca entre alta definição e definição padrão
Controle de dispositivo: não possui. FireWire pode ser usado para controlar algumas câmeras
Interface de Computador: USB 3.0

Conheça mais acesse:
www.blackmagicdesign.com

BMD_logo

O2 Filmes Produz “Lili, a Ex”, da TV Globo, utilizando a Pocket Cinema Camera e o DaVinci Resolve

27 out

A Blackmagic Design anunciou que a O2 Filmes está utilizando várias Pocket Cinema Cameras como câmeras principais nas gravações da nova comédia de sucesso da TV Globo, “Lili, a Ex”. A carga do conteúdo no set foi feita pela White Gorilla e toda a correção de cor do programa é realizada com o DaVinci Resolve pela O2 Pós.

S1LE-Elenco

O programa “Lili, a Ex” baseia-se nas populares tiras de quadrinhos de Caco Galhardo, contando a história de Lili, cujo propósito na vida é o de atormentar seu ex-marido Reginaldo. A O2 Filmes e a O2 Pós são responsáveis pela produção e pós-produção do programa, exibido na América do Sul como parte da programação do canal por assinatura GNT, da TV Globo.

Em “Lili, a Ex”, a O2 se defrontou com a necessidade de produzir uma programação da mais alta qualidade e criar um programa que capturasse o visual único que tornou a tira de quadrinhos tão popular. Cada um dos 13 episódios da temporada tinha apenas quatro semanas para ser filmado e finalizado, além disso, os episódios foram gravados no formato CinemaDNG RAW, para manter o visual cinematográfico do Super 16 durante todo o programa. Para a O2, a Pocket Cinema Camera se encaixou perfeitamente em seu workflow, permitindo a gravação em CinemaDNG RAW e capturar o visual Super 16 desejado para o programa utilizando o mesmo equipamento.

mft-lens-mount

“É realmente incrível. As pessoas não fazem ideia que utilizamos esta pequena câmera nesta grande produção e não tem absolutamente nada a ver com o orçamento”, comenta Paulo Barcellos, diretor do departamento de pós-produção da O2. “Você pode ver uma enorme diferença entre o que foi filmado e o que conseguimos obter na pós-produção com os recursos RAW da Pocket Cinema Camera. O antes e o depois é realmente impressionante. Esse é o futuro!”

“Uma das principais razões para optarmos pela Blackmagic Pocket Cinema Camera foi o seu tamanho e sua capacidade de filmar no formato CinemaDNG RAW”, diz Paulo. “Tínhamos muitos planos curtos para trabalhar e precisávamos conseguir movimentos rápidos da câmera. Aliado ao fato que precisávamos capturar o visual do Super 16, a Pocket Cinema Camera foi a única que se encaixou no perfil”.

bmcc_pocket3

A O2 Filmes conseguiu filmar toda a série de TV e decodificá-la em tempo real utilizando o DaVinci Resolve no set, graças ao laboratório digital White Gorilla. Empregando os sistemas e softwares da White Gorilla, ela carregou todo o conteúdo e o transferiu para o Resolve, para gerar os dailies em tempo real no set e, então, transcodificar e sincronizar o áudio. Após, os arquivos foram enviados para o servidor principal da O2 Pós, onde editores e coloristas DaVinci Resolve começaram a trabalhar imediatamente e a correção de cor foi finalizada.

“Utilizamos o Resolve como ferramenta de correção de cor em 100% dos trabalhos da O2. Comerciais, séries de TV, longas-metragens, todos. E não utilizamos o Resolve apenas para correção de cor, mas para conformação, também”, relata Paulo sobre a paixão da O2 pelo DaVinci Resolve.

Para “Lili, a Ex”, a O2 utiliza o novo DaVinci Resolve 11. As novas ferramentas no set permitem à O2 copiar e salvar com segurança os arquivos de câmeras digitais, copiando unidades de mídia, cartões de memória e pacotes de câmeras para múltiplos destinos simultâneos.

