Tag Archives: editor

Saiba mais sobre a trajetória de Daniel Rezende

26 set

Um dos maiores nomes do cinema do país, Daniel Rezende é responsável pela edição de grandes filmes nacionais, como Cidade de Deus, O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, Tropa de Elite 1 e 2 e As Melhores Coisas do Mundo, e estrangeiros, como Ensaio Sobre a Cegueira e A Árvore da Vida.
daniel-rezende-blackout
Rezende conta que decidiu fazer cinema no início dos anos 90, época delicada para o cinema no Brasil, destaca que já ganhou muito pouco e afirma que tudo que for possível fazer no início da carreira, é necessário e importante.

Em dezembro de 2010, o montador participou de um bate-papo com os alunos da Oficina Itinerante de Vídeo Tela Brasil de Jaraguá II (São Paulo) e falou sobre a trajetória que o levou à consagração com Cidade de Deus, primeiro longa que editou e o rendeu indicação ao Oscar de melhor edição.

Em 2014, fez sua terceira colaboração com o diretor Jose Padilha, no remake de Robocop, no qual também atuou no roteiro e na filmagem.

Assista abaixo:

Você edita lembranças?!

26 mar

Eu como todo editor de imagens – pelo menos eu imagino que todos em algum momento passou ou vai passar por isso – já fui intimado a “Editar Lembranças”.

Sabe aqueles vídeos feitos à partir de fotos escaneadas ou das antigas fitas VHS copiadas em DVD?

Dia desses conversando sobre filmes com o Gustavo Lopes, lembrei-me de um filme que nem novo é, no entanto achei que vale a pena compartilhar aqui.

O Final Cut é um filme de 2004 escrito e dirigido por Omar Naim.
É estrelado por Robin Williams, James Caviezel, Mira Sorvino, Mimi Kuzyk, Stephanie Romanov, Genevieve Buechner e Brendan Fletcher.

Foi produzido pela Lions Gate Entertainment e filmado em Vancouver, British Columbia, Canadá, e em Berlim,  Alemanha. O filme apresenta música original de Brian Tyler.

A história se passa em um futuro próximo no qual as pessoas podem pagar para ter seus bebês implantados com chips de memória. Estes “Zoe Implantes”, desenvolvido pela empresa OLHO Tech, são para registrar cada momento de suas vidas, para que eles possam ser vistos pelos seus entes queridos após a morte. O enredo gira em Alan Hakman, um “Cutter”, cuja função é editar as imagens Zoe em um pedaço de comprimento de longa-metragem, chamado “rememória”.

O Final Cut é aproximadamente, memória e história da subjetividade; fazendo a pergunta: “Se a história é o que está escrito e me lembrei, então o que acontece quando as memórias são editadas e reescritas?”

O filme ganhou o prêmio de melhor roteiro no Festival de Cinema de Deauville e foi nomeado para melhor filme no Festival Internacional da Catalunha e Berlin International Film Festival .

Fonte: WIKIPEDIA

De antemão lamento não ter encontrado um trecho legendado, mas vale a indicação.

DeSouza

Timelapse de um editor

23 fev