“Assim que recebemos beta público do DaVinci Resolve 11, começamos a utilizá-lo imediatamente. Usando-o no set, conseguimos enviar os arquivos de correção de cor do set para a correção de cor imediata e colaborativa na O2 Pós”, comenta Paulo. “Utilizamos muitos dos recursos de rastreamento do Resolve. Uma cena em particular possui algo em torno de 12 nodes e adoramos poder trabalhar com nodes ilimitados em qualquer cena. Também utilizamos muitas máscaras, para que realmente possamos reformatar todo o visual de uma cena, bem como a iluminação. Isso é muito importante”.

“Lili, a Ex” começou a ser exibido na rede brasileira GNT em 24 de Setembro de 2014.

BMD_logo

Sobre a Blackmagic Design 
A Blackmagic Design cria os melhores produtos do mundo para edição de vídeo, câmeras para filmagem digital, corretores de cor, conversores de vídeo, monitoramento de vídeo, roteadores, comutadores de produção ao vivo, gravadores de disco, monitores de forma de onda e scanners de filme em tempo real para as indústrias de longas-metragens, pós-produção e transmissão televisiva. As placas de captura DeckLink da Blackmagic Design introduziram uma revolução de qualidade e acessibilidade na pós-produção, enquanto que seus produtos de correção de cor DaVinci, premiados com o Emmy™, dominam a indústria do cinema e da televisão desde 1984.

A Blackmagic Design continua oferecendo inovações revolucionárias, incluindo os produtos 6G-SDI e 12G-SDI e os workflows estereoscópicos em 3D e Ultra HD. Fundada por líderes mundiais na engenharia e edição de pós-produção, a Blackmagic Design possui escritórios nos Estados Unidos, Reino Unido, Japão, Singapura e Austrália.

Para mais informações, visite www.blackmagicdesign.com.

Blackmagic Design | Novidades

6 out

Texto: Paulo M. de Andrade

A Blackmagic Design é realmente incansável. Além de não parar de aprimorar seus produtos e anunciar novidades durante o ano todo, a empresa liderada por Grant Petty aproveitou a IBC 2014 para consolidar ainda mais sua posição de líder de inovações.

Blackmagic_IBC2014_Banner-700x352

A lista de novidades não é nem um pouco desprezível:

• Blackmagic adquire eyeon Software
• DaVinci Resolve 11.1
• Blackmagic Production Camera PL e Cinema Camera PL
• Blackmagic MultiView 16
• SmartView 4K
• Smat Videohub 40×40
• DeckLink 4K Extreme 12G
• Mini Conversores com 6G-SDI e Ultra HD
• Mini Conversor SDI para Analógico 4K
• Mini Conversor de Analógico para SDI 4K
• Mini Converter Heavy Duty SDI para HDMI 4K
• Mini Converter Heavy Duty HDMI para SDI 4K
• Mini Converter Heavy Duty SDI para Analógico 4K
• Novo software para Blackmagic Videohub

Fusion

Para quem não sabe, a eyeon Software é responsável pelo Fusion, um programa fantástico de composição e efeitos especiais que já conta com muitos anos de estrada. Foi um dos pioneiros no uso de nodes, o mesmo sistema usado pelo DaVinci Resolve e o Nuke, seu principal concorrente. O Fusion tem sido usado em mais de 1000 filmes de Hollywood, incluindo alguns dos filmes de grande sucesso mais recentes, com algumas das cenas de efeitos das mais complexas.

Fusion

É uma ferramenta incrível e é praticamente um segredo interno de Hollywood para fazer algumas dessas grandes tomadas de efeitos. Essa aquisição tem sido bastante emocionante para a Blackmagic, semelhante à do DaVinci, pois agora a empresa conta com uma segunda ferramenta de software poderosa com notável poder criativo.

O pessoal da eyeon também está animado pois a Blackmagic promete trazer para o programa a ampla visibilidade e suporte que ele merece. O Fusion é quase que uma ferramenta “cult” no momento. Mas seus usuários são do mais alto nível e são bastante solicitados. Se você não conhece bem o Fusion, vale a pena visitar o site do eyeon. Lá você vai encontrar alguns vídeos mostrando o que ele pode fazer.

Como todo programa do tipo, de alto nível, ele vem com excelentes ferramentas de composição, tracking, correção de cor, partículas, keying, rotoscopia e pintura. E o ambiente funciona todo em 3D.

Resta saber se a Blackmagic irá incorporar algumas das tecnologias do Fusion no DaVinici Resolve, ou se criará um elo forte entre os dois programas. Mas um outro possível resultado interessante dessa compra é que o Fusion só rodava em Windows. Agora, no site da eyeon, pode-se ver uma versão do programa rodando no Mac OS X. É provável que a Blackmagic, que favorece diversas plataformas, traga o programa também para o Mac.

Screen Shot 2014-10-06 at 10.44.37 AMFonte: Videoguru

O2 Filmes | DaVinci Blackmagic Design

30 set

O grupo de profissionais de pós-produção da Produtora O2 Filmes passou a utilizar o novo corretor de cor DaVinci Blackmagic Design e participou de um curso de aprimoramento e capacitação na produtora em 2014.
01-da-vinci-19-03
Com aulas diárias de 4 horas de duração, o grupo conheceu as várias possibilidades oferecidas pelo Software de última geração.
02-da-vinci-19-03
O supervisor de efeitos Carlo Vecchi, que agora também está responsável pelo departamento de cor, implementou um novo workflow para a otimização do processo de correção de cor.
Screen Shot 2014-09-30 at 12.18.16 PM

IBC 2014 | Blackmagic Design compra Eyeon

16 set

Durante a IBC 2014, a Blackmagic anunciou a compra da Eyeon Software, desenvolvedora do popular software Fusion, utilizado em numerosos estúdios de pós-produção em tarefas avançadas de composição. Fusion 7.0 é uma das ferramentas mais populares para a composição de efeitos especiais de gráficos móveis em Hollywood e foi utilizado em uma grande quantidade de longas-metragens e projetos televisivos. Foi a aplicação empregada em filmes recentes como Malévola, No Limite do Amanhã, Sin City 2, The Amazing Spider-Man 2, Gravidade.
01thumb-blackmagic-compra-eyeon-e-amplia-seu-portfolio-15-9-2014-8-8-21-425
Esta nova versão combina em somente uma aplicação das melhores funções para a criação de elementos gráficos móveis e a composição de efeitos visuais de qualidade superior. Além das ferramentas avançadas para realizar composições digitais, inclui funções integrais para o retoque de imagens, técnicas de rotoscopia, superposição de diferentes faces de vídeo, inserção de fundos e criação de títulos, assim como um surpreendente sistema gerador de partículas.
blackmagic-compra-eyeon-e-amplia-seu-portfolio-15-9-2014-8-8-35-803
O programa traz a possibilidade de importar estruturas geométricas de outras aplicações ou criar novos elementos próprios, tais como textos e partículas. Também é possível realizar a composição dos elementos visuais e transmiti-los com rapidez mediante o motor de renderização acelearda por GPU que oferece Fusion. Por outro lado, várias renderizações podem ser combinadas em um projeto para processar aspectos da mesma cena. Fusion 7.0 não somente conta com as funções comuns para composição de imagens, mas também traz um conjunto completo de ferramentas para desenhar objetos e elementos em 3D capazes de manipular milhões de polígonos de sombreados complexos.
Fotos: Luis Otavio C. Correa
Screen Shot 2014-09-16 at 2.13.42 PM

Screen Shot 2014-09-16 at 2.13.53 PM

Screen Shot 2014-09-16 at 2.14.56 PM

Fotos: Luis Otavio C. Correa

Blackmagic Design | Anuncia novo disco de formatação atualizado para Blackmagic Production Camera 4K

11 set

Blackmagic Design anunciou hoje a disponibilidade da atualização 1.9.5 do software que inclui painel de menus em tela e formatação de disco de alto desempenho para a Blackmagic Production Camera 4K.
blackmagic-production-camera-4k
Atualização gratuita para a Câmera 1.9.5 está disponível agora na site da Blackmagic Design.

O novo recurso de formatação de disco permite que nossos clientes formatem SSDs na câmera para que não tenham que usar o computador para preparar discos para gravação. Essa nova opção é única pois, não como computadores que formatam discos para uso de armazenamento geral, a Blackmagic Production Camera 4K pode formatar discos otimizados para uso de video de alto desempenho.
4KProductionCamera
Isso também significa que quando os novos discos forem lançados no futuro, software novo poderá ser lançado para tomar vantagem dos recursos únicos dos discos de alto desempenho quando estiverem gravando imagens RAW 4K de alta taxa de dados.

Confira no site a versão original
Tradução: Hae Ji Cho – Zazil Media Group

Blackmagic Design | URSA 4K

10 set

A nova Blackmagic URSA foi concebida para revolucionar o fluxo de trabalho em cinema digital, contando com um sensor atualizável pelo usuário e bocais de lentes intercambiáveis. A câmera também vem com um monitor dobrável de 10 polegadas – o primeiro do tipo em qualquer câmera. O formato lembra muito o da ARRI Alexa e atende o desejo de milhares de usuários que preferem uma câmera mais parruda a uma câmera menor.

Projetada para lidar com a ergonomia de grandes equipes de filmagem, bem como o uso individual, a URSA vem com um sensor 4K atualizável de Super 35mm, com obturador global, e gravadores duplos internos em RAW e Apple ProRes que utilizam cartões CFlash.

Como o sensor e os bocais de lente podem ser facilmente alterados, o usuário pode escolher bocais EF, PL, ou até mesmo um sensor de transmissão de vídeo com lentes broadcast do formato B4. Desta maneira, o fabricante também deixa aberta a possibilidade de upgrades futuros para sensores mais modernos, prolongando a vida útil da câmera.

A Blackmagic URSA foi projetada justamente para competir no mercado de produção cinematográfica de alto nível, como longa metragens, comerciais, produção de séries para televisão, documentários, captação eletrônica de notícias, e vídeos musicais. A câmera vem com monitor de forma de onda e vetorscópio embutidos, além de medidores de nível de áudio. E seu formato se adapta a todos os acessórios profissionais sem a necessidade de cangalhas complicadas. Além disso, por adotar um tamanho padrão, bem maior que os modelos atuais, a câmera conta com um sistema de refrigeração líquida bem mais eficiente, que permite a filmagem em velocidades mais elevadas. A câmera atualmente filma em 60 quadros, mas poderá alcançar 100 quadros por segundo quando forem lançados sensores mais rápidos, atualizáveis pelo próprio usuário.

A latitude de 12 stops é a mesma do modelo Production Camera 4K, bem superior à de câmeras broadcast tradicionais. O formato de gravação comprimido sem perdas em Cinema DNG RAW 12 bits e Apple ProRes (ProRes HQ , ProRes 422 , ProRes LT e ProRes Proxy) permitem um fluxo de trabalho de pós-produção fácil, com requisitos mínimos de armazenamento, e sem o formato pesado e proprietário da RED.

A Blackmagic URSA apresenta um módulo frontal que pode ser substituído bastando remover 4 parafusos comuns. O módulo inclui o sensor, encaixe da lente e conexões de controle para lentes eletrônicas. Além dos modelos EF e PL, que estarão disponíveis em breve, o modelo B4 URSA Broadcast apresenta um sensor Ultra HD e encaixe de lentes B4 , usado em câmeras broadcast. O modelo URSA HDMI não tem sensor e sua montagem de lente é substituída por uma placa com diversos pontos de montagem e uma entrada HDMI, permitindo que qualquer câmera de terceiros possa obter os benefícios do corpo Ursa. Isso significa que usuários de outras câmeras que tenham saídas HDMI, incluindo HDSLRs poderão contar com gravações de alta qualidade, monitoração, etc.

O corpo da URSA já vem com encaixes para tubos de suporte de lentes e e montagem de follow focus e matte boxes, dispensando totalmente o uso de rigs externos. A câmera inclui entradas de áudio XLR com phantom power , saída SDI 6G, saída para fones de ouvido, controle remoto LANC, e conector padrão de 4 pinos de conexão de energia de 12V DC . Suporta Ultra HD e 1080 HD em 23,98 , 24, 25 , 29,97 , 30, até 60 fps. E pode-se montar baterias dos tipos V -Mount e Anton Bauer. A câmera também inclui entrada de sinal de referência (genlock) e entrada e saída de timecode.